Intenso Demais - S.C. Stephens (Thoughtless #1)

Título Original: Thoughtless
Autor (a): S.C. Stephens
Data de Publicação: 2014
Número de Páginas: 464
Série: Thoughtless #1
Editora: Valentina
Classificação:+ 0,5
(Uma estrela para Denny, meia estrela para Kellan, rs)

Há quase dois anos, o namorado de Kiera, Denny, é tudo que ela sempre quis; apaixonado, carinhoso e totalmente dedicado. Quando os dois se mudam para outra cidade a fim de começar uma nova vida, Denny no emprego de seus sonhos, Kiera numa conceituada universidade, tudo parece perfeito. Mas então, um imprevisto separa o feliz casal. Sentindo-se sozinha, confusa e carente, Kiera se aproxima de Kellan Kyle, o sexy e sedutor vocalista de uma banda de rock. No começo, ele é apenas um amigo em cujo ombro ela pode chorar suas mágoas, mas, à medida que sua solidão aumenta, o relacionamento ganha força. Até que, uma noite, tudo muda... e nenhum deles jamais será o mesmo.

Qual a chance de um livro com uma nota alta no Goodreads e no Skoob e inúmeras resenhas positivas tanto nos blogs nacionais quanto nos internacionais, ser uma decepção sem tamanho? Bem, no meu caso essa chance é enorme. Eu tenho a triste sina de não gostar dos livros bem cotados e de achar defeitos nas histórias mais aclamadas. Por isso sempre, SEMPRE mesmo, que começo a ler um livro muito elogiado evito ter altas expectativas, mas infelizmente dessa vez não tomei esse cuidado.

Intenso Demais de S.C. Sthepens é um NA que prometia muito. As resenhas cheias de elogios e os quotes de tirar o fôlego me deixaram empolgada ao extremo e eu tive a certeza de que ele iria se tornar um dos meus queridinhos do gênero, quiçá um dos meus queridinhos entre os favoritos da minha estante. Como eu estava enganada...

É difícil definir por onde começar, como a resposta óbvia é sempre comece pelo começo escolhi a narradora como ponto de partida.

A história é narrada em primeira pessoa por Kiera e aqui nós temos o primeiro problema do livro. Corrigindo-me, aqui nós temos O problema do livro. Se hoje eu decidisse fazer um Top com as personagens mais odiáveis dos livros, Kiera estaria em primeiro lugar e eu ainda deixaria o segundo lugar para ela também. Minha raiva por ela é tanta que fica até difícil exprimir em palavras.

Kiera namora Denny um homem maravilhoso, um príncipe. Os dois se mudam para Seattle e vão morar na casa do amigo de Denny, Kellan. Para resumir bastante Kellan é lindo e muito sedutor, Kiera se joga em cima dele e trai Denny enquanto ele está viajando. Ela podia parar por ai, se arrepender e tentar remediar a situação. Entretanto, ela continua procurando Kellan e o mais absurdo, exigindo dele exclusividade.
A história é construída em cima do triângulo amoroso que se forma a partir de então. Kiera não deixa o namorado e fica se oferecendo para Kellan. Ela pula de uma cama para outra na maior cara-de-pau.

A autora tentou conquistar a minha simpatia e transformar Kiera numa garota ingênua, dividia entre dois amores, mas vocês não entendem o que essa garota fez. Ela brincou com os sentimentos de duas pessoas maravilhosas, foi egoísta, mesquinha e ainda se achava no direito de julgar outras pessoas. É difícil, quase impossível gostar de um livro quando não gostamos do narrador e eu detesto Kiera com todas as minhas forças.

Outro ponto negativo muito forte é a narração. Juro para vocês que pelo menos a cada duas páginas nós víamos Kiera corar. No início não me incomodei, mas depois se tornou algo absurdo. Eu não aguentava mais ver o verbo corar, suas conjugações e sinônimos. Não sei se o problema está na tradução porque não li a versão original, mas de toda forma sinto que a autora realmente usou ao extremo esse verbo tentando passar uma imagem de ingenuidade para a protagonista que não funcionou comigo. Além de corar, Kiera chorava por tudo, tudo mesmo. Ela corava e chorava, corava e chorava e nos intervalos pulava entre as camas de Kellan e Denny.

Falando de Kellan e Denny eles foram a única parte boa do livro. Denny é incrível, tão perfeito que nós sabemos que um homem daquele não existe, principalmente por suas atitudes no final do livro. Kellan também é incrível, mas temperamental demais, intenso como o título do livro. 

