Um Herói Para Ela - Lu Piras

Título Original: Um Herói Para Ela
Autor (a): Lu Piras
Data de Publicação: 2014
Número de Páginas: 336
Editora: Novo Conceito
Classificação:
Cedido em parceria com a Novo Conceito



Bianca sempre quis ser roteirista de cinema. Para realizar seu sonho, ela sai do Brasil para estudar na famosa New York Film Academy. Em meio às emoções da nova vida na Big Apple, um rapaz misterioso acaba salvando a vida de Bianca em duas situações diferentes. Tudo o que ela sabe é que o seu herói tem no braço uma misteriosa tatuagem. Sem pistas sobre o seu protetor, ela é convidada para um show da banda The Masquerades, cujos componentes escondem os rostos atrás de máscaras. Uma rosa branca cai sobre o seu colo, arremessada pelo vocalista. Decidida a desvendar a identidade do mascarado, Bianca invade o camarim da banda. A surpresa que a aguarda por trás daquela porta poderá mudar o seu destino. Uma história cheia de humor e romance,

Um Herói Para Ela era o livro mais aguardado por mim entre os lançamento de maio da Novo Conceito. Minhas últimas leituras nacionais tinham sido excelentes e foi cheia de esperança que o peguei para ler assim que a caixa da NC chegou para mim.

Escrever essa resenha foi extremamente doloroso. Assim que terminei o livro, fiquei deitada pensando como expressar meu pensamentos e sentimentos, como não ser dura demais ou crítica demais, mas a verdade é que não existem palavras suaves para falar sobre um livro que tinha tudo para dar certo e foi uma total decepção.

Um Herói Para Ela lembra bastante Química Perfeita, pelo menos na ideia geral do enredo. A grande diferença está no fato de que a trama criada por Lu Piras é muito frágil, cheia de altos e baixos e não consegue se tornar consistente. Em vários momentos a autora encontrou o tom da história, mas essa linearidade durava pouco e de novo eu me via mergulhada em uma história com muitas informações e vários plots interessantes que não foram desenvolvidos. As cenas não se encaixavam direito, faltou conectividade para que a narrativa fluísse. Além disso muitas coisas que aconteceram foram absurdas e a história se tornou fantasiosa demais

Imagine comigo que uma mulher está dentro de um trem e um homem começa a assediá-la fisicamente. Um segundo homem aparece, mostra uma tatuagem no braço e o assediador sai correndo em pânico. Dias depois essa mulher conhece um garçom e se encanta por ele, qual a chance dela não lembrar de forma alguma que esse garçom é o mesmo homem que a salvou? Lembrando que ela havia visto seu rosto no trem. Eu jamais esqueceria, principalmente num espaço tão curto de tempo, mas a protagonista do livro parece ter sofrido uma lavagem cerebral. Essa foi apenas uma das situações que me causaram incômodo durante a leitura, mas várias outras se seguiram a essa. Rapto de helicóptero com direito a uso de bomba de gás, é só mais um exemplo.

A construção dos personagens também deixou muito a desejar, principalmente com relação a personalidade de cada um. Nat, amiga de Bianca foi o exemplo mais claro. Ela odiava num momento e passava a amar no momento seguinte. Assim que ela apareceu tudo levava a crer que seria uma rival de Bianca, uma pessoa que faria de tudo para prejudicá-la. Deu em cima do namorado da colega de apartamento e na cena seguinte estava tentando convencer Bianca que ela deveria correr atrás do amor de sua vida. Foi uma mudança muito brusca, de cobra a coelhinho em poucas páginas. Isso aconteceu com vários outros personagens, mas não de forma tão acentuada e marcante como com Nat.

Bianca, a protagonista, era uma garota legal, mas sua fixação por contos de fada já estava me irritando. Ela não queria um homem normal que poderia fazê-la feliz,  queria um com problemas para que pudesse moldar e transformá-lo em príncipe. Um bêbado, ou drogado, ou traficante, ou gângster, ou ladrão, menos um homem tranquilo, comum, sem grandes problemas. Ela estava empenhada em fazer valer a premissa: "o amor muda tudo".

