A Canção do Súcubo - Richelle Mead (Georgina Kincaid #1)


Título Original: Succubus Blues
Data de Publicação: 2010
Número de Páginas: 304
Série: Georgina Kincaid #1
Editora: Essência
Classificação:

Quando se fala de empregos no inferno, ser um Súcubo parece bastante glamuroso. Uma garota pode ser qualquer coisa que ela quiser, o guarda-roupa é de matar e homens mortais farão qualquer coisa por apenas um toque. Claro, eles geralmente pagam com suas almas, mas por que ser tão técnico? Mas a vida da Súcubo de Seattle Georgina Kincaid é muito menos exótica. Seu chefe é um demônio de médio escalão com uma queda por filmes do John Cusack. Seus melhores amigos imortais (ou melhores amigas …) ainda não pararam de provocá-la por causa da vez em que ela se transformou na Deusa Demônio, completa, com chicote e asas. E ela não consegue ter um encontro decente sem sugar parte da vida do cara. Ao menos ela tem seu emprego diário em uma livraria local – livros de graça; Todos os mochas de chocolate branco que ela conseguir tomar; e acesso fácil ao sexy escritor de bestsellers, Seth Mortensen, aka Aquele por Quem Ela Daria Tudo Para Tocar mas Não Pode. Mas os sonhos sobre Seth vão ter que esperar. Algo estranho está acontecendo no submundo demônio de Seattle. E, dessa vez, todos os seus charmes e cantadas de cair morto não vão ajudá-la porque Georgina está para descobrir que há algumas criaturas que tanto Céu quanto o Inferno querem negar… 

Qual bookaholic nunca comprou um livro que nem queria apenas porque o preço estava convidativo? Pois é, vocês devem saber exatamente do que eu estou falando e se tiver frete grátis é o pacote perfeito para que eu não consiga resistir.

A Canção do Súcubo da Richelle Mead foi comprado num impulso assim como os outros dois livros que o precedem. Nunca pensei em comprá-los, eles nem estavam na minha estante do Skoob, mas como eu já disse o preço estava convidativo demais e foi impossível resistir. Agora depois de ter lido o primeiro livro sobre a vida de Gergina Kincaid estou feliz por ter sido impulsiva, coisa que raramente acontece comigo.

Já li os dois primeiros livros da série Academia de Vampiros e o primeiro da Filha da Tempestade e nenhum deles conseguiu me deixar tão empolgada quanto A Canção do Súcubo. Ainda é muito cedo para dizer mas tenho quase certeza que essa série vai se tornar a minha queridinha entre os livros que a Richelle escreve e a grande responsável por isso é a protagonista da história.

Duas páginas foram suficientes para me envolver, me prender e me deixar completamente viciada. Georgina é divertida, espirituosa, cheia de tiradas sarcásticas, inteligente e além de tudo ainda é bookaholic assumida. Sua vida de súcubo não é tão badalada sexualmente quanto eu imaginei, ela tenta levar a vida do jeito mais normal possível, com direito a trabalhar em uma livraria e até dar aulas de dança.

Mas ela é um súcubo e deve manter relações sexuais com os homens e deles drenar sua energia vital para conseguir sobreviver. Quanto mais idôneo, sincero e honesto for o homem mais forte é sua energia, mas Georgina tem princípios, qualidade incomum em seres do submundo e prefere procurar por homens adúlteros e sem carater. Isso significa que se envolver de verdade com um homem legal está completamente fora de cogitação, ela poderia matá-lo com um simples beijo.

Apesar de tentar se manter longe dos homens, pelo menos se isso significar se envolver emocionalmente, Georgina é um imã para o sexo oposto e todos os humanos e alguns não-humanos também se sentem atraídos por ela.

Seth Mortensen e Roman, dois homens com personalidades completamente diferentes, conseguem vencer a resistência da súcubo e mesmo sabendo que jamais poderia tocá-los ela não consegue parar de desejar isso.
Seth é seu autor preferido, ela tem TODOS os livros lançados por ele. Eles se conhecem quando Seth vai participar de um sessão de autógrafos na livraria onde Georgina trabalha. Apesar de ser tão sagaz, divertido e interessante quando escreve, ele é bem retraído, misterioso e tímido na vida real.

Roman é o oposto de Seth principalmente quando se trata de demonstrar e falar o que sente. É sensual, impetuoso, apaixonado e está decidido a abandonar todos os seus ideais para viver uma história de amor ao lado de Georgina.