O livro é um pouco grande, algo totalmente desnecessário. A autora poderia ter contado a história em pouco mais de 200 páginas. Ela fez questão de narrar dia após dia dos personagens. Nós sempre víamos eles tomarem café, sair para trabalhar ou estudar, dormir, sonhar, acordar, tomar café e assim sucessivamente, todos os dias sem que nada de importante acontecesse. Por isso em um dado  momento eu comecei a pular páginas, duas, três, às vezes até quatro e não me sinto culpada por isso.

As resenhas que li me prometiam uma história dramática que me faria chorar, suspirar e ficar dividida entre o amor de dois homens maravilhosos. Os únicos sentimentos verdadeiros que o livro despertou em mim foram raiva, indignação e incredulidade. Até agora não sei como consegui chegar até o final porque a todo momento eu só pensava em parar. Vocês devem estar se perguntando porque eu não parei. Eu também me fiz essa pergunta inúmeras vezes. A única resposta que me vem a cabeça é que eu precisava chegar ao final, pois queria muito escrever essa resenha e falar para vocês: Não leiam esse livro!

Assim como já deixei claro em outras resenhas negativas eu não aconselho, não recomendo, mas pelas notas do Goodreads e Skoob, sou minoria nessa opinião. Portanto, se você decidir arriscar vá sem nenhuma expectativa e esteja preparado.

17 comentários:

  1. Oie Caline =)

    Em primeiro lugar quero de dar os parabéns pela resenha. Hoje em dia está cada vez mais difícil ler opiniões sinceras com a sua. Parabéns mesmo!
    Não sou muito fã de New Adult e assim como você sempre que vejo um livro ser muito aclamado já fico com os meus dois pés atrás com a história.
    Esse livro em questão não me chamou a atenção e se a protagonista é tão insuportável assim, prefiro passar longe. a Kelsey da Saga do Tigre já ocupa a primeira posição de personagens odiosas da minha lista e acho que ela não vai gostar de perder o pódio rs...

    Beijos e uma ótima semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  2. Oi Caline, tudo bem?
    Ler sua resenha me tirou um peso dos ombros, rsrs.
    Eu adoro um bom N.A e esse também tinha tudo pra me conquistar, contudo eu fiquei p. da vida com: 1. a autora que exagerou nas páginas, concordo que ela podia ter reduzido muito dos conflitos bobos narrados; 2. a mocinha, que pelo céus, porque ficar pulando de "colo em colo"? Tô contigo, essa menina é muito chata! Eu entendo o ponto de que o amor não tem hora e que ás vezes nos enganamos e tudo mais, mas ela além de não escolher ficava naquela "agora ele me fez bem, então escolho ele... a não, agora ele me magoou, escolho o outro". FALA SÉRIO! rsrs
    Só curti os mocinhos e a história da banda - Pra mim isso foi tudo de bom e valeu três estrelinhas...

    E ah, sobre o "corado", temos que culpar a autora mesmo, rsrs

    Beijos,

    Pah - Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir
  3. OH DEUS, parabéns pela resenha super sincera, sério, é difícil ver resenhas assim, hein! Nunca li o livro, e provavelmente nunca o lerei. Primeiro que apesar de ficar olhando, essas capas com caras sarados chamam minha atenção sim, mas dificilmente para ler o livro, auhsyhahshau
    xx, likearocklikearoll.blogspot.com ♥

    ResponderExcluir
  4. Oi, como está?
    Já vi estes livros em muitos blogs e ele não me interessa muito.
    Até porque ninguém merece andar com essa capa pela rua, USHASHASHAHSA.
    Por mais que seja best seller, é provável que eu não vá lê-lo.
    Seguindo aqui, se puder, retribui.

    www.enquantoestavalendo.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Caline =)

    Meu Deus. Sinceramente, se já não estava com vontade de ler este livro, agora muito menos haha. É tudo muito ruim pro meu gosto, e personagem insuportável não dá, sinceramente rs.

    Adorei a resenha, super sincera.