A autora tentou introduzir um triângulo amoroso, mas ele não funcionou em momento nenhum. Desde que Paul, o pretendente americano, rico e bonito de Bianca apareceu eu soube porque ele se aproximou dela. Desde o primeiro momento. Entretanto, só existia um homem para Bianca nesse livro, o homem da tatuagem, aquele que salvou a sua vida e de quem ela não lembrava. Algumas coisas sobre esse personagem me incomodaram também, mas não entrarei em detalhes porque envolve segredos e eu poderia estragar a surpresa para quem não conseguir captar as coisas logo no início.

Esse é um livro cheio de clichês e eu gosto de romances assim, mas eles precisam ter uma identidade própria, algo que os diferencie dos demais, infelizmente não foi esse o caso aqui. Os diálogos são melosos demais, intensamente dramáticos e carregados de sentimentos, mas sinceramente tudo em excesso enjoa, se torna cansativo e até mesmo chato.

Um Herói Para Ela tinha tudo para ser uma excelente história, mas uma receita com ingredientes demais pode perder o ponto e foi o que aconteceu aqui. A autora deixou soltou a imaginação e não conseguiu dar conta de todos os elementos e situações que ela colocou na trama. Talvez se o enredo fosse mais simples a história teria dado certo.

Infelizmente para mim o livro não funcionou e eu não consegui gostar por mais que eu tenha me esforçado e acreditado até as páginas finais. Mas se você estiver procurando um romance bem meloso e clichê, com algumas cenas de ação e segredos perigosos, Um Herói Para Ela pode ser uma boa escolha. 

13 comentários:

  1. Oi, Caline. Sempre gosto de ler suas resenhas porque elas são completamente sinceras. Se você não gosta, fala mesmo e isso é algo valioso. Ainda tenho vontade de ler o livro, porque não somos iguais e ele pode funcionar para mim, como em outros casos, mas sei o que me espera e não começarei com expectativas altas.
    Espero gostar mais do que você e acho realmente uma pena ele não ter funcionado.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oie Caline =)

    Ainda não li nada da Lu Piras, e estou curiosa para conhecer a narrativa dela pois sempre li resenhas positivas dos livros dela.

    Sei bem como é complicado criar expectativas em relação a um livro e ele acabar decepcionando...

    Gostei da sua resenha. Você soube expor sua opinião, mas sem exagerar na critica. Pretendo ler esse livro quando conseguir organizar a minha vida rs...., mas vou com menos sede ao pote para não me decepcionar, já que muitos pontos que você apontou só os que geralmente me incomodam também.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  3. Oi Caline, que pena que não funcionou para você. Comecei a ler o livro agora e estou esperando alguma coisa gostosa de ler. Espero que, pelo menos, seja interessante e de fácil leitura.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Oi, Caline.
    Caramba, ao ver o titulo da resenha jurava que vinha uma resenha super positiva sobre esse livro. Não que eu não tenha concordado com seu ponto de vista, acho que assim como você ao ler iria me sentir cansado e decepcionado com a leitura. Caramba, realmente não tinha como ela esquecer tão rapidamente o rosto do cara. Mas enfim, acho que leria por ter lido outra já da autora, mas acho que não vou com tanta expectativas.
    Até mais, ótima semana.
    http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Cali,
    Ual que resenha incrível amiga, tu foi realmente sincera e eu consigo ver bem os pontos que tu relata no livro. Estou lendo ele nesse momento, mas ainda não formei uma opinião. Eu vejo esse tipo de problema no desenvolvimento do livro (conexão entre os acontecimentos) em quase todo livro nacional que eu leio, sem brincadeira.
    Só tem uma autora nacional que consegue escrever de uma forma que eu não percebo ser nacional, é a Samanta Holtz, mas todos os outros livros que eu li tem esse problema, excesso de ação, coisas sem sentido, diálogos demais, diálogos exagerados, repetição de palavras, é um problema recorrente nos últimos livros que eu li. Mas por perceber que é uma característica contemporânea eu meio que já me habituei, dificilmente nacionais viram meus favoritos, mas quando pego um livro nacional e consigo compará-lo a um livro estrangeiro, ele me conquista totalmente.
    Pena não ter funcionado pra ti, espero que eu não me decepcione tanto também :/

