A Viajante do Tempo - Diana Gabaldon (Outlander #1)

Título Original: Outlander
Autor (a): Diana Gabaldon
Data de Publicação: 2014
Número de Páginas: 800
Editora: Saída de Emergência
Série: Outlander #1
Classificação: 


Claire, a protagonista de A viajante do tempo é uma mulher de personalidade forte, lutando para se manter num mundo de homens violentos, que busca seu verdadeiro amor enquanto participa de importantes acontecimentos da história. Claire Beauchamp Randall foi separada de seu marido Frank pouco depois da lua-de-mel, quando ele foi convocado para lutar na Segunda Guerra Mundial. Ao final do conflito, Claire e Frank se reencontram e retomam a vida que tinham em comum numa viagem a Escócia. Mas o reencontro não ocorre da forma esperada. Parece haver entre a esposa e o marido um distanciamento muito maior do que aquele causado pelos anos de guerra. Ao visitar uma antiga e mística formação de rochas, Claire finalmente vai conhecer seu destino.

Há alguns anos tentei ler A Viajante do Tempo de Diana Gabaldon, mas apesar de gostar muito de romances históricos e de ter curtido a leitura acabei abandonando-o antes de chegar ao final. Acredito que alguns livros precisam entrar em nossa vida no momento certo ou não conseguiremos aproveitar tudo que ele tem a nos oferecer, e foi pensando dessa forma que depois de saber que a série seria adaptada para televisão e que os livros seriam relançados pela Saída de Emergência, que decidi tentar novamente.

A Viajante do Tempo foi uma das experiências literárias mais incríveis e intrigantes que eu já vivi. Demorei mais do que normal para conseguir concluí-lo porque parei e retomei a leitura inúmeras vezes. Em uma situação normal essas pausas na leitura significariam que o livro não estava rendendo e eu optaria por abandoná-lo, mas com Outlander os momentos em que optei por deixar o livro de lado por um tempo ou escolher outra leitura foi apenas porque precisava absorver tudo o que estava acontecendo, precisava de um tempo para que o meu coração parasse de sofrer pelo Jamie e pela Claire ou simplesmente porque eu precisava respirar e acreditar que no final tudo ia ficar bem por mais que naquele momento não parecesse.

A escrita de Diana Gabaldon é primorosa. Ela investe bastante na descrição dos ambientes e das situações, é bastante detalhista e minuciosa. Em qualquer outro caso esse tipo de narrativa seria cansativa e por vezes monótona, mas isso não aconteceu aqui. Estive nas Terras Altas, vi homens usando kilt, caçando javalis, lutando contra soldados ingleses, eu vivi toda a história porque Diana me levou até lá. Não posso negar que em alguns momentos, bem poucos, me senti impaciente com tamanho detalhismo ou com algumas cenas que pareciam desnecessárias e que não levariam a lugar nenhum, mas no momento seguinte algo interessante acontecia e eu estava envolvida novamente. Além disso, a autora inseriu dados sobre o contexto histórico da época como a Revolução Jacobita entrelaçando esse acontecimentos verídicos com o romance criado.

É preciso ter em mente que esse é um livro cheio de altos e baixos, afinal não dá para segurar uma história sempre no ápice por mais de 700 páginas. A narrativa não é linear porque em alguns momentos não há nada de interessante acontecendo, mas como falei anteriormente algumas páginas depois toda a tranquilidade vai pelos ares e ficamos com o coração na mão. Poucas vezes sofri tanto com um livro como aconteceu aqui.

A história é narrado por Claire, uma das protagonistas femininas mais maravilhosas que tive a chance de conhecer. Apesar de discordar de algumas de suas atitudes, minha admiração por ela só crescia, página após página. Que mulher incrível! Ela era forte e delicada, intensa e independente, teimosa e inteligente, mas sua melhor característica era sem dúvida a coragem. As coisas que ela fez para ajudar Jamie foram uma prova de amor imensurável, ela foi um pilar de força para ele, assim como ele o foi para ela.

