Vivian Contra o Apocalipse - Katie Coyle

Título Original: Vivian Apple at the End of the World
Data de Publicação: 2015 
Número de Páginas: 288 
Editora: Agir Now
Classificação:


Vivian Contra o Apocalipse - Vivian Apple tem 17 anos e mal pode esperar pelo fatídico “Arrebatamento” — ou melhor, mal pode esperar para que ele não aconteça. Seus devotos pais foram escravizados pela Igreja faz tempo demais, e ela está ansiosa para que voltem ao normal. O problema é que, quando Vivian chega em casa no dia seguinte ao suposto Arrebatamento, seus pais sumiram e tudo o que restou foram dois buracos no teto…
Vivian está determinada a seguir vivendo normalmente, mas quando começa a suspeitar que seus pais ainda podem estar vivos, ela percebe que precisa descobrir a verdade. Junto com Harp, sua melhor amiga, Peter, um garoto misterioso que tem os olhos mais azuis do mundo e informações sobre o verdadeiro paradeiros dos seguidores da Igreja (ou é o que ele diz), e Edie, uma Crente que foi “deixada para trás”, os quatro embarcam em uma road trip pelos Estados Unidos. Mas, depois de atravessar quilômetros de eventos climáticos bizarros, gangues de Crentes vingativos e um estranho grupo de adolescentes auto-intitulados os “Novos Órfãos”, Viv logo vai perceber que o Arrebatamento foi só o começo.
Katie Coyle, vencedora do Young Writers Prize do jornal The Guardian em 2012, imagina uma realidade infelizmente muito próxima da nossa, em que capitalismo, política, entretenimento e religião se combinam para criar uma cultura de intolerância que não acaba com o Arrebatamento. Com reviravoltas surpreendentes, um humor mordaz típico da geração Y e personagens femininas que não devem nada a ícones como Buffy e Rory Gilmore, Vivian contra o apocalipse é uma estreia arrebatadora que vai fazer você questionar até onde iria pela verdade.

Na maioria das vezes as minhas escolhas de leitura são resultantes de alguma influência. Geralmente são resenhas que leio na blogosfera ou comentários do Goodreads (não confio muito no Skoob, principalmente se o livro for nacional).Vivian Contra o Apocalipse foi uma indicação indireta (vi no Twitter) de uma blogueira razoavelmente conhecida. Ela se mostrou muito empolgada com a história e recomendou insistentemente para que todos o lessem. Decidida a sair de uma ressaca literária monstruosa, resolvi arriscar e dar uma chance à história que pela sinopse prometia ser bastante interessante.

Vivian Contra o Apocalipse não foi uma leitura ruim, tampouco chegou a ser tudo o que foi alardeado sobre ele. É claro que as minhas expectativas estavam altas e que o fato do enredo ser interessante, diferente e intrigante contribuíram para que no início eu ficasse bastante empolgada, mas a animação não durou muito tempo e logo eu estava esperando por mais, uma mais que eu não consigo definir exatamente o que era, mas que a sua falta não me deixou achar o livro tão maravilhoso como parece ter acontecido com outras pessoas.

A história foca num provável fim do mundo e no arrebatamento de algumas pessoas de uma determinada igreja americana. O livro é claramente uma crítica ao fanatismo religioso e à forma irracional e muitas vezes burra como algumas pessoas agem em nome de uma crença. Apesar do exagero da maioria das situações apresentadas, consegui enxergar muito da realidade de algumas igrejas, seitas e religiões praticadas no "mundo real" e confesso que isso me assustou. 

Quanto aos personagens, para mim nenhum mereceu grande destaque, nem mesmo a própria Vivian que se tornou a heroína de muitos leitores pela coragem que teve ao enfrentar situações bastante complicadas com muita coragem e determinação. Harp sua melhor amiga tirou-me do sério várias vezes, mas por todas as coisas que ela precisou enfrentar eu consegui suportá-la.

Imaginei várias hipóteses para o que realmente havia acontecido, porque, sinceramente, em nenhum momento acreditei de verdade que os Crentes haviam sido arrebatados. A história criada por Katie é bem insana, principalmente depois que sabemos o que aconteceu com os arrebatados. Entretanto, a loucura maior é descobrir que insanidades como as do livro já aconteceram de verdade e não foram poucas vezes.

Em resumo, Vivian Contra o Apocalipse foi uma leitura interessante, mas precisava de algo mais para realmente me conquistar. Pelo forma como a história terminou dá para supor que existe uma continuação e o Goodreads me confirmou isso. Entretanto, confesso não estar animada para o livro 2. Talvez eu possa mudar de ideia depois que saírem as resenhas dele por aqui. Vamos esperar para ver.

0 comentários:

Postar um comentário

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.