Bem Mais Perto - Susane Colasanti

Título Original: So Much Closer
Data de Publicação: 2012
Número de Páginas: 240
Editora: Novo Conceito
Classificação:




  
  
Quando Brooke descobre que o amor de sua vida, Scott Abrams, está se mudando do subúrbio de New Jersey para Nova York, ela decide segui-lo até lá. Viver com o pai ausente e se adaptar a uma escola totalmente nova são desafiantes para ela — e as coisas ficam ainda piores quando ela descobre que Scott já tem uma namorada. Mas como ela aprende a sobreviver na cidade grande, começa a descobrir todo um novo lado de si mesma e percebe que, às vezes, o amor pode te encontrar mesmo quando você não está olhando para ele.

Divertido, fofinho e com uma protagonista completamente desajuizada, Bem Mais Perto de Susane Colasanti é um livro pra passar o tempo e se distrair. Terminei a leitura em menos de dois dias porque por mais que o livro não tenha aquele enredo e uma história super emocionante, a Brooke e suas desventuras amorosas e atitudes impensadas conseguiram me fisgar.

Que a Brooke é uma louca por ter mudado de cidade para ir atrás de um garoto, ninguém tem dúvida, mas muita gente (em algumas resenhas que eu li por ai) achou que a autora foi meio "irreal" nesse ponto. Eu também achei no início, mas pensando bem existem por ai garotas bem louquinhas que são capazes de fazer coisas como essas e muito mais impensadas e precipitadas. Pelo menos ela não criou uma protagonista cheia de tabus e que parece nunca ter nem beijado na vida (coisa bastante comum nos YAs).

Foi interessante acompanhar o quanto Brooke amadureceu depois que chegou em Nova York. Ela lutou até conseguir o que queria, mas percebeu que as coisas não eram como ela havia sonhado. Se decepcionar foi o ponto de partida para uma mudança de verdade na vida dela, não apenas como mudar de cidade, mas mudar as atitudes e a forma de enxergar a vida

As pessoas destroem sua confiança e depois partem. Você nunca consegue conhecer alguém completamente, não importa o quanto ache que conheça. As pessoas sempre omitirão partes de suas vidas. Sempre haverá alguma verdade sobe elas que você nunca saberá. Ou talvez, algum dia, você conheça a verdade que elas escondem e vai concluir que era melhor nunca ter descoberto.
P.47
A Brooke me irritou algumas vezes por não dar o devido valor a sua inteligência acima da média. Como assim você é praticamente um gênio e não faz os trabalhos ou responde as coisas mais ou menos apenas por que não concorda com o sistema? Se eu tivesse todo aquele cérebro dela eu abraçaria o sistema e iria pra Harvard, por que da forma como ela e o seu QI foram tratados no livro eu só posso crer que ela conseguiria estudar em qualquer universidade que quisesse.

A sorte dela foi John ter entrado em sua vida e mesmo sem que ela percebesse no início, conseguiu fazer a diferença. Na minha opinião ele foi o melhor personagem do livro. Engraçado, esforçado, inteligente e muito fofo, John me conquistou por não seguir aquela típica caracterização de garoto apaixonado. Por mais que ela tenha tentando disfarçar, dava para perceber o quanto ele estava encantado por Brooke, mas ele não deixou que isso transparecesse e preferiu dar mais importância a amizade que eles tinham, do que ficar com carinha cachorro morto pedindo atenção.

Scott foi para mim um personagem que não fez muita diferença. Não achei errada a forma como ele agiu com Brooke, o problema é que ela idealizou um relacionamento perfeito, mas esqueceu que cada pessoa tem uma personalidade própria com defeitos e qualidades, que nem todo mundo tem os mesmos sonhos e desejos, que muitos sonhos são realizações individuais e que nem todo mundo quer a mesma coisa em uma relacionamento.

- Mas você é! Eu o conheço mais do que você imagina.
- Conhece? Você me observou durante dois anos e depois me seguiu até aqui. Isso é conhecer alguém?
P. 178

Uma das coisas que mais adorei no livro foi a caracterização de NY. A autora caprichou nos detalhes e nos levou para conhecer as ruas, lojas, praças e parques da cidade. Enquanto lia me senti como se estivesse caminhando ao lado de Brooke e conhecendo cada cantinho da metróple.

Bem Mais Perto pode até ser uma história previsível e a Brooke ser uma doida de pedra, mas é uma leitura leve e divertida, uma romance contemporâneo que nos mostra que o amor pode ser encontrado no mais improvável dos lugares.


