Sessão Pipoca - Sempre Ao Seu Lado (2009)


Título: Sempre ao Seu Lado
Título Original: Hachiko: A Dog's Story
Origem: EUA/Reino Unido
Ano de produção: 2009
Gênero: Drama
Duração: 93 min
Classificação: livre
Direção: Lasse Hallström
Classificação:










Quando Hachiko, um filhote de cachorro da raça akita, é encontrado perdido em uma estação de trem por Parker (Richard Gere), ambos se identificam rapidamente. O filhote acaba conquistando todos na casa de Parker, mas é com ele que acaba criando um profundo laço de lealdade. Baseado em uma história real, Sempre ao seu Lado, é um emocionante filme sobre lealdade.


Nunca gostei de filmes com animais como enredo principal. Lessie, Babe - o porquinho atrapalhado, O hóspede quer bananas, eram muito recorrentes na sessão da tarde e quando criança eu era expectadora assídua da sessão da tarde, mas sempre que ficava sabendo que o filme do dia era nesse estilo, procurava outra coisa pra fazer.

Não tenho nada contra animais, pelo contrário gostaria muito de ter um cachorro e fico muito indignada quando vejo aquelas reportagens sobre maus-tratos, o problema é só que eu não acho interessante histórias com essa temática. Existem algumas exceções, como é o caso das animações, adoro Rei Leão, Procurando Nemo, Bee Movie entre outros, mas essas são as minhas únicas exceções, ou pelo menos eram até que assisti Sempre ao seu lado, o filme mais lindo, mais emocionante e mais sensível sobre a relação entre um homem e um animal que eu já vi. O fato do filme ser baseado em fatos reais torna tudo ainda mais triste, bonito e tocante.


Lembre-se que eles são japoneses, não americanos. Não podem ser comprados.
Sempre ao Seu Lado

O longa é uma adaptação de uma história comovente e real, que aconteceu no Japão. Hachiko é o nome de um cachorro da raça akita bastante conhecido por sua lealdade aos donos. A história de Hachiko ganhou notoriedade quando mesmo depois da morte do seu dono, um professor da Universidade de Tóquio, o cão continuou indo até a estção de trem esperar pela sua chegada. Ele esperou durante nove anos e dez meses pela volta do seu mestre, que nunca aconteceu.
Depois da morte de Hachiko uma estátua de bronze foi colocada em sua homenagem, em frente ao portão da estação de trem, onde por quase dez anos seu amor e fidelidade permaneceram inabalados.

Na versão americana, Hachiko é um akita que foi encontrado em uma estação de trem pelo professor universitário Parker Wilson (Richard Gere). No início sua esposa é contra a adoção e não aceita o novo morador, mas logo o cão conquista o coração de todos e se torna um membro da família.


Sempre ao seu lado é um filme sobre lealdade, amizade, carinho e amor incondicional de um cão por seu dono. Um amor puro, honesto e generoso, que nem mesmo o tempo conseguiu apagar. Em alguns momentos vemos as situações sobre os olhos de Hatchi, a sensação de perda, a intensidade do carinho e da devoção, e é nesse momento que se torna ainda mais difícil, se não impossível, segurar as lágrimas.


Eles me ensinaram o que é lealdade... e que não devemos nunca nos esquecer de quem amamos.
Sempre ao Seu Lado

Faz algum tempo desde que assisti a esse filme, mas agora enquanto escrevo esse post sinto as lágrimas chegarem e é difícil contê-las.
Prepare caixas e mais caixas de lenços pois esse é um filme cheio de sentimentos e provas de um amor incondicional, cada vez mais difícil de ser encontrado em nós humanos.

14 comentários:

  1. Não gosto de filmes com cachorro... sempre morro de pena. UAHSUAHS Coração mole. ;x

    ResponderExcluir
  2. Ei Caline,

    Eu nunca chorei tanto no cinema igual neste filme, sai da sala no fim e fui ao banheiro lavar o rosto rsrs.
    E eu assisti quando lançou, sem nem saber da história direito. Então imaginei que o cachorro morria como sempre acontece nesses filmes e tomei o maior susto.
    Ai tãooo triste, mas eu amei.

    bjos

    ResponderExcluir
  3. Vou ser bem honesta: não consigo ver esses filmes. Por exemplo, Marley e Eu, não vi até hoje.. sempre evito ver quando tem cachorrinho porque é fatal, eu vou chorar! HAHAH
    Os piores filmes para mim são aqueles que eu não sei que envolve cachorro e BOOM acontece alguma coisa com ele. AWWW, odeio! Tipo, eu Sou a Lenda, sai do cinema na hora! HAHAHA Sou muito coração mole :P
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Ei Caline,

    eu ainda não assisti esse filme e confesso que vai ser muito difícil eu assistir. Ele parece ser muito triste e daqueles de derramar rios de água, kkkkk.
    Sua resenha está emocionante e senti a profundidade do filme em suas palavras. ^^
    beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Caline! Quando vi "Marley e Eu" já chorei um montão e por isto nem queria assistir este filme, mas um dia meus primos se reuniram e acabei vendo junto e não pude conter as lágrimas. Todo mundo chorou, porque é uma história linda demais. Seu texto ficou ótimo!

