Aura Negra - Richelle Mead (Vampire Academy #2)

Título Original: Frostbite
Data de publicação: 2010
Número de páginas: 304
Série: Vampire Academy #2
Editora: Nova Fronteira








A Escola São Vladimir está em alerta após um ataque dos sanguináreos Strigoi. Os Guardiões admirados por suas habilidades e seus grandes feitos, se preparam para entrar em ação. A escola envia seus alunos para um hotel de luxo e bem protegido, porém um imprevisto obriga Rose a deixar a segurança de seu lar e impedir que o pior aconteça. Apenas quando a vida de seus amigos está por um fio é que a heroína descobrirá força dentro de si.

A resenha pode conter spoiler para quem não leu O Beijos das Sombras.

Aura Negra é o segundo livro da série "Vampire Academy" e depois de me apaixonar pelo primeiro livro da série posso afirmar que esse consegue ser ainda melhor.
A leitura é fluída, eletrizante, vibrante, cheia de ação e momentos tensos, as páginas vão passando tão rapidamente que não vemos quando a leitura chega ao final.

Rose está muito mais madura e sua reputação de "garota fácil" não existe mais. Ela está centrada em seus treinamentos para se tornar uma boa guardiã para sua amiga Lissa, afinal os Strigoi se tornaram uma ameaça ainda mais mortal ao se aliarem aos humanos. Ela ainda é impulsiva e age antes de pensar, é teimosa e se mete em grandes perigos por causa disso, mas os erros, principalmente os mais dolorosos, servem como lição para seu amadurecimento emocional e físico.

É impossível se forçar a amar alguém, eu me dei conta disso. O amor existe ou não existe. Se não existe, você tem que ser capaz de admitir isso. Se existe, você precisa que fazer tudo o que puder para proteger quem você ama.
P. 214

Dimitri continua sensual e irritantemente controlado (menos do que no livro anterior). Seu jeito misterioso e fechado me tira do sério. O que é considerado sexy por muitas, é considerado irritante por mim. É fácil perceber o quanto ele luta desesperadamente para manter suas emoções e sentimentos bem guardados, colocando seus desejos em segundo plano priorizando sempre a responsabilidade com relação ao seu trabalho. As vezes sinto falta dele sair um pouco do sério, mostrar seus sentimentos a Rose, ser um pouquinho menos centrado e certinho.

Quando uma pessoa consegue ver a sua alma, é difícil lidar com isso. Força você a se abrir. Você se torna vulnerável. É muito mais fácil estar com alguém que é apenas pouco mais que uma boa amiga.
P. 96


O relacionamento entre o casal mais cool dos livros vampirescos ainda é algo indefinido. A diferença de idade e principalmente suas "profissões" são como sinalizadores de que um romance entre os dois é algo praticamente impossível, mesmo assim é difícil negar os sentimentos intensos, conflituosos e complexos que existem entre eles. Ambos sabem que não podem ficar juntos, mas o que existe entre eles é mais forte e por causa disso vemos eles se aproximarem e tentarem se afastar, uma montanha-russa que deixa agente ansioso para saber como as coisas vão se desenrolar.

Lissa se torna quase invisível nesse livro, ela passa muito mais tempo com Christian, seu namorado, e os dois são quase como figurantes na história. Ainda bem, porque sinceramente a super proteção de Rose em relação a ela me irritava profundamente e mesmo com ciúmes do namoro de Lissa e Christian, ela acredita que o relacionamento está fazendo bem a amiga principalmente ajudando a controlar os efeitos "colaterais" do dom que Lissa possui. O laço "espiritual" entre elas é cada dia mais forte e parece haver algo mais envolvendo o fato de Rose ter sido beijada pelas sombras.

Além das dificuldades de um relacionamento conflituoso com Dimitri e do esforço para manter Lissa a salvo, Rose tem uma surpresa ao reencontrar sua mãe a quem não vê há muitos anos. O relacionamento entre as duas é conturbado, cheio de ressentimentos, mágoas e recriminações por parte de Rose, as emoções vão falar mais alto.

Um novo personagem é adicionado a trama: Adrian Ivashkov, um Moroi com o mesmo dom de Lissa. Adrian é misterioso, com um humor meio ácido e metido a bad boy. Desde que ele e Rose se encontraram rolou uma tensão e senti algumas fagulhas de desejo no ar. Gosto muito de Dimitri, mas como já disse seu jeito certinho e fechado me irritam muito e depois do aparecimento de Adrian acredito que Rose faria um par perfeito com ele. Os dois juntos seriam uma casal explosivo, cheios de tiradas irônicas e um humor ácido.
Até agora Adrian não teve uma participação importante na trama, mas acredito que ele vai crescer bastente e provavelmente terá uma influência bastante significativa no livro.

O final é de tirar o fôlego e você vai querer ler o próximo livro o mais rápido possível.

- Eu disse não. Para Tasha.
- Eu… - fechei a boca antes que meu queixo batesse no chão. - Mas… por quê? Era uma oportunidade única na sua vida. Você poderia ter um filho. E ela… ela estava, você sabe, totalmente apaixonada por você.
Um fantasma de sorriso surgiu e desapareceu, logo depois, do rosto dele.
- É, ela estava. E está. E foi por isso que eu tive que dizer não. Eu não podia corresponder aos sentimentos dela… não podia dar a ela o que ela queria. Não quando… - ele deu um passo na minha direção. - Não quando meu coração está em outro lugar.

Aura Negra é um livro repleto de surpresas e fortes emoções. Eu suspirei, chorei, me surpreendi e desejei mais. Se ainda existia alguma dúvida que deveria continuar lendo essa série (não existia desde o final do primeiro livro), não existe mais.

Avaliação (1 a 5):

3 comentários:

  1. Oi Caline!
    Sou tão apaixonada por essa série!!! Acabei de publicar um post sobre ela. Foi uma das que mais gostei das que li esse ano. Li os 4 livros lançados no Brasil de uma vez e não resisti e li os 2 últimos em inglês.
    Eu não gostei do Adrian nesse livro, fiquei meio com "pé atras" com ele, sei lá. Mas com a passagem dos livros fui me apegando e terminei a série toda apaixonadinha por ele.
    E continua lendo que você vai encontrar tudo o que você está esperando dos personagens. =D
    Beijos

    Cacá
    *Meus Discos e Livros e Tudo o Mais*

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não li os outros livros da série, só o primeiro, e preciso falar que não gostei. Mas, adorei a outra série da autora é que Dark Swan, sério memso.

    ResponderExcluir
  3. Oi Caline, vim retribuir a visita.
    Li esse livro há um tempão, mas até agora não consegui comprar o próximo para ler. Vem sendo lançado tantos livros bons que esse acabou sendo deixado de lado.
    Mas vou procurar logo ler a continuação, sua resenha e o comentário acima tbm me deixaram bem ansiosa para terminar a série.
    Bjos, Carol.

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.