A Lista Negra - Jennifer Brown

Título Original: Hate List
Data de Publicação: 2012
Número de Páginas: 272
Editora: Gutemberg
Classificação:


E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas. A lista negra, de Jennifer Brown, é um romance instigante, que toca o leitor; leitura obrigatória, profunda e comovente. Um livro sobre bullying praticado dentro das escolas que provoca reflexões sobre as atitudes, responsabilidades e, principalmente, sobre o comportamento humano. Enfim, uma bela história sobre auto-conhecimento e o perdão.

A Lista Negra é um livro que tem como tema central o bullying e todas as consequências que ele traz. Quando li a sinopse lembrei na mesma hora de One Tree Hill. Quem já assistiu a série sabe bem do que eu estou falando. Na 3ª temporada, Jimmy Edwards entrou na escola armado e fez alguns alunos de reféns. Apesar de não ter tido o mesmo desfecho do livro, com inúmeras mortes e pessoas feridas, o episódio foi denso, forte, dramático e deixou suas marcas, assim como o massacre do Colégio Garvin. Lembro também de ter assistido um filme onde um aluno que sofria bullying matou vários alunos e depois se suicidou. Tanto na série, quanto no filme, eu me envolvi, senti todo o drama e o peso da situação, mas com o livro não aconteceu a mesma coisa.

Pensei bastante antes de escrever essa resenha e falar o que eu realmente senti. Não quero parecer insensível ao que Nick e Valerie viveram na escola. As pessoas podem ser muito cruéis e não param para pensar nas consequências de seus atos. Eles foram perseguidos, maltratados e humilhados, mas isso nunca será justificativa para uma massacre. Valerie pensava exatamente como eu, ela fez a lista com o nome das pessoas a quem odiava, mas não passou por sua cabeça pegar uma arma e se vingar dessas pessoas. Acredito que exista algo mais por trás, uma predisposição talvez. Mas que sou eu para fazer julgamentos?

A verdade é que eu não consegui enxergar o Nick carinhoso e apaixonado que ela via em suas lembranças. Todas as vezes que ela relembrou seus momentos juntos e as coisas que eles conversavam, senti uma aura negra pairando sobre ele. Não importava a situação, ele sempre tendia a tocar em assuntos mórbidos.

Quanto a Valerie, apesar de me irritar por ela tentar evocar uma imagem de Nick como alguém legal, coisa que eu realmente acho que ele não era, consegui desenvolver uma certa empatia, principalmente por causa de sua família desestruturada. Se o meu pai me tratasse como o dela, ele podia esquecer que tinha uma filha. Além disso não consegui enxergá-la como alguém culpada pelo que aconteceu.

A Lista Negra é um livro forte, denso e complexo, esperei demais da narrativa e talvez por isso não tenha conseguido me envolver com a história ou com os personagens e seus dramas. Faltou mais emoção, uma exploração melhor dos personagens, mas não dá pra negar a importância da trama e as reflexões que ela traz. É o tipo de livro que deveria ser obrigatório nas escolas.

12 comentários:

  1. Ei Caline

    Eu comprei tem algum tempo já, via todo mundo dando 5 e falando maravilhas. Mas até hoje não li hehe, está na fila. Espero gostar mais do que vc aiai, estou cansada dos livros 3 rs.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. A temática desse livro parece ser bem forte mesmo, apesar disso tenho vontade de ler.Que pena que o livro não tenha atingido suas expectativas.
    Beijo

    http://allmylifeinbooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Não sei se faz muito meu estilo, mas achei interessante!
    Isabela

    ResponderExcluir
  4. Wow, que resenha fantástica!
    Confesso que estou meia apreensiva em relação a este livro, pois envolve o bullying, um assunto delicado e um tanto complicado, e não sei se teria condições - psicológicas - de ler. Mas ele está na minha lista de desejados e, quando tiver oportunidade, irei lê-lo, mesmo tendo alguns receios...
    Adorei em saber a sua opinião.

    Beijos.
    http://umajovemleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Parece ser um livro bem forte, mas confesso que não fiquei com vontade de ler.
    Beijo,
    Nic

    ResponderExcluir
  6. Mesmo todo mundo gostando eu sempre tive meio receio do livro, não sei, eu sempre comparava, assim como você, com o episódio de OTH, e não tinha certeza se queria me sentir assim novamente sabe, mas uma pena ele não ter te tocado como era o previsto, mas eu tenho curiosidade em ler.

    Michelle Boyd
    The Little Things

    ResponderExcluir
  7. Oi Caline
    Confesso que sua resenha foi uma surpresa para mim, até então, via as pessoas dando cinco estrelas para esse livro. Mas, foi bom ler a sua resenha para ficar de pés no chão, assim vou com mais calma. Excelente resenha!

    Lucas / Carpe Liber
    livrosecontos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Nossa, acho que você é a primeira pessoa que vejo que não fala que o livro é perfeito tudibom. O tema é realmente tenso, mas acho que é uma leitura super válida para nos fazer refletir sobre como nossas ações afetam as pessoas, mesmo que não seja nossa intenção fazer algo ruim. Estou doida pra ler esse e Os 13 Porquês. Mas já vou ficar menos afoita depois da sua resenha.

    Beijitos

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bom?
    Passando para deixar um comentário rsrs
    Eu quero muito ler esse livro ,
    todo mundo fala bem dele .
    Espero gostar !
    Beijos*-*
    Território das garotas
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oie Caline =)

    Tenho curiosidade para ler esse livro, e a sua é a primeira resenha que leio que não é só elogios ao livro (graças a Deus). Sempre fico com receio de ler livros que parecem ser unanimidades rs...

    Ótima resenha! Vou com menos sede ao pote agora ^^

    Beijos e uma ótima semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  11. Puxa, Caline... ultimamente não ando querendo ler esse tipo de livro. Ando numa fase leve, e um livro assim me deixaria um tanto mal. Porém, o tema bullying deve ser abordado sempre, principalmente nas escolas. O bullying é um câncer. :/

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  12. Eu gostei bastante desse livro. Me surpreendeu quando li.

    Bjos!

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.