A Rainha do Castelo de Ar - (Trilogia Millennium #3) - Stieg Larsson

Título Original: Luftslottet som Sprängdes
Data de Publicação: 2010
Número de Páginas: 688
Editora: Companhia das Letras
Série: Trilogia Millennium #3
Classificação: 

Mikael Blomkvist está furioso. Furioso com o serviço secreto russo, que, para proteger um assassino, internou Lisbeth Salander - na época com apenas doze anos - num hospital psiquiátrico e depois deu um jeito de declará-la incapaz. Furioso com a polícia que agora quer indiciar Lisbeth por uma série de crimes que ela não cometeu. Furioso com a imprensa, que se compraz em pintar a moça como uma psicopata e lésbica satânica. Furioso com a promotoria pública, que pretende pedir que ela seja internada de novo, desta vez - ao que parece - para sempre.
Enquanto Lisbeth recupera-se, num hospital, de ferimentos que quase lhe tiraram a vida, Mikael procura conduzir uma investigação paralela que prove a inocência de sua amiga. Mas a jovem não fica parada, e muito mais do que uma chance para defender-se, ela quer uma oportunidade para dar o troco. Com a ajuda de Mikael, Lisbeth está muito perto de desmantelar um plano sórdido que durante anos articulou nos subterrâneos do Estado sueco, um complô em cujo centro está o pai dela, um perigoso espião russo que ela já tentou matar. Duas vezes.

Sou cheia de manias estranhas quando se trata de livros. Um exemplo é que eu só leio uma série ou trilogia se tiver pelo menos o livro seguinte ao que eu estou lendo. Não gosto de esperar, principalmente porque os autores sempre terminam os livros de um jeito que nos deixa desesperados por mais. Mas, dentro dessa mania existe uma outra bastante peculiar, para não dizer estranha. Demoro muito tempo para me sentir pronta pra ler o último livro de uma trilogia/série. Não quero me despedir ao mesmo tempo em que quero saber como as coisas terminam. Vou deixando para depois e quando percebo já se passou tanto tempo que eu nem lembro direito como o livro anterior tinha terminado.

A Trilogia Millenium foi uma das mais badaladas de 2010 e até hoje ela faz um sucesso enorme. A capa com aqueles detalhes em fogo e as resenhas positivas me deixaram muito empolgada e eles passaram a fazer parte da minha lista de "quero ler para ontem". Ganhei os três do meu namorado e comecei a ler tão logo eles chegaram em minhas mãos. Mas, minha estranha mania entrou em ação e eu só consegui ler o último livro da trilogia quase dois anos depois de ler o segundo.

Eu não queria me despedir de Lisbeth e sua inteligência desconcertante. Eu não estava pronta para me despedir da escrita fantástica de Stieg Larsson, com sua capacidade de criar tramas com subtramas que se entrelaçam perfeitamente para terminar de forma incrível, sempre!

A Menina que Brincava com Fogo teve um final de deixar qualquer leitor desesperado por mais. Eu fiquei desesperada por mais, mas ao pensar que o próximo livro seria a última história de Lisbeth e Blomkivist sempre deixava para depois. Quando percebi muito tempo havia se passado e eu não podia continuar adiando e mais uma vez mergulhei em um mundo de corrupções, violência, segredos que poderiam destruir uma nação, relacionamentos complicados e soluções intricadas e incrivelmente inteligentes.

Se nos livros anteriores Lisbeth ajudava a desvendar mistérios e salvar a vida das pessoas, em A Rainha do Castelo de Ar é ela quem precisa ser salva, ela é a trama principal da história. Tudo gira em torno dela. Seu passado é todo revirado e segredos obscuros vem a tona. Apesar da história ser centrada na vida de Lisbeth, ela não tem uma participação tão ativa no desenrolar da trama. Nesse livro Blomkivist ganha seu lugar ao sol. Não que ele não tenha sido importante nos livros anteriores, a questão é que Lisbeth acaba atraindo toda a atenção para ela. Ela é esquisita, é anti-social, não confia nas pessoas, mas tem uma inteligência extraordinária.

Apesar da trama ser incrível, fiquei um pouco perdida na história. Em parte a culpa foi minha por ter demorado tanto a ler o último livro, acabei esquecendo de alguns personagens e de fatos que ocorreram nos livros anteriores e que eram importantes para a compreensão da história atual. Mas ainda que eu não tivesse demorado tanto tempo para ler A Rainha do Castelo de Ar, me sentiria perdida. A história tem uma quantidade enorme de personagens que vem dos livros anteriores, sem contar os personagens novos que são acrescentados. Todos tem nomes difíceis de serem pronunciados, logo fica difícil até de lembrar que é quem.

Inúmeras vezes tive que voltar algumas páginas para rever partes da história. O autor é subjetivo durante a maior parte do livro. Coisas que poderiam ser explicadas em duas páginas tomam um capítulo inteiro com mais de 10 páginas. Dá para imaginar quantas voltas eles dá na história até chegar no ponto onde ele quer. O fato do Stieg criar tantos personagens e subtramas e dar voltas e voltas para chegar onde é realmente importante, tornou a leitura longa e cansativa.

Ainda assim A Rainha do Castelo de Ar é um livro incrível e fechou com chave de ouro a Trilogia. Lisbeth Salander vai deixar saudades.

8 comentários:

  1. Eu também sou assim Caline, gosto de ler quando tem o seguinte livro, porque se não né! UHAUHAUHUA uma amiga tem essa trilogia, vou pedir emprestado!


    Michelle Boyd
    The Little Things

    ResponderExcluir
  2. Posso assinar embaixo?

    Mas ao contrário de você, eu fico desesperada para terminar logo e saber o final, mesmo que tenha que abandonar os personagens queridos.

    Os livros da trilogia são bem densos, né?!
    Se ele tivesse tido tempo de escrever os outros 7 leria sorrindo =)

    Bjins

    ps.: combinamos em algum \o/

    ResponderExcluir
  3. Oii!!
    Sou muito curiosa para ler essa trilogia, não gosto quando os autores estende demais alguns assuntos no livro, deixa a leitura um pouco chata!
    Gostei muito da sua resenha ^^
    Beijos

    Elidiane - Leitura entre amigas

    ResponderExcluir
  4. Não li a resenha porque estou muiiito curiosa para ler os livros dessa série. Tem os três na biblioteca do terminal de ônibus aqui na cidade, então vou aproveitar (já que eu passo por lá todo o dia...)
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Não li sua resenha porque ainda não li a trilogia mais morro de vontade de ler! Muita gente já me indicou ela haha

    Beijos!
    @blogscl
    http://sonhando-com-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Caline,
    Apesar da sua resenha positiva ,não tenho muito interesse de ler essa trilogia no momento.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu li os livros dessa trilogia logo que foram sendo lançados. E adorei cada um deles. É realmente complicado acompanhar todos os personagens e subtramas, mas eu ainda acho que isso dá um toque de complexidade e originalidade que poucas histórias têm, indo além do "raso".
    Gostei da trilogia, e adorei Lisbeth com seu jeito seu de ser.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Quero MUITO ler essa trilogia. Assisti a trilogia sueca e fiquei apaixonada pela história. Também gosto de ter o próximo volume em mãos, para poder ler quando terminar.

    Beijos :)

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.