A Esperança - Suzanne Collins (The Hunger Games #3)

Título Original: Mockingjay
Data de Publicação: 2011
Número de Páginas: 421
Editora: Rocco
Série: The Hunger Games #3
Classificação:




Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-la, Katniss acreditava que não precisaria mais de lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. Começou a revolução.
A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo.
O sucesso da revolução dependerá de Katniss aceitar ou não essa responsabilidade. Será que vale a pena colocar sua família em risco novamente? Será que as vidas de Peeta e Gale serão os tributos exigidos nessa nova guerra?
Acompanhe Katniss até o fim do thriller, numa jornada ao lado mais obscuro da alma humana, em uma luta contra a opressão e a favor da esperança.

Sabe quando você gosta de um livro, mas alguma coisa nele te incomoda a ponto de você não gostar tanto assim? Eu sei, essa pergunta parece meio confusa mas é exatamente assim que eu me sinto com A Esperança.
Demorei muito tempo pra começar a lê-lo mesmo tendo ele aqui na estante, queria ter certeza que estava pronta para colocar um ponto final na história e dar adeus ao mundo criado pela Suzanne.

Comecei o livro cheia de expectativas, não tinha como ser diferente afinal eu amei Em Chamas, mas no fundo eu sabia que A Esperança não podia ser melhor e talvez nem conseguisse ser tão bom quanto, mesmo assim não posso dizer que não me decepcionei, principalmente com o final.

A Esperança é um livro cheio de momentos tensos, onde a expectativa pelo que vai acontecer domina as páginas e contagia o leitor, mas é também cheio de tristeza, muita tristeza. Em algumas partes da leitura era quase possível sentir a dor que cada um estava vivendo, principalmente Katniss. Enquanto acompanhava toda aquela destruição, todas as perdas, eu me perguntava "Será que todo esse sofrimento nunca vai acabar?". E quando eu acreditava que as coisas não podiam piorar algo ainda mais doloroso acontecia.

O enredo de A Esperança é mais lento do que os dois livros anteriores. Demorei bastante para ser envolvida pela história, mas quando as coisas realmente começam a acontecer, é impossível conseguir largar, tudo que você quer é saber o que acontecerá no final.
Esse terceiro livro tem como foco a guerra entre a Capital e os distritos, a luta para vencer um ditador opressivo. É um livro mais adulto com uma narrativa que concentra-se mais na política do que na ação e aventura e que nos mostra as realidades e injustiças da guerra. Uma guerra em que ninguém é vencedor e todo mundo sofre.

Katniss a heroína que sempre foi tão forte, impetuosa e com uma coragem sem fim, mostra uma fragilidade a qual não estamos acostumados. A mudança de Peeta, o lado sangrento e vingativo de Gale e a perda de alguém muito próximo a transforma em alguém completamente perdido e incapaz de perdoar. E eu não a culpo. Mesmo passando por situações tão difíceis e estando no seu limite, ela precisou continuar lutando, tomando decisões e protegendo as pessoas que amava.

Neste livro cada personagem é empurrado ao seu limite, Gale, Peeta, Katniss. Aconteceram muitas coisas que eu não esperava e até mesmo que não me agradaram, como por exemplo a mudança na personalidade de Gale. O amigo sempre fiel, doce, paciente e dedicado se transformou em um rapaz vingativo, cheio de ódio e que pouco se importava em prejudicar pessoas inocentes que ficavam no seu caminho na tentativa de derrubar a Capital.

Com relação ao triângulo amoroso Peeta-Katniss-Gale eu nunca considerei que esse fosse o ponto principal da história. O romance existe sim, mas não é nada fofinho, bonitinho, doce e lindo; é uma situação tão complexa, tão cheia de dificuldades e dúvidas que se tornou um grande drama com um desfecho decepcionante e muito triste. Até agora eu me pergunto se Katniss teve mesmo o direito de escolher ou se foi a única solução.

O final foi sem dúvida a parte mais decepcionante do livro. Depois de virar a última página, fiquei me sentindo vazia e só conseguia pensar "Por que Suzanne, por quê???"
Como ela pode ter escrito um final daquele? Foi insatisfatório e me deixou cheia de perguntas. Eu senti tanta raiva que tive vontade de jogar o livro na parede.
Talvez alguns achem que o final foi bonitinho e tudo mais, mas vocês não percebem a ironia daquela situação??? Ninguém pode ser "feliz para sempre", não depois de todas as coisas pelas quais passou, as lembranças sempre voltarão para atormentar, é apenas uma falsa sensação de que está tudo bem.

7 comentários:

  1. Sou louca pra comprar o box da série, mas agora fiquei com medo de me apaixonar e me sentir como você se sentiu no final deste livro. ai ai ai ai. Esses autores que nos matam do coração né?

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  2. Olá Caline!
    Entendo perfeitamente como você se sentiu. Sofri pelas perdas, pelo meu Finnick lindo e todas as demais coisas tristes que aconteceu. Mas as achei necessárias, pois, o livro mostrou ser forte desde o começo, não poderia simplesmente ter terminado com todos vivos e felizes. Concordo com você quanto a personalidade de Gale ter mudado abruptamente, fiquei bem chateada com isso também. Achei super inteligente o que ela criou para o Peeta e adorei a forma como ele superou isso. A esperança não foi o meu favorito, mas não me decepcionou, não me chateou, muito pelo contrário, para mim, apenas mostrou um pouco da dura realidade da guerra e de como, mesmo sobrevivendo, as pessoas continuam sendo afetadas e amedrontadas pelas situaçãos abusivas pelas quais passaram. Adorei a sua resenha, você se expressa muitíssimo bem, apenas não concordo com alguns pontos, rs.
    Ps: Adorei o final, amo o Peeta e aconteceu exatamente como eu queria <3
    Beijo!!

