Fiquei Com o Seu Número - Sophie Kinsella

Título Original: I've Got Your Number
Autor (a): Sophie Kinsella
Data de Publicação: 2012
Número de Páginas: 464
Editora: Record
Classificação:  


A jovem Poppy Wyatt está prestes a se casar com o homem perfeito e não podia estar mais feliz... Até que, numa bela tarde, ela não só perde o anel de noivado (que está na família do noivo há três gerações) como também seu celular. Mas ela acaba encontrando um telefone abandonado no hotel em que está hospedada. Perfeito! Agora os funcionários podem ligar para ela quando encontrarem seu anel. Quem não gosta nada da história é o dono do celular, o executivo Sam Roxton, que não suporta a ideia de haver alguém bisbilhotando suas mensagens e sua vida pessoal. Mas, depois de alguns torpedos, Poppy e Sam acabam ficando cada vez mais próximos e ela percebe que a maior surpresa da sua vida ainda está por vir.

Minha dificuldade em gostar de alguns livros da Sophie Kinsella já é uma reclamação recorrente aqui no blog. Sei quais são os padrões de um chick-lit, sei que a protagonista precisa ser bem atrapalhada, fazer coisas absurdas e passar muita vergonha, mas acredito que tudo tem um limite e se a situação se torna absurda demais eu não dou risada, eu implico com ela. Entretanto, algo incrível aconteceu, consegui encontrar um livro da SK que não me irritou tanto e me fez gargalhar bastante. Já posso considerar Fiquei Com o Seu Número o livro menos ruim da Sophie que li até agora.

A escrita de Sophie é fluída, rápida e envolvente. A história é bastante clichê e o final nós sabemos exatamente qual será, mas autora nos faz pequenas surpresas e desvia o caminho algumas vezes antes de entregar o desfecho tão esperado e já sabido por nós.  O texto é cheio de notas de rodapé, pensamentos loucos da Poppy, mas na minha concepção, notas de rodapé servem para explicar algo e como esse não era o caso, essa notas deveriam estar inseridas diretamente na narrativa.

Poppy (que nome mais estranho!) é a personagem principal e narradora da história. Ao mesmo tempo que me diverti ao acompanhar seus pensamentos, ver algumas de suas atitudes me irritou profundamente. Como falei no início dessa resenha coisas absurdas demais me incomodam e Poppy fez muitas asneiras. Não é aceitável de forma alguma que você estando com o celular de outra pessoa, acesse os e-mails pessoais dela e ainda se ache no direito de respondê-los. Em momentos como esse eu desejava que ela se desse muito mal, mas nem sendo repreendida e vendo as consequências de suas atitudes impensadas ela tomava jeito.

Agora vamos falar de coisa boa, vamos falar de Sam Roxton. Primeiro gostaria de fazer uma reclamação, acho que ele não teve o espaço que merecia. Queria ter convivido mais com ele, conhecê-lo melhor, suspirar um pouco mais com seu jeito sério, reservado e inteligente. Sam era tão real, sua atitudes eram tão coerentes, maduras e aceitáveis, o completo oposto de Poppy.

O romance entre os dois (isso não é spoiler, é algo óbvio) não conseguiu me convencer. Senti que faltou algo, não consigo explicar direito, mas o fato é que eles não tinham aquela química, aquela ligação que nos faz imaginar como eles ficam perfeitos juntos.

Fiquei Com o Seu Número foi um avanço, já estava desistindo dos livros da SK e agora me sinto com um pouco mais de ânimo para ler outros livros da autora, me arriscar. Foi uma leitura divertida, cheia de altos e baixos, que me fez gargalhar em alguns momentos e me irritou muito em outros. Recomendo para quem curte chick-lits com protagonistas doidinhas e sem noção e um romance bonitinho.

11 comentários:

  1. Oi Caline!

    Tenho um relacionamento complicado com a Sophie. Gosto muito de "O segredo de Emma Corrigan" e "Lembra de mim". Já a séria da Blecky Bloom, gosto bastante do primeiro mais detesto os outros. Fica repetitivo e a imaturidade da Bloom me irrita muito.

