O Duque e Eu - Julia Quinn (Série Família Bridgerton #1)

Título Original: The Duke & I
Data de Publicação: 2013
Número de Páginas: 288
Editora: Arqueiro
Classificação:


Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo.
Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.
Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.

Assim que soube que a Arqueiro lançaria três romances de época, tive certeza de que eles seriam parte da minha próxima compra e foi exatamente assim que aconteceu. Quando os livros chegaram fiquei na dúvida sobre qual ler primeiro, mas o fato de já ter lido várias coisas boas sobre a Julia Quinn foi o que me fez decidir por O Duque e Eu.

Sou apaixonada por romances de época/históricos. Todo aquele pudor, o fato de tudo ser proibido torna as coisas bastante interessantes. Além disso os costumes, as roupas e a sociedade me cativam e me prendem de todas as formas.

O Duque e Eu é um típico romance de banca em formato de livraria. Meus primeiros romances foram Júlia, Sabrina, Bianca e não tenho vergonha de admitir, mas por ser uma leitura de entretenimento, bastante rápida, esse tipo de história tem alguns defeitos e entre eles está o fato de que os personagens se apaixonam rápido demais, aliás tudo na história acontece rápido demais, por isso sou fã da Judith Mcnaught e aquele monte de página que ela escreve. 

Simon e Daphne não tiveram aquele tipo de amor cometa e esse foi um ponto a favor da história. Eles se tornaram amigos, fizeram um pacto e aos poucos foram se envolvendo. É claro que ela se apaixonou primeiro, porque ele é lindo, perfeito, maravilhoso e tudo de bom, mas até chegar a esse momento os dois protagonizaram cenas engraçadas, com diálogos interessantes e que serviram para construir o relacionamento entre eles.

Daphne é uma mulher incrível. Engraçada, inteligente e corajosa, ela não tinha medo de dizer o que pensava e fazer o que queria, mesmo vivendo em uma sociedade tão conservadora, mas depois de se apaixonar pelo duque e descobrir que ele não pretendia ter filhos ela tomou algumas atitudes que me decepcionaram bastante. Parecia aquelas garotas interesseiras que fazem de tudo para fisgar o homem. Senti vergonha das atitudes dela e até desejei que o duque a fizesse sofrer bastante por causa disso.

Simon, o duque de Hastings é irresistível. Achei que ele seria bem mais danadinho e assanhado, afinal estamos falando de uma romance de banca, cheio de cenas hot. Mas para a minha surpresa ele foi bem comedido (o contrário dela) e respeitou bastante o fato de que Daphne era irmã de seu amigo e também o fato de que ela tinha sonhos que ele não podia realizar, caso eles se envolvessem ela iria sofrer. Ele foi honesto do início ao fim e ganhou minha admiração por isso. Além disso se mostrou um homem apaixonado e dedicado, me fazendo suspirar bastante em algumas cenas.

Os Bridgerton são um caso a parte. A mãe de Daphne é uma casamenteira de mão cheia que não poupou esforços para ver suas filha casada com um bom partido (as outras filhas só passarão pelo mesmo perrengue que Daphne quando chegarem na idade certa). Os garotos também não estão livres de suas garras casamenteiras, mas sempre conseguem dar um jeito de escapulir, protagonizando cenas bastante engraçadas.

O Duque e Eu tinha tudo para ser um livro ótimo, mas a mudança nas atitudes de Daphne para conseguir o que queria do duque e a pouca profundidade da história, me deixou com a sensação do que poderia ser e não foi. Não me entendam mal, foi uma leitura deliciosa, divertida e bastante caliente, mas eu queria mais algumas páginas, um pouco mais de drama e um final que não fosse tão corrido.

O livro faz parte da série Os Bridgerton, composta por 8 livros. Cada um contando a história de um dos irmãos (assim como a série da Bella Andre). Apesar de não ter ficado totalmente apaixonada pela história, vou sim ler os próximos livros lançados, não vejo a hora de conhecer os "meninos" Bridgerton mais de perto.