Apesar do livro ser narrado por Claire e de ter amado conhecê-la, a história só teve sentido e cor por causa de Jamie, um verdadeiro cavalheiro, admirável por sua força de caráter e seu compromisso com a honra. Jamie era amável, gentil, inteligente, educado, forte, corajoso... são tantos adjetivos para descrevê-lo que não conseguiria colocar todos aqui. Fiquei encantada com a forma respeitosa com que ele tratava não apenas Claire, mas todas as mulheres com quem tinha contato. A forma como ele amava Claire era profunda, intensa e sem reservas. Tão lindo!

Os capítulos finais são de tirar o fôlego, partir o coração e fazer passar mal os mais sensíveis. Precisei parar a leitura várias vezes porque não conseguia suportar tanta dor, tanto sofrimento. Claire se mostrou ainda mais forte e apaixonada e Jamie... deu vontade de colocar ele no colo e dizer que tudo iria ficar bem.

Os dois formavam um casal perfeito. Antes de serem amantes, eles eram amigos. O relacionamento dos dois foi construído em uma base sólida de sinceridade e confiança. Depois de casados a amizade se tornou ainda mais forte e a intimidade que eles dividiam era algo que ia além do contato físico, eles eram almas gêmeas.

A Viajante do Tempo é um dos melhores romances históricos que tive a chance de ler e o mais complexo também. Mesmo que eu tenha discordado de algumas situações (a tão controversa cena das "palmadas" com a bainha de couro e algumas cenas de sexo), mesmo que em alguns momentos a história tenha diminuído o ritmo e ficado um pouco menos interessante, ainda assim não deixa de ser uma história indescritível e inesquecível.

Antes de terminar a resenha que já está gigante, gostaria de fazer um pequeno comentário sobre a série. Quando li a primeira vez, o Jamie e a Claire que imaginei passavam bem longe dos atores escolhidos, hoje não consigo imaginar ninguém melhor para interpretar os dois. A série está seguindo dentro do possível a história original e eu não consigo acreditar que só teremos mais Jamie em abril de 2015.




16 comentários:

  1. oie line
    ah garota, você sabe como me convencer a ler um livro. Poxa vida. Eu estava desanimada pela quantidade de páginas (confesso que dá preguiça de começar romances longos), mas aí vem essa resenha, e pronto! Já tô quebrando meu jejum de ficar sem comprar livros esse ano.
    E esse gif?? senhor dos homens bonitos rs
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Caline, tudo bem?
    Depois de ler essa resenha fiquei com uma vontade enorme de ler este livro. Já ouvi falar e muito sobre ele. Uma de minhas professoras de literatura simplesmente ama este livro com todas as forças. E concordo com o que você disse, há livros que precisamos ler no tempo certo, do contrário a leitura não vai ser proveitosa.
    Ótima resenha, e com certeza vou procurar o livro, essa edição especificamente, e com certeza vou assistir a série.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

    ResponderExcluir
  3. Oie, tudo bom?
    Eu gosto de romances históricos, mas narrativas muito longas sempre cansam um pouco. Mas, pelo visto essa obra consegue prender o leitor apesar dos altos e baixos durante a narrativa. Não acompanho a série, mas tenho visto diversos comentários positivos.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Caline,
    Eu fiquei curiosa pelo livro depois que vi o pilot da série.
    Leria essas 700 páginas fácil pelo Jaime.. e nem achei a Claire tão chata haha
    Vou aproveitar pra finalizar a temporada e daí me anima mais pra ler.

    bjs e um ótimo final de semana
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  5. Oie Caline =)

    Estou bastante curiosa para ler esse livro e assistir ao seriado, mas ainda não tive oportunidade de fazer nenhuma das duas coisas rs...
    A história parece ser ótima mesmo!

    Beijos e um ótimo final de semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  6. Sabe que essa é a primeira resenha boa de fato que leio do livro?
    Eu estou lendo ele bemm devagar. Como você disse, tem momentos rápidos, mas tem outros lentos e sem nada de interessante acontecendo. Estou em um desses. Mas já sou apaixonada pela história e tudo o que Diana construiu aqui.
    Estou acompanhando a série também, e louca por essa carinha que escolheram para Jamie. Vai ser lindo assim na China! ahauahuaha
    Enfim, vamos esperar a continuação, né?!