9 comentários:

  1. A sua é a resenha mais positiva que li até agora. Tava toda encantada com esse livro, foi paixão a primeira vista, pelo titulo, a capa, o kit, tudo. Até que li uma resenha e desencantei! A menina "acabou" com o livro, dizendo o quanto a Brooke foi imatura e louca, e que além de prevísivel o livro é surreal nesse sentido de que nada faz tanto sentido.
    Mas pelo que você disse que acho que posso até gostar um pouco. Gosto de livros previsíveis e clichês, aliás, amo livros assim! haha. Acho que a única coisa que me irritaria realmente seria essa loucura da protagonista!
    Só lendo pra saber e ter a própria opinião sobre o livro né?! haha. Não é uma livro que esta nos meus super desejados, mas se tivesse oportunidade adoraria ler!
    Gostei da resenha ^^ Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi Caline, as primeiras resenhas que li desse livro foram meio desestimulantes, pois o pessoal comentava que era totalmente descabido. Eu não sei se também me sentiria assim, mas é bom saber que há alguns pontos positivos e que, apesar de tudo, é uma história divertida e gostosa de acompanhar. Parece ser aquele tipo de livro que não faz diferença na vida, mas que pode ser especial apenas por fazer bem.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oii!!
    Nossa, faço das palavras da Ju, as minhas.
    Li várias resenhas negativas e que apenas falavam sobre o quanto a situação era irreal. Mesmo assim, irei ler, pois ganhei o livro em um sorteio, rsrs, e também pq parece uma leitura agradável e divertida!
    Beijoo!

    Tô seguindo.

    ResponderExcluir
  4. Ainda não tive a oportunidade de ler o livro e depois ver algumas resenhas, não me interessei. Até por que o livro não faz meu gênero.
    Uma das coisas que eu mais gosto é a caracterização de ambientes, isto é, quando o autor sabe fazer. Bela resenha!

    ResponderExcluir
  5. Primeira vez que paro para ler uma resenha sobre esse livro, até então só tinha visto alguns comentários. Bom, eu particularmente adoro esses romances água com açucar. É sempre bom ter um livro desses para agente dar uma fugida da realidade, e sorrir um pouco né?
    Acredito que tem pessoas que fazem coisas muito piores do que seguir o namorado, pelo menos eu conheço algumas pessoas que fizeram.
    Adorei sua resenha.
    Segredo de um Mundo 

    ResponderExcluir
  6. Gostei da resenha. Não sinto taaaanta necessidade assim de ler o livro, mas acho a história bacana e gostei da sua opinião. Esse tipo de leiturinha leve nunca é demais.

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com.br

    ResponderExcluir
  7. Adoro livros que parecem transportar o leitor para o lugar onde a estória de passa, tipo Anna e o Beijo Francês! Só pelo fato de Bem Mais Perto ser assim, já me chama a atenção!

    Obriga pela visita ao meu blog, Caline!

    xoxo,
    Lohaine

    http://sanduichedepalavras.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi Caline!
    Eu concordo em você em relação a parte de NY, nesse caso, para mim, foi a única coisa que funcionou no livro rs
    Realmente a Brooke é uma louca de pedra, mas o fato dela ser a protagonista e de levar o leitor através da história, fez com que esse livro se tornasse penoso e chato de ler. Ainda bem que a leitura é fluida e o livro curtinho senão teria sido bem mais difícil.
    Não consegui ver sentido em nenhuma das atitudes da protagonista, e ela falava como se fossem verdades absolutas. Quando ela contou ao Scott aquela loucura, imaginava que ele fosse sair correndo, mas acho que superestimei o bom senso da autora, afinal, ela foi a criadora da Brooke.
    Eu também achei o amadurecimento forçado. Apenas para fechar a história de um modo bonitinho. Não consegui sentir, realmente.
    De qualquer forma, gostei muito da sua resenha. Você conseguiu falar explicitar todas as falhas do livro e, ainda assim, falar o que te agradou ou não e o porquê, a partir delas. Parabéns!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Adorei esse livro, quero ir à NY ardentemente depois de lê-lo e, apesar de concordar com cada ponto que você falou, não consigo dar menos que 5 estrelas pra ele porque não me importei com tudo isso quando eu o li ~ e nem me importo tanto porque eu vejo a Brooke como uma menina perdida que foi amadurecer depois de ser irresponsável - o que, convenhamos, acontece bastante no dia-a-dia.

    Beeijo!

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.