Corações Feridos - Louisa Reid

Título Original: Black Heart Blue
Data de Publicação: 2013
Número de Páginas: 256
Editora: Novo Conceito
Classificação: 
Livro cedido em parceria com a Novo Conceito
Hephzibah e Rebecca são irmãs gêmeas, mas muito diferentes. Enquanto Hephzi é linda e voluntariosa, Reb sofre da Síndrome de Treacher Collins — que deformou enormemente seu rosto — e é mais cuidadosa. Apesar de suas diferenças, as garotas são como quaisquer irmãs: implicam uma com a outra, mas se amam e se defendem. E também guardam um segredo terrível como só irmãos conseguem guardar. Um segredo que esconde o que acontece quando seu pai, um religioso fanático, tranca a porta de casa. No entanto, quando a ousada Hephzibah começa a vislumbrar a possibilidade de escapar da opressão em que vive, os segredos que rondam sua família cobram-lhe um preço alto: seu trágico fim. E só Rebecca, que esteve o tempo todo ao lado da irmã, sabe a verdadeira causa de sua morte... Hephzi sonhara escapar, mas falhara. Será que Rebecca poderia encontrar, finalmente, a liberdade?

Corações Feridos é um livro doloroso e sombrio, que me machucou a cada página, que me assustou com a podridão que pode existir dentro das pessoas, que me marcou profundamente por saber que apesar de se tratar de uma história de ficção existem muitas Hephzibahs e Rebeccas por ai. Crianças e adolescentes que precisam urgente de socorro, mas que não conseguem pedir ajuda, por medo, por inocência ou porque ninguém nunca parou para escutá-las.

A família das garotas era aparentemente perfeita e o fato de serem de igreja e o pai ser um líder religioso tornava o cenário ainda mais perfeito para quem via de fora. Mas eu não pude deixar de me perguntar se as pessoas realmente não viam o que estava acontecendo ou se elas optaram pela cegueira seletiva. Será que nós também somos seletivos e escolhemos enxergar apenas aquilo que nos convém? Essa pergunta me atormentou por muitas páginas.

Os capítulos do livro são narrados alternadamente por cada um das irmãs. Hephzi conta o antes, Rebecca o depois. A narrativa de Louisa Reid é envolvente e apesar de tratar de assuntos bastante pesados e a história ser muito sombria, a autora não precisou entrar em detalhes para que entendêssemos a gravidade e a perversidade do que acontecia entre as paredes da casa paroquial. O grande e terrível segredo que unia as duas irmãs foi sendo contado aos poucos, em pequenas doses, preparando o leitor a cada página para o que ainda viria de pior.

Foi difícil para mim aceitar e entender como uma mãe pôde ser tão omissa e cruel. Por mais que ela não infligisse os castigos, ela permitia que eles acontecessem. Sempre vi mãe como alguém capaz de qualquer coisa para proteger seus filhos, mesmo sabendo que existem muitas por ai que são verdadeiros monstros.

Por muitas vezes senti raiva de Hephzi. Ela tentava fugir da crueldade que havia dentro de casa, mas a sua maneira ela podia ser bem cruel com a irmã. Tentei entender o seu lado, o fato dela ser egoísta por querer viver uma vida que nunca foi sua, mas Rebecca era seu escudo, sua defesa, a única pessoa com quem ela podia contar, mas seu pensamento era sair de casa, fugir, sem olhar para trás mesmo que isso significasse deixar a irmã sofrendo sozinha.

Mesmo o livro tendo um tom sombrio, triste e cheio de crueldade, foi possível entrever entre as nuvens escuras alguns raios de sol. Em meio a tanto sofrimento e dor, as garotas perceberam sua força e a capacidade que tinham de lutar.

Corações Feridos é um livro poderoso, com uma história instigante. Se você está buscando uma leitura pungente e intensa, Rebecca e Hephzibah estão prontas para contar a sua história.

11 comentários:

  1. Uau, senti toda sua comoção com o livro lendo o texto. Adorei sua resenha e fiquei instigada a pegar meu exemplar logo para ler. A história parece mesmo forte e mesmo eu sabendo que vai mexer comigo, quero ler o mais rápido possível.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Você já começou a resenha me deixando aflita Caline. Eu gosto bastante de histórias fortes, que nos envolvem e fazem pensar, ainda mais sobre o que eu acho que é. Fiquei bem curiosa agora.

    Beijão
    Michelle Boyd
    The Little Things

    ResponderExcluir
  3. Oie Caline.
    Gente, que tenso. A capa do livro já me deixa toda arrepiada, e ao ler sua resenha já fiquei toda impressionada. Já marquei a leitura dele pra esse mês, e vou até passar na frente de algumas.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Caline,
    Esse livro despertou minha curiosidade, assim que li sobre seu lançamento, e agora lendo sua resenha percebo que não estava enganada. Para ser sincera não sou muito fã de estórias fortes e tristes, mas a minha curiosidade em conhecer a estória das irmãs e maior.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Caline, tudo bem?
    Iniciei agora a leitura desse livro e já li muitos elogios, mas quase todas as pessoas que começaram a ler me disseram que o livro é forte. Não li toda a sua resenha, mas assim que concluir volto aqui.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

    ResponderExcluir
  6. Oi Caline, tudo bem?
    Eu acabei de ler esse livro e ainda nem resenhei, foi uma história tão profunda e sórdida que não consegui sentar pra pensar sobre ela e escrever.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  7. Oie Caline =)

    Todo mundo que eu conheço que já lei esse livro, ficou bastante mexido com a história. Eu até gosto desse estilo de narrativa, carregada de drama com um toque de mistério, mas infelizmente não estou no melhor momento para ler algo do gênero.

    Ótima resenha!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  8. Ainda não me chamou a tenção, não me instigou a querer ler
    Mas parabéns pela resenha super bem feita
    Beijokas, Brubs
    Livros de Cabeceira
    @IWannaRuffles

    ResponderExcluir
  9. Gostei, mas ainda não me chama atenção a ponto de querer ler, sabe? Não solicitei esse livro pq já tenho uma fila imensa aqui e estou dando prioridade às histórias que me deixam mais curiosas.
    Não digo que nunca lerei, mas não no momento ;)

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com.br

    ResponderExcluir
  10. Gostei da resenha. Acho interessante quando a narrativa é alternada, dá para ter uma visão mais intimista de cada personagem. As vezes a gente enxerga só o que quer mesmo, já vivi isso. Eu leria sim.

    Beijos,
    Bell

    http://contosdoguerreiro.blogspot.com.br/ ( Se puder, segue lá)

    ResponderExcluir
  11. Também fiquei muito machucada com essa história, pensando que existem tantas pessoas por aí passando pelas mesmas coisas que essas garotas passaram. Tudo é tão intenso e tenso que a leitura é ótima. Gostei demais desse livro *-----*

    Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
    myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.