Conselho de Amiga - Siobhan Vivian

Título Original: A Little Friendly Advice
Data de Publicação: 2012
Número de Páginas: 224
Editora: Novo Conceito
Classificação:






Ruby está completando 16 anos... mas o dia especial não é tão doce quanto foi planejado. Seu pai desaparecido há muito tempo aparece e Ruby não quer ter nenhuma relação com ele. Ao contrário, ela quer sair com seus amigos — a leal Beth, a perigosa Katherine e a fofoqueira Maria. Elas dão muitos conselhos a Ruby — sobre garotos, seu pai e como ela deve se vestir e como deveria estar se sentindo. Mas, na verdade, ela não sabe o que pensar ou sentir. Especialmente quando um novo garoto entra em cena... e Ruby descobre que algumas de suas amigas não são tão verdadeiras quanto dizem.

Comecei a ler Conselho de Amiga sem pretensão nenhuma. Já tinha lido algumas resenhas sobre Não Sou Esse Tipo de Garota, outro livro da autora lançado pela Novo Conceito, e os comentários deixavam claro que a autora escreve para o público juvenil algo bem adolescente mesmo, então é óbvio que eu não esperava uma grande história, mas pelo menos esperava que fosse uma leitura divertida e uma boa distração. Não foi.

Conselho de Amiga de Siobhan Vivian é uma livro sobre adolescentes, suas dúvidas, anseios, medos e todas as experiências vividas que levam ao amadurecimento. Falando assim, até parece que o livro é legal, mas não é. Não consigo entender porque alguns autores tem uma visão de que adolescentes precisam ser sempre tão problemáticos, confusos, dramáticos e insuportavelmente infantis. Sei que a adolescência é uma fase difícil - para alguns - cheia de mudanças e adaptações, mas as garotas desse livro tem atitudes tão infantis que mais parecem crianças mimadas e birrentas, que acham que o mundo gira em torno dos seus umbigos.

O retorno do pai de Ruby poderia trazer mais emoção a história. Na verdade imaginei que esse seria o foco principal da trama, mas acabou ficando em segundo plano. A autora poderia ter investido e desenvolvido melhor esse momento de readaptação na vida de Ruby. As cenas se bem escritas poderiam envolver e emocionar o leitor, afinal perdoar e entender é um processo que pode ser difícil e doloroso, mas ajuda a amadurecer. Acho que esse ponto da trama, se tivesse a importância merecida, tornaria o livro muito melhor e talvez até mudasse minha visão sobre Ruby e sua personalidade irritante.

Com relação às garotas, acho que não restou muito o que falar sobre elas. Maria quase não tem participação na história. Quando li a sinopse imaginei que ela seria responsável por disseminar a discórdia com suas fofocas, mas até agora não entendo porque ela foi taxada assim. Katherine é uma rebelde sem causa, que tem vários problemas em casa e tenta superá-los da melhor forma possível. Às vezes as suas atitudes são extremas, mas nada que possa ser descrito como violento. Beth é a mais próxima à Ruby, elas são amigas desde pequenas e por isso tem mais intimidade uma com a outra. Exatamente por esse motivo Beth se acha no direito de escolher o que é bom ou ruim para a amiga e acaba metendo os pés pelas mãos. Não concordo com o que ela fez, foi uma atitude meio egoísta, mas preciso admitir que do jeito dela, ela só queria poupar a amiga do sofrimento. Ruby é a personagem principal da história e a menos simpática de todas, qualquer uma das outras garotas seria melhor como protagonista do que ela. Tudo que ela fazia e falava me irritava e nem mesmo quando toda a verdade veio à tona, consegui ter o mínimo de simpatia por ela.

Quanto ao romance ele até poderia ter dado um toque mais fofo e bonitinho ao livro e talvez até conseguisse me deixar um pouco menos insatisfeita com a história, mas não teve romance. Sabe aquele personagem que aparece e não faz a mínima diferença se ele estivesse lá ou não? Foi exatamente assim com fulano. Não dá para afirmar que houve um romance na história quando as cenas entre o casal - juntando tudo - não passaram de 4 folhas. Além disso ele é totalmente sem graça, não parece ser bonitinho, nem é engraçado ou tem qualquer qualidade que consiga conquistar a simpatia dos leitores, pelo menos não conquistou a minha.

O meu problema com o livro não é porque ele retrata o universo adolescente, já li vários livros que tinham esse tema como foco e que me agradaram bastante. O grande problema foi a escrita da autora, achei tudo muito solto, várias ideias, vários conflitos, mas nenhum deles foi bem desenvolvido, bem explorado e algumas coisas foram deixadas de lado sem explicação, sem solução. Além disso como falei anteriormente não é porque os personagens são adolescentes que eles necessariamente precisam ser irritantes, chatos, cheios de problemas e conflitos com os pais.

Não indico a leitura, mas se mesmo assim você quiser arriscar não diga que eu não avisei, rs.


 

5 comentários:

  1. Apesar de eu não ter me decepcionado tanto com o livro, eu tive as mesmas opiniões que você, tentei relevar ao máximo e aproveitar a leitura, mas às vezes incomoda mesmo.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  2. Ei Caline!
    Pode deixar que seguirei seu conselho.
    Você está me dando um Conselho de amiga, rs.
    Não vou ler, rs.
    Bjins

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda não o livro, mas quero muito ler, principalmente pela curiosidade de entender por que tantas pessoas não gostaram de trama dele.
    *bye*

    Louca por Romances

    ResponderExcluir
  4. Eu não li o livro e até tinha curiosidade quando foi lançado, mas não é algo que me deixe tão curiosa, principalmente por parecer uma história mais ou menos. Com essa resenha agora, então.. Tô avisada.
    rsrs

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu gostei de Não Sou Este Tipo de Garota! Mas não estou tão empolgada pra ler Conselho de Amiga. Minha irmã que ta lendo ele, quando ela terminar vou perguntar o que achou, rs.
    Você não gostou mesmo ein? haha. Bom, acho que vou arriscar sim, mas não por agora...

    Beijos, Flá. { http://pequenascoisaas.blogspot.com.br/ }

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.