    Beijos,
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Poxa, que pena que o livro não funcionou para você :/ Eu, sinceramente, gostei bastante do livro. Fiquei completamente envolvida pela história, não conseguia largar a obra um segundo sequer! Ainda assim, reconheço que a construção da personagem Nat foi bem esquisita. Pensando melhor agora, ficou bem estranha a personalidade dela oO

    Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
    myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Cá :D

    Ainda não li nada da Lu Piras, e este está na pilha de livros para ler logo... Mas vendo sua resenha estou preparada para não ir com tanta sede por ele. Sem criar muitas expectativas... na verdade não espero muito do livro, mas que no mínimo seja divertido e gostoso de ler.

    Obrigada pela sua opinião sincera, achei bacana vocês expor de forma clara, mas não exagerada seu ponto de vista e do porque não funcionou para você. Que pena que não gostou =/

    Beijos,
    Livy
    No Mundo dos Livros

    ResponderExcluir
  8. Oi Caline,
    Uma pena que o livro não foi o que você esperava, e pelo que foi dito na resenha posso perceber que a trama possui muitas falhas. Ainda assim ainda pretendo ler o livro, mas farei sem muitas expectativas.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oie Cá
    Por isso que eu adoro suas resenhas, são sempre sinceras, doa a quem doer rs
    Eu estava muito animada pra ler a obra da Lu, mas a sinopse já tinha me deixado um pouco decepcionada. Não sei o motivo, só sei que quando li pensei: clichê. Mas desde que o clichê convença, eu aceito numa boa. Só que não parece ser o caso. Tenho um sério problema com acontecimentos "bom demais para ser verdade", e personagens que mudam de um segundo para o outro. Vixi, agora vou ter que ler de qualquer jeito, pra saber qual será minha opinião.
    Ótima resenha
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  10. Adoro romances clichês, mas fiquei meio desapontada com o livro depois de ler sua resenha.
    Acho que se for ler esse livro será emprestado, eu não irei comprar não rs.
    Adorei sua sinceridade. Gosto disso em uma resenha, pois muitos blogueiros dizem mentiras pra agradar a editora. Acho isso patético.
    Resenha #146 - O Começo de Tudo - Robyn Schneider.
    Confere lá!
    http://manuscritodecabeceira.blogspot.com.br
    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Caline.
    Não conhecia nada dessa autora, mas compreendo o sentimento de se encher de expectativas e todas elas serem frustradas.
    Sua resenha está muito coerente e explicativa, vou passar longe desse título porque os aspectos negativos que você citou provavelmente me incomodariam muito também, então prefiro nem me estressar.
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  12. Complicated!
    Bem, eu ainda não li o livro e não acredito que vá ler. Mas o Matheus, que escreve o blog comigo, está lendo ele e adorando a narrativa da autora. Eu pessoalmente não sei. Fico meio que voando.
    Contudo, amei a sua sinceridade! O livro nem sempre vai ser maravilhoso, e nem sempre vai ser péssimo para todo mundo. É uma questão de gosto. Você não gostou, mas pode ser que outra pessoa goste. Enfim... O fato é que gostei muito da sua veracidade para falar do que foi a história para você.
    Se um livro não tem um personagem que me conquiste, então pode crer que não vou gostar tanto dele. Preciso me conectar com o personagem de qualquer jeito!

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Muito bom ler a sua resenha. Eu estava na dúvida sobre ler esse livro ou não, mas, pelos pontos que você levantou, acredito que eu não iria gostar...

    Bjs!

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.