Simplesmente Irresistível - Rachel Gibson (Série Chinooks Hockey Team #1)

Título Original: Simply Irresistible
Data de Publicação: 2013
Número de Páginas: 389
Editora: Jardim de Livros
Série:  Chinooks Hockey Team #1
Classificação:  
Cheia de romantismo, humor e picardia, esta história da inigualável Rachel Gibson começa com o casamento, no Texas, da recém-formada Georgeanne com o milionário Virgil, um homem três vezes mais velho que ela. Os únicos talentos de Georgianne são cozinhar e falar muito, mas o que Virgil realmente aprecia nela é o corpo curvilíneo e perfeito. Percebendo que não é capaz de desposar um homem com idade para ser seu avô, Georgeanne larga o noivo no altar e foge com o astro do hóquei John Kowalsky, que joga no time do qual Virgil é proprietário. John não faz ideia da encrenca em que se meteu, e só percebe que está ajudando a noiva do seu chefe quando já é tarde demais. Uma longa noite se estende diante deles, e nenhum dos dois resiste à tentação de passá-la juntos. Mas, no dia seguinte, John dispensa Georgeanne para não comprometer sua carreira, deixando-a com o coração partido e sem rumo. Sete anos depois, os dois se encontram novamente. Georgeanne é sócia numa empresa de catering em seattle e ele deixou os dias de rebeldia para trás. outra surpresa aguarda John: ele descobre que aquela noite de amor produziu uma filha adorável e incorrigível, de cuja vida ele quer fazer parte. A paixão por Georgeanne renasce; mas será que ele vai se arriscar, novamente, a incorrer na cólera do seu patrão? Ela, vai aceitá-lo, depois de ter levado um fora dele? Diversão garantida também é o romance de Mae e Hugh, amigos dos protagonistas, nesta trama hilária, cheia de personagens impagáveis, de uma das autoras mais lidas e apreciadas da atualidade.

Chick-lit não é um dos meus gêneros literários favoritos, pelo menos não era. Acho que o problema estava nos livros que eu escolhia para ler. É claro que todos tem a mesma premissa, mulher solteira na casa dos 30 anos, com uma vida amorosa desastrosa, um emprego do qual não gosta (ou sem emprego mesmo) e a autoestima quase inexistente. A diferença está apenas na forma de criar a história e a personalidade dos personagens.

Tenho acertado nas minhas escolhas ultimamente e Simplesmente Irresistível foi um desses acertos. O que o livro tem de especial? Nada demais, apenas o fato de que a autora soube escrever uma história envolvente, com diálogos interessantes, cenas engraçadas mas não absurdas e personagens bem desenvolvidos.

Esse foi o primeiro livro da Rachel Gibson que tive a chance de ler e já estou querendo mais. Não é o tipo de leitura que te fará refletir ou que seja inesquecível, é clichê de todas as formas possíveis e você terá certeza do final no primeiro capítulo. Mas é ai que está o grande lance de um bom livro, não importa que ele seja previsível, quando a história é bem escrita ela te envolve e te conquista e no final, mesmo já imaginando o que aconteceria, você suspira e fecha o livro com um sorriso bobo no rosto.

Georgie e John tiveram apenas um noite juntos. John seguiu em frente e esqueceu, Georgie se apaixonou e nunca permitiu que a sua memória apagasse o que aconteceu, até porque desse encontro fortuito nasceu Lexie. Durante anos Georgie alimentou o ódio por ter sido usada e descartada por John. Quando o destino colocou os dois juntos novamente, o encontro foi explosivo e através das páginas consegui sentir as faíscas de tensão no ar.

Foi divertido e delicioso ver as tentativas frustradas de Georgie de conter/resistir aos avanços de John. Ele também tentava fingir que ela era apenas mais uma, mas quando os dois se encontravam o desejo tomava conta.