    Quando a esse, quase comprei. Tenho vontade ler, a sinopse parece boa. Mas, não é prioridade.

    Beijos!

    Máh - Storm of Books ( http://stormofbooks.blogspot.com.br )

    ResponderExcluir
  2. Oie Caline =)

    Acredita que eu nunca li nada da Sophie Kinsella? Não sei, mas por mais que eu leia resenhas positivas dos livros dela fico com aquela sensação que eu não vou gostar muito sabe. Bem, a verdade é que não sou muito fã de chick-lit então já viu ...
    Mas prometo que vou tentar ler um livro dela, sem me irritar rs...

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  3. Oi Caline, tudo bem?

    Nunca li nada da autora, mas são raras ás vezes que leio uma resenha negativa dela (acho que só aqui no seu blog que as vi, rsrs). Entendo seu ponto de vista e fico me perguntando se irei gostar da trama. Eu adoro mocinhas atrapalhadas e romances clichês, mas preciso que eles me convençam, se não a leitura também não rola.
    Ainda assim, quero muito ler esse livro.

    Beijos,

    Pah - Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir
  4. Oi Caline!

    Eu gostei da Poppy, apesar de tudo. Ela me fez dar várias risadas, mas entendo perfeitamente o que você diz em relação as asneiras da personagem. Entretanto, para evitar qualquer tipo de conflito, tento ao máximo superar isso e me apegar nas questões divertidas e tudo mais.
    Realmente acho que o Sam deveria ter tido mais espaço, porque ele sem dúvidas, era um cara legal, hahaha.
    Espero que você tenha mais sorte nas suas próximas leituras da Sophie!! :)
    Beijos,
    Ká Andrade
    http://teens-books.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Conheço a Sophie do filme da Becky Bloom e é bom. Não sei se eesse livro é bom, mas já perdi o interesse só de saber que a protagonista é bisbilhoteira! Haha

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Calineee!
    Amo Sophiee!
    Ainda não li este e já vi mil resenhas dele hahahah
    leio todas e estou doida pelo meu exemplar!
    Bjos!

    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
  7. Ei Caline

    Fala assim dela não! hahaha
    Sou fã da Kinsella, leio todos. Só não li ainda aquele da Executiva do lar, mas consegui a pouco de troca no Skoob. E da Becky Bloom que eu amo, louca e tudo, eu tenho todos, mas só li até o 5 acho.
    Eu não ligo para as coisas malucas, morro de rir das protagonistas.
    Vc leu Menina de vinte? é tãooo fofo.
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi, Caline!
    É uma pena que você não goste tanto da Kinsella. :x
    Eu adoro a escrita dela, as protagonistas malucas que ela constrói e até os romances que ela insere em suas histórias.
    Este livro foi um dos livros dela que mais gostei. Ao menos você não se irritou tanto com este. Realmente já é um avanço. rs
    Dê uma chance ao livro "Louca Para Casar" dela. Ela escreveu usando um pseudônimo, não é um chick-lit, mas um drama, e muito bom. Pode ser que você curta mais.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Caline! Eu detesto notas de rodapé que completam a história, isso me deixa muito irritada, achei mesmo estranho num livro deste gênero.
    Vejo sempre as obras dela sendo elogiadas, mas não li nada dela como Kinsella, só como Madeleine Wickham e gostei.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  10. Tenho vontade de ler todos os livros da Sophie, Fiquei com seu número é primeiro livro que li dela, confesso que gostei mas foi meio enjoativo em algumas partes, valeu por ter chegado do final, porem o final não gostei muito kkkk
    Tem post no Doce Literário *-*
    http://doceliterario.wordpress.com/ Fica com Deus :*

    ResponderExcluir
  11. Vixe eu estava louca pra ler esse livro mas suas 3 estrelas me desanimaram :/
    Um beijo, te espero no blog
    Blog livros com café

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.