No Limite da Atração - Katie McGarry (Pushing The Limits#1)

Título Original: Pushing the Limits
Data de Publicação: 2013
Número de Páginas: 364
Editora: Verus
Classificação:

Ninguém sabe o que aconteceu na noite em que Echo Emerson, uma das garotas mais populares da escola, se transformou em uma “esquisita” cheia de cicatrizes nos braços e alvo preferencial de fofocas. Nem a própria Echo consegue se lembrar de toda a verdade sobre aquela noite terrível. Ela só gostaria que as coisas voltassem ao normal.
Quando Noah Hutchins, o cara lindo e solitário de jaqueta de couro, entra na vida de Echo, com sua atitude durona e sua surpreendente capacidade de compreendê-la, o mundo dela se modifica de maneiras que ela nunca poderia ter imaginado. Supostamente, eles não têm nada em comum. E, com os segredos que ambos escondem, ficar juntos vai se mostrar uma tarefa extremamente complicada.
Ainda assim, é impossível ignorar a atração entre eles. E Echo vai ter de se perguntar até onde é capaz de ir e o que está disposta a arriscar pelo único cara que pode ensiná-la a amar novamente. No limite da atração é um livro sexy e envolvente sobre o amor de duas pessoas que estão perdidas e que juntas tentam desesperadamente se encontrar.

Há muito tempo não me sentia tão presa a um livro. O desejo de não largar até saber o que aconteceria a cada um, o turbilhão de emoções e a satisfação de um final lindo. No Limite da Atração me conquistou e me arrastou para dentro de suas páginas. Uma história inteligente e significativa sobre  perda, confiança, traição e a coragem para enfrentar os fantasmas do passado e criar um novo futuro. Um livro sobre relacionamentos, esperanças, sonhos e medos. Um romance que mostra a importância do amor e o seu poder de curar.

O livro é narrado em primeira pessoa, alternando os capítulos entre Echo, a ex-garota popular, marcada por um grave segredo e com sérios problemas com os pais e Noah uma garoto que tinha a vida perfeita até a morte dos seus pais, quando tudo desmoronou e ele passou por vários lares adotivos e perdeu o contato com os irmãos. Gosto desse tipo de narrativa porque nos permite conhecer melhor os personagens e saber exatamente o que se passa na cabeça e no coração em cada personagem.

Echo e Noah formam aquele tipo de casal por quem você torce ardentemente. Eles passaram por problemas demais e mereciam ser felizes. Entre eles não existia apenas aquela atração e o forte desejo, laços emocionais fizeram com que os dois estivessem verdadeiramente ligados. Eles entendiam um ao outro e se aceitavam, sem julgamentos e sem tentar mudar e querer que o outro se tornasse alguém totalmente diferente. Eles se completavam e cuidavam um do outro.

O segredo do que aconteceu na noite do acidente da Echo me deixou com os nervos à flor da pele. Imaginei várias coisas, inclusive que outra pessoa era a verdadeira culpada pelo que aconteceu. Descobrir tudo no final foi mais triste e doloroso do que eu imaginei. Não foi algo grande, mas foi bem chocante principalmente vindo de alguém que deveria nos proteger.

A primeira vista tive a sensação de estar lendo um Química Perfeita II, mas No Limite da Atração é bem mais dramático e em alguns pontos as escolhas e atitudes dos personagens pareceram um pouco irreais e foi exatamente ai que o livro perdeu alguns pontos comigo. Echo não lembrava do que havia acontecido na noite em que ela quase morreu, mas lembrava que a sua mãe tinha algo a ver com isso. Ainda assim ela a defendia e queria encontrá-la novamente. Além disso o que também me incomodou foi o fato dela ter perdoado o pai por todas as coisas que ele fez. Talvez eu conseguisse agir assim, mas levaria bastante tempo. Não consegui gostar dele e não aceitei as suas desculpas, sua filha certamente deveria ser mais importante do que sua nova esposa.

Outra coisa é que um romance para ser considerado perfeito para mim tem que me conquistar desde a primeira cena e causar aquela sensação gostosa de friozinho na barriga, como se aquelas palavras estivessem sendo dirigidas diretamente a mim. Senti falta disso. Faltou algo e é chato admitir que eu não sei exatamente o que foi.

O romance é a base da trama, mas a autora foi fantástica ao incorporar na história temas graves e relevantes tais como morte, infidelidade, doenças mentais, abusos físicos e as falhas do sistema de assistência social.

No Limite da Atração tem uma história linda, que envolve emociona e cativa.Um leitura obrigatória para quem adora romances com cenas fofas, diálogos interessantes e momentos dramáticos.

8 comentários:

  1. Ei Caline!

    Ehhh... Combinamos no gosto de um livro.
    Eu também curti muito No limite da atração.

    Eu também não perdoaria fácil o pai dela o/

    E gostei do romance. Achei que ficou um clima gostoso e fiquei doida para eles se pegarem logo =P

    Bjins

    ResponderExcluir
  2. Ei Caline

    Está nos meus desejados, mas sempre pego algum outro que lançou e ele vai ficando rsrs. Espero gostar como vcs, só vi resenha positiva dele e parece ser bem legal. Já não gosto do pai dela sem nem ler, só de ver os comentários rsrs.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Li muitas resenhas positivas sobre esse livro e tenho uma certa curiosidade de lê-lo, principalmente por querer saber o que ocasionou as cicatrizes em Echo.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Caline!

    Já tinha ouvido falar desse livro e estou super curiosa para ler! Deve ser maravilhoso mesmo! Bom saber que você gostou!

    Beijos,
    Inara
    www.lerdormircomer.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Caline,
    É tão bom quando um livro nos mantem presas na história, que dá vontade de não largar até terminar...esse livro parece ser muito bom, com uma história envolvente e pelo jeito muito bem escrita.
    Beijos
    http://allmylifeinbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olhei esse livro semana passada na livraria da minha cidade e agora, depois de ler sua resenha, estou chorando por dentro por não ter comprado! Preciso de um livro igual a esse, que me prenda e gosto de histórias desse tipo (: Vou voltar lá agora e comprar UAHUSHAUS

    Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
    myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oie Caline
    eu me apaixonei pelo livro. Acho que por conta do Noah, e o jeito bady boy dele. Mas ouvi várias amigas amigas falarem a mesma coisa, que não sentiram aquela conexão, e por isso o livro não se tornou o favorito.
    bjos
    www.mybooklit.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Ai que resenha boa! Acho que estou precisando de um livro mais intenso assim, mas cheio de drama sabe!

    Michelle Boyd
    The Little Things

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.