Extraordinário - R. J. Palacio

Título Original: Wonder
Data de Publicação: 2013
Número de Páginas: 320
Editora: Intrínseca
Classificação:



August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.
Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade - um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor.

Quando comecei a ler Extraordinário estava preparada para encontrar uma história que destroçaria o meu coração. Li várias resenhas positivas sobre o livro e algumas delas chegaram até mesmo a dizer que ele era bem melhor que ACEDE, inclusive no quesito drama e lágrimas. Entretanto, apesar de abordar um assunto delicado e difícil, Extraordinário não é um livro triste, muito pelo contrário. É certo que em muito momentos me senti mal com as coisas que aconteciam, mas Auggie é o garotinho mais especial do mundo, sempre muito simpático e divertido, lutando para ser aceito e superando preconceitos e dificuldades.

O livro é narrado em primeira pessoa, mas com pontos de vista de diversos personagens, permitindo ao leitor sentir não apenas os desafios vividos por Auggie, mas também saber como se sentiam as pessoas que conviviam com ele. Olivia ou Via, a irmã de Auggie conquistou a minha simpatia e me comoveu muito. Ela sempre foi uma irmã superprotetora e amorosa, mas depois de tanto tempo sendo deixada um pouco de lado pelos pais, ela começa a se sentir diferente e agir diferente também. Seus sentimentos são totalmente compreensíveis, seria uma injustiça julgá-la por querer um pouco de carinho e atenção.

A história é escrita de forma simples e com capítulos bem curtos, mas cada página é cheia de sentimentos e lições sobre a importância de saber lidar com as diferenças, não julgar as pessoas por sua aparência mas tentar conhecê-la verdadeiramente e nunca desistir mesmo quando diante das dificuldades.

Auggie e seus amigos eram tão "maduros" que a maior parte do tempo eu tive a sensação que ele era um adolescente. Foi essa maturidade fora do comum o único ponto negativo que encontrei no livro. Sei que ele já havia vivido muitas situações difíceis que o obrigaram a crescer antes da hora, mas todos os amigos dele agiam assim também e eles ainda tinham 10 anos. Acho que ficou um pouco forçado.

Extraordinário é um livro bonito, cheio de momentos ternos e cômicos, que irão conquistar e comover o leitor.

Toda pessoa deveria ser aplaudida de pé pelo menos uma vez na vida, por que todos nós vencemos o mundo - Auggie.

19 comentários:

  1. Oi Caline, que bom que esse não é um livro de destroçar o coração, mesmo que seja muito bonito. Eu estou fugindo um pouco de livros tristes, mesmo que alguns valham a exceção. Minha irmã é louca por esse livro, vou comprar para ela.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus Caline, que resenha perfeita, se já tinha vontade de ler o livro agora só aumentou.
    E esse quote tão <3
    Muito obrigada por fazer eu gastar dinheiro hahahahahaha
    Beijos
    Brubs
    contodeumlivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu não achei tão forçada a maturidade dele não, pra ser sincera. Acho que tudo o que ele passou justifica. Mas concordo em todos os outros pontos com você, e amei demais esse livro!

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Caline,
    eu sou suspeita para falar já que amo esse livro! Concordo com você que eles são maduros para idade deles mas não foi algo que me incomodou. O livro é realmente feliz e gostei bastante da Via também
    Adorei a resenha
    Beijos
    leitoraemlondres.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Esse livro é maravilhoso! Certamente cada página traz uma bela lição de vida.
    Excelente resenha.
    Beijos, Cyn.
    http://ograndetalvez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá Caline,
    Ainda não li o livro, mas assim como você vi resenhas super positivas a espeito dele. E acho incrivel quando a narração é em primeira pessoa e narrado por diversos personagens. Já que com isso não enxergamos apenas o modo de ver de um deles. Ótima resenha!