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Carine! Concordo com você, certos livros tem o momento certo para serem lidos e quando finalmente encontramos este momento é incrível. Eu estava bem desanimada em iniciar esta leitura, porque, convenhamos, são mais ou menos umas 700 páginas né ><" mas, sua resenha me deixou tãao curiosa, e eu quero tanto ver a série depois de ler o livro que bem, estou convencida, vou lê-lo. Amei a resenha ^^

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  8. Oi Caline,
    Achei a premissa de outlander bem interessante, mas não encontro coragem para iniciar a leitura de mais uma série, ainda mais com o primeiro livro contando com 800 páginas.
    Mas dica anotada. Quem sabe dps que conseguir terminar algumas sagas, n de uma chance?
    ahhh, e só para ti saber, filhos do éden foi escrito pelo eduardo spohr e não pelo draccon. de qualquer jeito, nao sugiro começar lendo draccon por cemitérios de dragoes.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Esse livro parece ser incrível, tem a série de TV que todos elogiam também e sua nota foi altíssima. Eu confio nas suas opiniões e estou curiosa por essa obra, mas confesso que a grossura dela me assusta um pouco.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Caline, há tempos vejo resenhas do livro nos blogs literários, mas além de não encontrar para venda, quando encontrava era caro demais. Tenho curiosidade gigante de ler, e agora que foi relançado acho que terei a oportunidade. A série parece linda, apesar de dolorida, e quero muito conhecer essa protagonista tão forte.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá.
    Uau, que resenha incrível. Eu não estava com tanta coragem assim de ler esse livro, principalmente por causa do número de páginas, mas depois da sua resenha estou repensando seriamente nessa decisão UAHSUA Fiquei curiosa. Vou tentar assistir a série também, estou vendo bons comentários. Adorei a resenha, que bom que gostou do livro.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing
    http://thisadorablething.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Ótima resenha!!!
    Quero muito ler o livro e assistir a serie.. Devido ao dinheiro provavelmemte vou assistr a serie antes. Parece fantástica! Nao vejo a hora..

    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
  13. Oie =)

    Nossa, concordo com tudo o que você disse. E também acredito que cada leitura entra em nossa vida no momento certo. Estou na metade deste livro, e amando. Concordo, em muitos momentos a leitura se torna mais parada, mas nem mesmo estes pontos desmerecem o livro, pois a riqueza de detalhes, da narrativa, é sensacional. É primoroso, realmente. Uma riqueza histórica que enche os olhos. Está sendo um prazer imenso ler este livro, mesmo com os momentos mais lentos, e até mesmo com as cenas controversas kkk (realmente, fiquei indignada com as "palmadas").

    Livro maravilhoso. Adorei sua resenha =)

    Beijos,
    Livy
    No Mundo dos Livros

    ResponderExcluir
  14. Oi Cáh,
    Ah... eu juro que eu esse mês vou ler Outlander. Sabe quando você sabe que vai AMAR um livro e quer adiar a leitura para o melhor momento possível. kkkk Tá acontecendo comigo. Eu amo viagem no tempo (como já disse umas trilhões de vezes) e sei, por certo que vou me apaixonar por Jamie. Nem quis ver a série ainda para não comprometer a leitura. Espero sofrer, chorar e passar mal como você, amiga. É isso que faz um livro ser incrivelmente INCRÍVEL! <3 Como sempre Caline e suas resenhas excelentes!

    Beijos,
    Mari Siqueira
    Love Lovers Blog

    ResponderExcluir
  15. Oi Caline,
    Não sou das maiores fãs de romances de época, mas Outlander tem tido TANTOS comentários positivos que fui convencida.
    Gostei da forma como você expressou toda a história e se ela realmente funcionar para mim (espero que sim!!!!), tenho certeza que vou ser daquelas que passa mal, rs.
    Enfim, espero poder ler o livro em breve e depois assistir a série <3
    Adorei a resenha!
    Beijos,
    Ká Andrade
    http://teens-books.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi Caline!
    Eu estava louca por esse livro! Mas comecei a leitura e o achei chato... monótono.
    Porém, só vejo elogios! Então tentarei novamente.
    De repente, quando o peguei, não estava no momento certo... Assim como você falou. :)
    Beijokas!

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.