Cinco Dias - Julie Lawson Timmer

Título Original: Five Days Left
Autor (a): Julie Lawson Timmer
Data de Publicação: 2015
Número de Páginas:
368
Editora: Novo Conceito
Classificação: 
Livro Cedido em parceria com a Editora Novo Conceito
 
Até que ponto você estaria disposto a se sacrificar por amor?
Mara Nichols é uma advogada bem-sucedida, esposa e mãe dedicada. Ela está doente. Uma doença devastadora. Ela precisa colocar um fim ao sofrimento dos últimos tempos.
Scott Coffman é um professor do ensino fundamental que precisa cuidar de um garoto de oito anos enquanto a mãe do menino cumpre pena na prisão.
Mara e Scott têm apenas cinco dias para dizer adeus àqueles que amam. Essa talvez seja a maior prova de amor que poderiam dar a essas pessoas.

Essa é certamente uma das resenhas mais difíceis que já escrevi. Terminei Cinco Dias e fiquei pensando o que falar para vocês e principalmente como falar para vocês todas as coisas que o livro fez comigo e como eu me senti ao virar a última página. Essa não será uma resenha totalmente positiva, discordei de muitas coisas que os personagens fizeram, de suas formas de pensar, mas a carga emocional desse livro é muito forte, então mesmo não gostando de tudo e discordando de algumas coisas essa é uma história que mexeu intensamente comigo.

O livro narra a história de duas famílias que não se conhecem, vivendo momentos delicados e dramas profundos. O nome do livro remete ao fato de que em cinco dias cada uma dessas famílias passará por uma situação que mudará para sempre suas vidas. Ao ler a sinopse senti que pelo menos uma dessas duas famílias não teria um final feliz. No decorrer da leitura essa certeza se tornou ainda mais forte, mesmo querendo e me forçando a ter esperança de que tudo poderia mudar.

Os cinco dias são tão intensos e tanta coisa acontece que a impressão que temos é que a história tem muito mais tempo do que isso. Conhecemos um pouco de cada personagem principal e os problemas que eles estão enfrentando. Mara tem DH, uma desordem hereditária que não tem cura e que causa sequelas irreparáveis. Scott é um professor que cuida provisoriamente de um garoto de oito anos até que a mãe do menino consiga a liberdade. Ao final dos cinco dias Mara, Scott e todos aqueles com quem eles convivem verão suas vidas mudarem completamente.

A autora foi fantástica ao criar personagens tão humanos e cheios de defeitos, pessoas com sentimentos conflitantes e muitas dúvidas, com sentimentos egoístas e também cheios de altruísmo. Ela nos levou para dentro da história e nos colocou no lugar de cada uma dessas pessoas, nos fez julgar e depois fez com que nós questionássemos o julgamento.

Discordei veementemente da decisão de Mara, desejei que os cinco dias demorassem a passar e que ela voltasse atrás na sua decisão, mas não posso negar que lá no fundo da minha mente uma vozinha insistente não parava de repetir: "você pode até não ter a coragem que Mara tem, mas você também não tem o direito de julgá-la". A esposa de Scott também despertou em mim sentimentos contraditórios. Achei suas ações extremamente egoístas, ao mesmo tempo em que conseguia entender como ela se sentia, apesar de não concordar. Entretanto, julgar as atitudes de uma pessoa quando não é você quem está naquela situação é muito fácil.

O final não foi uma surpresa, mas ainda assim conseguiu mexer com as minhas emoções. A forma como a autora conduziu o desfecho de cada personagem me deixou com aquele nó na garganta e também me fez acreditar que as maiores e mais inesperadas mudanças podem acontecer quando existe amor de verdade.

Cinco Dias é sobre a jornada de dois seres humanos cheios de defeitos e qualidades, que vai encher seu coração de tristeza e alegria. É um romance surpreendente sobre amor e sacrifício.

0 comentários:

Postar um comentário

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.