Desejo à Meia-Noite - Lisa Kleypas (The Hathaways #01)

Título Original: Mine till Midnight
Data de Publicação:
2013
Número de Páginas:
272
Editora:
Arqueiro
Classificação: 
+ 0,5
Após sofrer uma decepção amorosa, Amelia Hathaway perdeu as esperanças de se casar. Desde a morte dos pais, ela se dedica exclusivamente a cuidar dos quatro irmãos – uma tarefa nada fácil, sobretudo porque Leo, o mais velho, anda desperdiçando dinheiro com mulheres, jogos e bebida. Certa noite, quando sai em busca de Leo pelos redutos boêmios de Londres, Amelia conhece Cam Rohan. Meio cigano, meio irlandês, Rohan é um homem difícil de se definir e, embora tenha ficado muito rico, nunca se acostumou com a vida na sociedade londrina. Apesar de não conseguirem esconder a imediata atração que sentem, Rohan e Amelia ficam aliviados com a perspectiva de nunca mais se encontrarem. Mas parece que o destino já traçou outros planos.
Quando se muda com a família para a propriedade recém-herdada em Hampshire, Amelia acredita que esse pode ser o início de uma vida melhor para os Hathaways. Mas não faz ideia de quantas dificuldades estão a sua espera. E a maior delas é o reencontro com o sedutor Rohan, que parece determinado a ajudá-la a resolver seus problemas. Agora a independente Amelia se verá dividida entre o orgulho e seus sentimentos.
Será que Rohan, um cigano que preza sua liberdade acima de tudo, estará disposto a abrir mão de suas raízes e se curvar à maior instituição de todos os tempos: o casamento?

Com um sorriso bobo no rosto e o coração completamente apaixonado, virei a última página de um dos romances de época mais deliciosos que li nos últimos tempos. Já estou com saudades e é impossível não me sentir assim depois de mergulhar em uma linda história de amor entre duas pessoas tão diferentes, mas que se completam de forma tão perfeita.

Desejo à Meia-noite de Lisa Kleypas é um romance deliciosamente clichê e previsível. Quando você começa a ler já imagina o que acontecerá página após página até chegar ao final, mas isso não tira a magia da história. A narrativa, a construção dos personagens, os diálogos divertidos, a cenas de amor e as histórias paralelas que se misturam a principal, tornam a leitura atrativa independente da previsibilidade que está em suas páginas.

Minha reclamação com relação aos romances eróticos tanto de época quanto os contemporâneos, sempre foi o fato de que o envolvimento entre o casal acontece de forma muito rápida. Atração física, desejo, é normal que aconteça ao primeiro olhar, mas amor? Sou bem incrédula com relação a isso. Cam e Amelia se desejaram desde o primeiro momento, mas a relação entre os dois foi construída pouco a pouco. Um beijo, uma forte química, o envolvimento, uma amizade com segundas intenções e lentamente seus corações começaram a se apaixonar. Amelia não teve pudor nenhum. Apesar de ser virgem e não ter experiência nenhuma, ela se mostrou uma amante calorosa e receptiva, coisa bastante incomum nos romances de época. O que pode ter influenciado isso, foi o fato de que ela não tinha ninguém lhe fazendo cobranças. Seus pais haviam morrido há muito tempo e seu irmão mais velho estava mais preocupado em beber até morrer do que com quem e como ela se envolvia.

A personalidade orgulhosa e cabeça-dura de Amelia me tirou do sério várias vezes. Desde que seus pais morreram ela tomou a responsabilidade da família para si. Altamente protetora e independente, ela não permitia que outras pessoas oferecessem ajuda. Mas Cam foi paciente e suportou todas as vezes em que ela foi rude e negou sua ajuda,  ele foi persistente e fez o que sabia ser melhor para ela e sua família. Apesar de sair do sério eu a compreendi porque me identifiquei com esse traço de sua personalidade. Sou igualzinha a ela, detesto depender de outras pessoas.

Cam é uma mistura de cigano com irlandês que mexeu com Amelia desde o primeiro olhar e me encantou desde o primeiro momento. Achei que ele seria rude e um pouco machão, mas mesmo sendo rechaçado por Amelia vezes seguidas, ele permaneceu ao seu lado, uma forma de mostrar que sempre estaria lá por ela. 