    Lucas - Carpe Liber
    livrosecontos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oie,
    li este livro faz pouco tempo e concordo que ele é mto bonito, mas não é um dos meus preferidos.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  8. EI Caline

    Este e ACEDE estão naquela lista dos livros que todo mundo já leu, menos eu hehehe.
    Estou louca para ler, mas ainda não deu tempo rs, ACEDE vou ler antes do filme de qualquer jeito, agora este sei lá quando.Acho que a sua foi a primeira resenha que li que não estava quase babando no livro de tão bom hehe.
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Tenho muita vontade em ler esse livro, pois só ouço falarem bem dele, só que existem muitos outros livros para serem lidos antes dele :)

    Beijos, Paradoxo Perfeito

    ResponderExcluir
  10. Oi Caline!

    Li o livro recentemente e só posso dizer que ele me mudou por inteiro. A história é escrita de uma maneira tão simples, mas é linda. Auggie é um rapaz muito maduro e sobretudo corajoso. Adorei acompanhar a história dele, muito emocionante.

    Beijos,
    biblioteca-de-resenhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá, Caline.
    Recebi esse livro aqui em casa esses dias, tinha ganho em um sorteio, e estou curiosa pela leitura. Essa capa azul é infinitas vezes mais bonita que a anterior (branca), fico feliz por minha edição ser assim também!
    Beijos.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. A um tempo que tenho esperado uma oportunidade de pegar esse livro para ler, já li varias resenhas positivas, mas por motivos pessoais ainda não tive coragem de entrar na vida do Auggie.

    http://loucaescrivaninha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oie!
    Não posso falar nada deste livro, porque ele roubou meu coração por completo.
    Achei a escrita envolvente mas não cheguei a achar o Auggie forçado pelo tamanho de sua maturidade.
    Adorei a resenha e o blog.
    Não o conhecia e já estou seguindo! Retribui?
    Beijos,
    Marcela.
    ocantinholiterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Olá! :D
    Comprei Extraordinário já faz um tempo e ainda não li.
    Te digo que essa foi a primeira resenha que não vi "100% de aprovação" e foi até bom pra dar uma maneirada nas expectativas!

    Beijo!
    Mi
    Inteiramente Diva

    ResponderExcluir
  15. Eu acho que o fato de um livro que trata de um assunto delicado sem ter que levar todos aos prantos é um dos fatores que me fizeram gostar do livro. Eu não senti uma maturidade tãaao grande assim dos amigos do Auggie, só dele e da irmã.
    Beijos,K.
    Girl Spoiled
    http://girlspoiled.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Eu sempre tive muita curiosidade com o livro, sabe? Já vi comentários que ressaltam o quanto o livro é bonito e bem escrito.
    Pretendo ler em breve!

    Beijos,
    Leitora Online

    ResponderExcluir
  17. Oi Cá! *-*'
    Olha eu realmente achei os diálogos bem maduros, mas tentei não me apegar muito a idade do Auggie, na verdade, só lembrei que ele era uma criança na sua formatura mesmo. kkkk Adorei o livro e claro, me emocionei. Especialmente, porque esse tipo de coisa acontece de verdade, pessoas más rindo dos outros. E não é preciso ser o Auggie para isso, qualquer um sofre com bullying.
    Ótima resenha!

    Beijos ;*
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Ainda não li Extraordinário, e confesso que o livro nunca chamou muito a minha atenção, mas parece ser uma história bem bonita. O gênero não me agrada tanto, mas um dia ainda darei uma chance a ele, e quem sabe eu não me surpreenda né?
    Beijos e boas leituras!

    Patricia C.
    experimentandolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oie!
    Tive a mesma impressão que você sobre o livro (inclusive escrevi uma resenha sobre ele, caso te interesse).
    Só acrescentaria o fato de ser um livro que pode ajudar muitas crianças a lidar com a questão do bullying - tanto quem pratica, como quem sofre - principalmente por ter uma linguagem fácil e personagens tão cativantes. Realmente vale a pena.

    Um beijo!
    Ana,
    http://thefaultinourbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.