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente ainda não consegui nem ler Em Chamas, mas espero poder dar continuidade à leitura dessa série em 2013. Gostaria de poder ler todos antes que o próximo filme fosse lançado rs

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com.br

    ResponderExcluir
  4. Ei Caline,

    Eu amei Em chamas e também esperava algo diferente em A esperança, eu sabia que ela não ia deixar tudo terminar bonitinho, era uma guerra, mas as escolhas da autora e o final corrido partiram meu coração rsrs. Espero reler depois de muito tempo, acho que vou gostar mais. :P
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Eu conheci 'Jogos Vorazes' porque vi o filme e simplismente me apaixonei pelo Peeta, haha e gostei da historia, entao fui ler a trilgoa, claro os jogos sao emocionantes e a historia muito atraente, li 'Em chamas" em UM dia, haha, mas acho que o tao esperado fim deixou a desejar e nao era porque foi muito esperado, afinal, quaaaaase todos que leem 'A esperanca' saem com a sensacao de vazio, como se a autora tivesse deixado de escrever algo, e a gente sabe EXATAMENTE o que eh, o livro em si eh bom, as mortes de Finnick e Prim,(pq nao falar? afinal se estao aqui eh pq vao ler ou estao lendo ne e querem saber e nao sou de guardar nada, haha) deram veracidade a guerra, afinal Katniss precisava perder pessoas proximas, pra mostrar quem nem sempre quem sai ganhando ganha tudo, e as mortes comovem ne, acho que era isso que a autora queria, mas chega no fim como 'Em Chamas' que tem taaaaanta coisa pra acontecer que nao dar pra acontecer tudo, mas acredito que ela pecou mmmmmmmmmmt nao dando enfase ao final, foi mt vago, todo o desenrolar da guerra eh mt bom, Katniss estava fraca por perder Peeta pra capital, depois descobre que foi telesequestrado, os dois sofreram pra crl os 3 livros todos, ODIEI a Katniss por nao dar o devido valor ao Peeta afinal um homem tao bom, generoso, autruista, que a ama incondicionalmente, a coloca na frante ate dele mesmo, no fim amei a jogada da autora de apagar esse sentimento dele, afinal foi uma vinganca contra a Katniss, hahahaha, mas eh taaaaaaaaaaaaa...o triste que QUASE CHOREI MESMO, meus olhos enxeram de lagrimas( todos queremos e merecemos um Peeta, haha) mas ai chega o fim e ela fica com o Peeta e tchau sabe, nao, deveria ter todo um desenrolar, apesar de o foco do livro nao ser romance, a historia de Peeta e Katniss conquistou muitos leitores, e nao ia matar ngm uma conversa, um capitulo, qualquer coisa, afinal o Peeta esqueceu a Katniss, ele mesmo diz ' devo te-la amado muito', entao como no fim ele simplismente volta e fica com ela? Sem nada, uma declaracao de amor, Gale simplismente some, e todo aquele amor que ele sentia por ela, que o livro descrevia que ele tinha? qual eh ne! Era pra Gale ter tido uma conversa com Katniss e ela ter dito que escolheu o Peeta, (PQ AFINAL DE CONTAS ELE MERECEU NE), era pra Katniss ter se declarado pro Peeta e ter feito ele ama-la como ele fez ela o amor com o tempo, (MT LINDO ELE, TD QUE FEZ POR ELA, PENSANDO NELA, ARRISCANDO A VIDA, QUERENDO MORRER POR ELA, 'EM CHAMAS' ELE CUIDA DO GALE POR ELA, ACEITA QUE KATNISS AMA GALE, PEETA EH UMA PESSOA QUE LITERALMENTE SOH EXISTE EM LIVRO! O PERSONAGEM PEETA MELLARK EH SIMPLISMENTE INCONTROLADORAMENTE AAPAIXONAAAAAANTE!)APESAR de muita coisa ficar vaga, pelo menos os 2 ficaram juntos, que eh o que todo mundo queria, ou quase todo mundo, pelo menos EU estava louca por isso, haha, mas Jogos Vorazes eh mt bom sim, principalmente pq o Peeta eh de matar! HAHAHAH Conquista qualquer um, perfeeeeeeito! Vamos parar de reclamar do fim PQ APESAR NAO TER TIDO VERDADEIRAMENTE TUUUUUUDO QUE MERECIA, ELE TA COM QUEM SEMPRE AMOU!

    ResponderExcluir
  6. Eu lia esse livro e meu coração ia apertando cada vez que os capítulos passavam. Até hoje sei que gostei do final porque eu queria que a Katniss ficasse com o padeiro-magya, mas esse final foi muito cheio de filha-da-putismo.

    ODIEI o que o Gale e o que a mãe da Katniss fazem, fiquei muito indignada com as mortes no final também. Durante a guerra eu entendo, mas matar uma personagem chave me irritou profundamente.

    Enfim, em suma, eu gostei do final, mas foi um 'gostei' indignado. Um dia eu releio para decidir melhor.

    ResponderExcluir
  7. O meu sentimento quanto ao final do livro foi o mesmo! Me decepcionei muito, não só porque várias coisas tristes acontecerem (muitas vezes elas são necessárias para ter um toque de realidade), mas também porque o final ficou vazio, foi muito de repente e deixou essa sensação de que faltou alguma coisa e de que não existe esperança quanto ao mundo... Fiquei tão desapontada que me deu vontade de rasgar o livro todo! hahaha

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.