Os "encontros" românticos entre os dois são cenas constantes e bastante detalhadas durante toda a leitura, mas Lisa Kleypas tem uma forma toda especial de narrar cada momento, é tudo muito romântico e sensual sem ser vulgar. Cam é paciente e um amante apaixonado e Amelia se mostra mais do que disposta a recuperar o tempo perdido. Por ser virgem e viver em uma época cheia de proibições, ela é até bastante assanhadinha e se mostra uma mulher que sabe bem o que quer.

A família Hathaway é um atrativo a parte. Todos irmãos de Amelia terão um livro próprio, inclusive Merripen, um cigano misterioso que vive com a cara amarrada, que foi adotado pela família quando ainda era pequeno. Nesse primeiro livro da série já fica bem claro que Win, uma das garotas Hathaway e o misterioso cigano vivem uma paixão represada. O próximo livro será dos dois e já prevejo um romance explosivo, cheio de cenas emocionantes. Além disso existe um segredo envolvendo Cam e Merripen, como os dois são ciganos e tem algumas coisas em comum, já tenho minhas apostas, mas estou bastante curiosa para saber qual a ligação entre eles.

Minha única crítica com relação ao livro e também o motivo que fez com que ele perdesse uma estrelinha, foi a autora tem inserido algumas cenas com um toque de sobrenatural. Foi algo totalmente desnecessário e ficou até meio deslocado na história. Talvez tenha alguma influência nos livros posteriores, mas nesse ficou um pouco sem sentido.

Desejo à Meia-Noite é um romance delicioso e a Lisa Kleypas já está na minha lista de autora de época favorita. Quero mais livros dela sendo lançados aqui no Brasil. Recomendo demais. Leiam e se apaixonem também.

7 comentários:

  1. Olá Caline,

    Ainda não li esse, mas em todas as resenhas o pessoal critica bastante essas cenas sobrenaturais que dizem que a autora inclui fora do contexto. Esse estilo, romance de época, não chama tanto minha atenção, então provavelmente não lerei.

    Abraços,

    http://milvidasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Caline, quanto tempo não apareço por aqui! Sua resenha já me ganhou no previsível e clichê, pois eu adoro, adoro começar a ler um livro que já imagino o final, pois assim me delicio ainda mais com o meio e acho que toda mocinha é meio cabeça dura no começo né? Até se entregar de vez ao grande amor. Mas adorei saber mais do livro, despertou minha curiosidade. Beijão

    Michelle Boyd
    The Little Things

    ResponderExcluir
  3. Ei Caline,

    Quero ler estas duas séries da Arqueiro, esta e aquela do Duque e eu. Mas ainda não deu para pegar, tem sempre lançamentos que quero mais hehehe. E quando tentei estavam esgotados aff.
    Adorei, eu tbm não gosto de romance onde tudo acontece rápido e em duas semanas já estão casando tipo os da Bella Andre.
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi, Caline!

    Já ouvi falar dessa série e daquela do "Duque e eu" da Arqueiro. Li resenhas bem positivas, o que só aumentou a minha curiosidade de ler. A sua resenha fez a mesma coisa: bom saber que você gostou. Parece um daqueles típicos romances de banca deliciosos!

    Beijos,
    Inara
    {www.lerdormircomer.com.br}

    ResponderExcluir
  5. Ei Caline!

    Como assim eu ainda não tenho nenhum dos livros históricos da Arqueiro?

    Isto de tudo acontecer rápido e o negócio pegar fogo em 2 minutos também me incomoda. Bom saber que nesta história foi diferente.

    Eu não sabia que tinha um toque de sobrenatural o.O

    Doida pra ler!!!

    Bjins

    ResponderExcluir
  6. Depois de ler essa resenha, só posso dizer que fiquei morrendo de vontade de ler o livro.rs
    Como você disse o fato de ser prevísivel não tira a magia da história, porque as vezes só queremos um livro para relxar e entreter.

    Amei o blog e já estou seguindo ;)
    Beijos

    http://allmylifeinbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Achei uma delícia esse livro! Já comprei a continuação... o negócio agora é esperar todos os outros, rs.

    Bjs!

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.