12 comentários:

  1. Oi, Caline. Também já li muitos Sabrinas da vida e são bem gostosinhos. Eu fiquei interessada nesses lançamentos de época, mas confesso que não sou muito de ler livros assim. Não que não goste, só não são os meus preferidos da hora de comprar. Fiquei curiosa em conhecer Daphne e o Duque, além da família dela que será apresentada mais para frente, no entanto, essa mudança que você comentou do comportamento dela me deixou meio assim. Pode ser que eu leia, mas não é uma urgência.
    Beijocas

    ResponderExcluir
  2. Ahhh... Saudades da época que lia Sabrina, Julia e Bianca. Tudo acontecia rápido mesmo, mas era tão gostoso.

    Quando vi esses romances da Arqueiro eu fiquei louca também. Ainda não comprei nenhum, mas em breve farei.

    Estas histórias são boas pra intercalar com livros pesados, né?! Eu nem li, mas já quero a série toda ;)

    Bjins

    ResponderExcluir
  3. Todo mundo amou esse livro, menos eu, pelo visto. Achei que tinha mais sexo que qualquer outra coisa, então não sei se vou solicitar o resto da série.

    @mmundodetinta
    maravilhosomundodetinta.blogspot.com.br
    https://www.facebook.com/maravilhosomundodetinta?fref=ts

    ResponderExcluir
  4. Ei Caline,

    Nunca fui muito fã de Julia e cia, acho que por isso difícil eu gostar deste estilo de romance também. Fiquei querendo um destes da Arqueiro, mas não sei qual escolher e nem se vou gostar tanto hehe. Este eu queria porque só vi gente falando maravilhas, mas agora vendo o "3" dei uma desanimada rs.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Tenho curiosidade de ler “O Duque e Eu”, já que gosto da escrita de Julia Quinn, mas pretendo ler outros livro primeiro. Gostei da resenha, que também foi a primeira a não ser 100% positiva.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Também adoro romances de época! É muito legal ler sobre algo que já aconteceu e não faz parte da minha realidade. Tenho muita vontade de ler essa série, ainda que o primeiro volume não tenha sido muito empolgante para você
    Beijo,
    Nic

    ResponderExcluir
  7. Oi, Caline!

    Nunca li nada da Julia Quinn, mas já ouvi falarem muito bem dela. Pena que para você não fluiu muito bem e você tenha ficado com essa sensação chata de que faltou alguma coisa.

    Beijos,
    Inara
    www.lerdormircomer.com.br

    ResponderExcluir
  8. Todos os livros históricos que a Arqueiro lançou tem características de banca. Isso não os deixa menos bom hehe.
    Adorei a resenha, no caso eu li o Desejo a Meia Noite desses lançamentos e é muito bom.
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir
  9. Oi Caline, também "comecei" a ler com os romances de banca, e achava o máximo na época que lia. Hoje, ainda que eu veja esses defeitos todos que você citou, eles trazem uma sensação boa, e a leitura sempre vale. Fiquei super feliz de ver que as editoras estão lançando essas histórias em formato de livro e, mesmo não sendo grandes coisas, pretendo ler um dia.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Opa, não sei que essa série tinha 8 livros... De qualquer forma, estou super curiosa para ler esses lançamentos históricos da Arqueiro. Vou escolher um deles para começar, talvez seja esse :D

    Beijos
    aritmeticadasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. oie Caline
    eu tmb iniciei nesse mundo da literatura hot atrav´es de romances de banca, que até hoje tenho, compro e gosto muito (a sem vergonha rs)
    Estou super ansiosa para ler esse livro.
    Bjo

    ResponderExcluir
  12. Eu adorei esse livro, Caline, e estou doida para ler o próximo *-*


    Beijos,
    Nanie

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.