    Beijos,

    Paula

    http://tribooks.blogspot.com

    @Tri_Books

    ResponderExcluir
  6. O filme é lindo demais!
    Nos mostra como é a lealdade do verdadeiro e único amigo de verdade do homem.
    Chorei lendo e assistindo "Marley e eu", mas nem comparação com o quanto corei assistindo a esse filme.
    Sempre ao seu lado é lindo e muito triste. Impossível assistir duas vezes... me faz chorar só de pensar!

    ResponderExcluir
  7. um dos filmes mais lindo que eu ja vi
    choro muito com ele. ..

    e nao me canso de ver ..

    ResponderExcluir
  8. eu so durão mas conveço que chorei bbbbbbbbbbuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  10. ola é muito triste , mais uma historia linda pois amo bichoe chorei muito

    ResponderExcluir
  11. eu choreiii choreii muito e ainda fiquei imaginando a dor que o chorro sentil :´(

    ResponderExcluir
  12. quando eu fui assistir esse filme pera primeira vez no cinema eu fiquei tão emocionada que chorei no cenema chorei tanto mas tanto tipo quando bebe ta com fome ou quando criança ai e se machuca chorei tanto que fui obrigada a sair do cinema e agora sempre que assisto esse filme em casa choro muito principalmente no final quando o cachorro fecha os olhos e vê o dono os momentos legais que eles passaram juntos e ai ele morre eu chorei por 1:00 hora seguida e hoje passou esse filme e como sempre chorei muito muito muito ñ consegui aguentar e agora quando eu escrevi isso já comecei a chorar pq eu me lembrei das parte do filme e fico triste é dificio

    ResponderExcluir
  13. EU CHOREI MUITO A PRIMEIRA VEZ QUE VI FOI NO CINEMA MAS CHOREI TANTO TIPO BEBE QUANDO TA COM FOME OU QUANDO CAI E SE MACHUCA MUITO ELES ABREM UM BERREIRO CHOREI TUDO ISSO E TIVE QUE SAIR DO CINEMA NO MEIO DO FILME COM VERGONHA MAS TRISTE COMECEI A CHORAR LÁ QUANDO O HOMEM JÁ DESMAIO E JÁ SABIA QUE ELE IA MORRER E QUE O CACHORRO JÁ IA FICAR ESPERANDO AI ASSISTI EM CASA E CHOREI MUITO COMO EU DISSE E HOJE PASSOU DE NOVO HOJE DIA 6/3/12 HOJE PASSOU E EU CHOREI MUITO MUITO MAIS NO FINAL QUANDO O CACHORRO FECHOU OS OLHOS E VIU SEU DONO OS MELHORES MOMENTOS QUE ELES PASSARAM JUNTOS COMECEI A CHORAR PQ EU SENTI AQUELA TRISTEZA PENA DO CACHORRO EU CONSEGUI SENTIR A DOR DELE PRINCIPALMENTE DO VERDADEIRO CACHORRO QUE ESPERO O DONO POR 9 ANOS NAQUELE MESMO LUGAR SEM SAIR DE LÁ AI CHOREI QUANDO O CACHORRO MORREU QUANDO ELE ESTAVA PENSANDO NO DONO E JÁ TO CHORANDO MUITO AGORA ESCREVENDO ISSO PQ EU ME LEMBREI DAS CENAS E JÁ COMECEI A ME EMOCIONAR GENTE DA DIFÍCIL ESCREVER AGORA POR ISSO VOU PARAR ENTÃO É ISSO AI EU SOU MUITO SENSÍVEL CHORO POR QUALQUER COISA E TO CHORANDO TANTO QUE QUANDO VC LER ISSO SE VC LER TAMBÉM NÉ VAI SE ATRAPALHAR TODO PQ EU ESTOU ESCREVENDO E CHORANDO AO MESMO TEMPO AI Ñ DÁ PQ EU Ñ TO CONSEGUINDO NEM VER DIREITO COM TANTA LAGRIMA TCHAU

    ResponderExcluir
  14. este filme mexeu muito com meu sentimento chorei horrores com este filme

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.