    Beijos,
    Livy
    No Mundo dos Livros

    ResponderExcluir
  6. Oi Caline,
    Bem, você me convenceu! Não lerei o livro, haha.
    Realmente, quando a protagonista E narradora não funciona nem adianta tentar - e parabéns, de qualquer forma, por ter continuado! rs
    O enredo em si já não me chama a atenção, mas sua resenha só me fez ter certeza.
    Beijos,
    Ká Andrade
    http://teens-books.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Caline!
    Palmas para você! Adorei a sinceridade. Muito mesmo!
    Eu realmente não pretendo ler esse livro. É bem provável que eu deteste a protagonista também e que ainda queira abandonar o livro.
    Não sei o que se passa na cabeça dessas autoras em escrever uma história tão patética e que culmina ao absurdo! Odeio garotas indecisas e ainda mais, odeio essas protagonistas que querem pagar de ingênua, mas são bem o oposto disso!
    E essas repetições que você citou devem ser extremamente incômodas mesmo.
    Enfim, parabéns pela resenha!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  8. Oie Caline
    uau, eu também tenho essa sina de não gostar muito de livros bem cotados, e atualmente estou gostando muito dos que tem baixa classificação. Vai saber rs
    Eu acho que pegaria para ler apenas pelos quotes maravilhosos que tenho lido pela internet. Adorei a classificação ser pelos personagens masculinos hsuahushash Tem como não amar suas resenhas sempre tão sinceras e recheadas de argumentos plausíveis?
    Parabéns.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Caline,
    Gostei da sinceridade *-*
    Além de não ser fã de triângulos, também não gostei da protagonista, personagens indecisos são irritantes e pelas atitudes da Kiera, não tem como simpatizamos ou até mesmo torcermos por ela. Com certeza esse será um livro que não lerei.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Cáh,
    Poxa, amiga... você não dá sorte com os livros bem avaliados no Skoob mesmo, ein? kkkk
    Eu não sou muito fã de hot e por conta disso o livro já nem me interessaria, mas pra nós leitoras fanáticas é fácil detestar um livro. É só não sentir aquela conexão, em especial eu sinto isso nos livros 'hot'. É como se o autor estivesse escrevendo sobre algo que ele nunca vivenciou, sei lá .. Além do mais quando eu odeio o narrador também costumo detestar o livro. Tenho um problema com triângulos amorosos porque no geral sempre torço pro cara que não acaba ficando com a protagonista. kkkk E essa brincadeira com os sentimentos dos outros me irrita muito, tanto na vida real quanto na ficção. Ótima resenha! Eu não leria e ainda mais depois de todos os pontos que você apontou, dá pra ficar com os dois pés atrás. :/

    Beijos,
    Mari Siqueira
    Love Lovers Blog

    ResponderExcluir
  11. Esse livro, apesar de ainda não ter lido, eu estou com sentimentos conflitantes rs por um lado parece ser mara, mas por outro tenho raiva de triangulos amoros ainda mais quando a mulher é tão retardada como parece ser essa kkk
    Beijos,

    Amanda
    Divã Literário

    ResponderExcluir
  12. Oi, Caline!
    Adorei a resenha sincera, é super importante dizer que gostou de um livro, mas tão importante quanto é dizer que não gostou!
    Eu vou passar longe desse título. Várias das coisas que você aponta são aquelas que me dão ódio numa história, e a narradora vem em primeiro lugar.
    Sobre o verbo 'corar': me senti assim lendo 50 Tons de Cinza. A Anastasia corava por tudo! Que ódio daquela escrita mal feita hahaha!
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  13. Já vi outras resenhas sobre esse livro...
    Nenhuma delas me deixa com vontade mesmo de o ler...rs
    BJs, Lu - http://resenhasdalu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. CARACA!
    ahauahuahuahuhauhauhaa
    Olha, eu ainda não li Intenso demais, mas pretendo ler sim. Tenho amigas que adoram esse livro e já está no Kindle para quando eu arrumar um tempinho porque, realmente, ele é enorme.
    Quando a protagonista, já prevejo alguém aqui que também não gostará disso. Não suporto personagens mimizentas!
    Sabe que depois da sua resenha estou mais curiosa do que estava antes? ahauhauahuhauha

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Olá, Caline!
    Eu confesso que não curto muito NA pelo fato da maioria esmagadora deles parecer clichê demais. Agora livro com narração fraca é o fundo do poço, até uma boa história se perde com esse tipo de erro.
    Adorei sua resenha sincera, eu que já não tinha vontade de ler o livro agora vou passar longe.
    Beijos.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Realmente fiquei bem decepcionada quando li sua resenha.
    Estava esperando algo mais desse livro, mas sinto que não devo rs.
    Adorei sua sinceridade flor. É isso que falta em muitos blogueiros, dizer realmente o que acham dos livros de parceria que recebem.
    Tenho esse livro aqui, mas ainda não li. Vou dar uma chance e ver qual será minha opinião.
    Resenha #160 - Porque Você É Minha - Série Completa - Beth Kery.
    Confere lá!
    http://manuscritodecabeceira.blogspot.com.br
    Bjs.

    ResponderExcluir
  17. Caramba! Que resenha... como você mesma disse eu tenho visto muitas resenhas positivas a respeito desse livro. Mas a sua resenha me surpreendeu. Eu detesto protagonista que se faz de vítima, e pelo que você disse ela se faz assim o tempo todo com o seu ritual de chorar e corar. rsrs Agora fiquei na dúvida quanto a esse livro.

    Parabéns pela resenha.

    Beijinhos!
    Jaqueline - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.