A Máquina de Contar Histórias - Maurício Gomyde

Título Original: A Máquina de Contar História
Data de Publicação: 2014
Número de Páginas: 
288
Editora: Novo Conceito
Classificação: 
Livro Cedido em Parceria com a editora Novo Conceito


Na noite em que o escritor best-seller Vinícius Becker lançou A Máquina de Contar Histórias , o novo romance e livro mais aguardado do ano, sua esposa Viviana faleceu sozinha num quarto de hospital. Odiado em casa por tantas ausências para cuidar da carreira literária, ele vê o chão se abrir sob seus pés. Sem o grande amor da sua vida, sem o carinho das fi lhas, sem amigos... O lugar pelo qual ele tanto lutou revela-se aquele em que nunca desejou estar. Vinícius teve o mundo nas mãos, e agora, sozinho, precisa se reinventar para reconquistar o amor das filhas e seu espaço no coração da família V. Uma história emocionante, cheia de significados entrelaçados pela literatura, mostrando que o amor de um pai, por mais dura que seja a situação, nunca morre nem se perde.

Quando comecei A Máquina de Contar Histórias de Mauricio Gomyde não sabia exatamente o que esperar. Todos os seus livros lançados são bastante elogiados, mas ainda não havia lido nada dele, das inúmeras resenhas postadas na blogosfera, a maioria eram só elogios ao livro. Evitei as partes que falavam sobre o enredo e li apenas a opinião geral de cada blogueiro, meu desejo ao fazer isso era ser surpreendida.

A Máquina de Contar Histórias é um livro singelo, doce e de uma beleza que aquece o coração. Fiquei completamente encantada pela escrita do Mauricio, ele sabe usar as palavras de forma a prender o leitor e emocioná-lo. Apesar das poucas páginas seu livro é cheio de sentimento, as emoções transbordam das palavras. Sempre admirei autores que conseguem criar boas histórias em poucas páginas e pelo visto o Maurício domina essa arte. 

A narrativa é feita em terceira pessoa e foi conduzida de forma a conectar os leitores aos personagens da história. Vinícius não é um exemplo de pai e seu esnobismo me irritou um pouco no início, mas senti seu arrependimento e a vontade de tentar remediar os seus erros. Valentina tinha o coração carregado de tristeza, rancor e decepção. Consegui entender todos as suas atitudes e senti as suas dores. As emoções dos personagens, boas ou ruins, vão direto ao nosso coração através de uma escrita direta e cativante.

Entretanto, infelizmente nem tudo foram flores. Vinícus é escritor e em vários momentos suas teorias sobre escrita e a forma de criar um bom livro tornaram a história cansativa. Os capítulos era curtos e cheios de diálogos, o que deveria dar agilidade a história, mas quando ele começava a pregar sobre sua experiência de escritor minha vontade era pular todos esse parágrafos. Achei essas partes desnecessárias e excessivamente irritantes.

A história tem um bom drama e apesar do excelente uso das palavras e da emoção que elas trouxeram, senti que faltou alguma coisa. Eu me envolvi e senti o que os personagens estavam sentindo, mas eu queria mais. Vocês devem estar me achando contraditória, mas sabe aquela sensação de que a história foi boa mas poderia ser ótima? Foi mais ou menos assim.

A Máquina de Contar Histórias é um livro de lições. Ele nos faz refletir sobre a importância de estar sempre ao lado de quem amamos, valorizar o que realmente é importante, ter a humildade de admitir quando estivermos errados, pedirmos perdão e recomeçar.

8 comentários:

  1. Esse livro parece ser desses bem fofos, acho isso legal.
    Ah, amo as lições que nos passam, é sempre tão bom.
    beijos
    http://cookierobsten.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá! A capa desse livro me cativou muito e adoro livros que nos fazem refletir, acho que vou gostar dele!

    http://www.whoisllara.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Caline,

    eu li apenas um livro da autor e tive essa mesma sensação que você, de intensidade em poucas palavras/páginas. Coloquei ele na meta de leitura de agosto, espero conseguir ler este livro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Estou doida para ler esse livro!
    Parabéns pela resenha, me convidou ainda mais a ler o livro, haha.

    Seguindo!

    BIO-LIVROS

    ResponderExcluir
  5. Só vejo elogios sobre o livro, deu até vontade de ler!
    http://lecry.blogspot.com.br/2014/08/resenha-tentacao-sem-limites.html

    ResponderExcluir
  6. Oi Caline,
    Já tinha lido dois livros do autor antes desse e adorei assim como os outros, tem o toque de humor do autor, que curto. Apesar de emocionar em partes.

    Me identifiquei bastante com a Valentina e a Vida é uma gracinha haha

    Essas partes do Vinicius pregando sobre as experiências, pareciam meu pai falando zzzzzz hahaha

    bjs e um ótimo final de semana
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  7. Oi Caline,
    Tenho lido bons comentários sobre esse livro, achei interessante o protagonista ser escritor e a necessidade dele e das filhas precisarem recomeçar, despertaram meu interessante. Espero poder lê-lo em breve.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Também nunca tinha lido nada desse autor e, após ler essa obra, simplesmente quero todos os outros livros dele! Apesar de ter me emocionado demais, também achei que faltou alguma, mas então eu lembro de tudo o que senti durante a leitura, aí eu esqueço isso HAHA
    Gostei demais desse livro <3

    Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
    myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.