John é o tipo de personagem que mesmo querendo odiar (e odiando por muitas vezes), a gente acaba se envolvendo com seu charme. Ele é durão, um verdadeiro macho alfa, mas é perceptível, principalmente quando o assunto é Lexie, que ele tem um lado fofo e doce. A autora tentou justificar o fato de John não querer envolvimento com mulheres (não sei se colou). Não era só por ser um garanhão, seu passado escondia uma grande perda que o traumatizou e criou uma espécie de escudo.

No início tive uma certa resistência para aceitar Georgie. Ela começa o livro fugindo de um casamento onde o que importava era o dinheiro do noivo. Mas ao se envolver com John e engravidar de Lexie, Georgie se tornou uma mulher madura, forte, decidida e bem-sucedida. Queria que ela tivesse resistido mais as investidas de John, na verdade ele nem precisava se esforçar muito para tê-la suspirando em seus braços.
Os personagens secundários deram ainda mais graça e encanto a história. Mae, a amiga de Georgie, é prática e muito determinada. Os amigos jogadores de John são hilários, o que eles tem em tamanho falta em inteligência. Lexie, a filha de John e George, foi a cereja do bolo, aliás a cereja do livro. Uma garotinha fofa, de gosto peculiar, hipocondríaca, faladeira e com uma forte tendência para o drama. Ela era madura e ao mesmo tempo era infantil, uma gracinha completa.

Simplesmente Irresistível é uma comédia romântica clichê, mas se destaca pela escrita única de Rachel Gibson.Um romance divertido com uma pitada de drama, tudo muito bem dosado para cativar o leitor pagina após página.

9 comentários:

  1. Nunca li nada da Rachel Gibson, apesar de ouvir comentários super positivos sobre a autora. Quero muito ler algo dela quem sabe comece por "Simplesmente Irresistível".
    Beijos
    All My Life in Books

    ResponderExcluir
  2. Esse também foi o primeiro livro que li da autora, mas foi uma primeira experiência bem positiva. A trama apesar de clichê e bem agradável, também gostei dos personagens, principalmente de Lexie, que é uma fofura.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Já tinha ouvido falar da autora e tinha uma suspeita de que gostaria muito dos livros dela, por sua escrita ser boa. Sua resenha me confirmou isso >< Claro que agora quero ler o livro. Gosto muito de chick-lit, das mais bobas.rs

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Não li o livro, mais tenho vontade, não sou chegada a esse tipo de livro, mais é sempre bom ler, é sempre divertido.

    Beijokas, Brubs
    Livros de Cabeceira
    @IWannaRuffles

    ResponderExcluir
  5. Não sei o motivo, mas os livros dessa Rachel nunca me despertam curiosidade. Sei lá o porquê, mas só de olhar acho todos chatos u.u. Sim, eu sei que no geral eles têm uma boa aceitação dos leitores, mas não entram na minha lista de desejados por nada nesse mundo! Nem com essa resenha maravilhosa! Acho que de drama já basta a vida real, rsrsrs. Mas adorei a resenha!

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia essa autora.. Gostei da resenha deste livro. Adoro clichês, acho que ia me dar bem com essa leitura.. Vou lembra-me de anotar na minha listinha..
    Belíssimo blog. Beijos

    Blog DAMA DE FERRO

    ResponderExcluir
  7. Oie Caline =)

    Ahhh!!! Todo mundo fala tão bem dessa autora e dos livros dela, que me sinto uma "ET", por nunca ter lido nada ainda =/

    Estou doida por esse livro, mesmo ele sendo clichê tenho aquela leve intuição que vou adorar ♥

    Beijos e um ótimo feriado;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  8. Eu ainda não li nenhum livro da Rachel, mas esse parece ser bem interessante, sem contar que a capa dele é super linda!

    Beijos, Paradoxo Perfeito

    ResponderExcluir
  9. Oie Caline
    adoro personagens que bancam o macho alfa kkkkkk
    nunca li nada da Rachel, mas vou começar com esse.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.