Depois de ler algumas resenhas e a sinopse do livro, eu esperava uma história bem mais hot, mas o que predomina é o mistério sobre as mortes e ataques a alguns seres do submundo e os segredos sobre a vida de Georgina antes dela se tornar um súcubo. A narração é alternada entre o presente e o passado quando ela ainda era humana e aos poucos ficamos sabendo o que aconteceu e porque ela se tornou um súcubo.

Demônios, anjos, nefelins, duendes, esse é um livro com uma enorme variedade de seres sobrenaturais. O mais incrível de tudo é acompanhar um arquidemônio e um anjo convivendo em total harmonia, como se fossem velhos e bons amigos. No início isso me causou certa estranheza, nunca li nada que parecesse nem de longe com isso, na verdade esse relacionamento até agora não me convenceu e talvez seja a única coisa que não me agradou de verdade no livro. Não é normal isso acontecer e eu não encontrei nada que explicasse esse relacionamento tão improvável.

A Canção do Súcubo é uma história leve e divertida, cheia de seres sobrenaturais que deveriam ser totalmente do mal, mas que são estranhamente bonzinhos, que tem humor, um pouco de drama e uma pitada de sensualidade. É um livro adulto, com uma história sobrenatural dinâmica e com conteúdo. Recomendo e MUITO!

9 comentários:

  1. Oi Caline!
    Ao contrário de vc eu sempre quis o livro mas sempre tava super caro, quando apareceu a promo nem pensei duas vezes e comprei logo! O livro é otimo, me apaixonei por Seth e Roman, cada um com suas particularidades, e Georgina? Adorei, ela não é bobinha e adorei seu jeito sarcástica!!

    Amei a resenha, vc soube bem comentar a estória sem soltar spoiler!
    Beijos
    Amanda
    leiturahot.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá Caline.
    Nunca nutri uma grande vontade de ler esssa série. Mas após a maravilhosa resenha, despertei uma vontade, rs. Aliás, parabéns pela resenha. Colocarei o livro na lista de leitura. Mas pode ser que demore de ler...

    Lucas / Era uma vez...
    livrosecontos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Ei Caline,

    Eu amoooo Academia dos vampiros e gostei, mas não amei, Filha da tempestade.
    Esta eu já comprei alguns livros, mas ainda não li nenhum... e todos falam tão bem que eu quero muito ler. Adorei a resenha e espero conseguir começar a série este ano hehe.

    beijos

    ResponderExcluir
  4. Caline, agora que li a sua resenha fiquei arrependida por não ter o comprado na saraiva quando vi por R$9,90 :C Eu nunca li nada desta autora, mas estou bem inclinada a começar Acadêmia de Vampiros.... Ah, acho que vou voltar na saraiva e ver se ainda está em promoção *---*

    Gislaine,
    atualizado, comenta? http://jeito-inedito.blogspot.com
    {ah, segui aqui, pode retribuir? ;D}

    ResponderExcluir
  5. Oi Caline, eu também acabei de fazer uma resenha desse livro ;x
    Adorei ele, mas eu sou apaixonada por Academia de Vampiros, e foi exatamente por causa disso (e dos elogios por aí) que resolvi acompanhar essa série também. Ah, e lê o terceiro livro de VA, depois você pode dizer se se apaixonou ou não (ele é o divisor de águas, sabe?) ;D

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Sei bem o que você quer dizer quando diz que comprou o livro só por causa do preço. FIZ ISSO HOJE, DEUS! ASUHAHSUAHSUA
    O bom é que você teve uma surpresa boa, não é mesmo?! Tomara que aconteça isso comigo também.
    A única coisa que não gosto nessa série são as capas. :x

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  7. Sinceramente, se não fosse por indicação eu nem teria começado a ler Academia de Vampiro - na verdade, uma colega simplesmente deixou os três primeiros na minha casa e, por vergonha de estar com eles aqui por mais de dois meses, os li em quatro dias (sim, me amarrei no negócio). Mas, como falei, tive um certo incentivo. Sem isso eu duvido que eu teria lido tão cedo.

    A mesma coisa é com essa série. Tinha receio dela, até ter gostado de AV e ter me interessado em ler outras coisas da autora. Não sei quando lerei esses livros, mas eu sei que eu vou ler porque sua resenha me deixou curiosa. E isso é um progresso enorme, considerando que eu nem considerava essa possibilidade antes.

    Agora basta eu encontrar uma promoção legal como você fez. haha

    Beijos,
    Nayá

    ResponderExcluir
  8. Bah, eu acabei de ler uma outra resenha dele, ainda bem que não tem muitas cenas hot, não é que não gosto, mas prefiro que não tenha muito isso, ainda mais a Richelle que é famosa por escrever livros com cenas assim, me interessei e muito por essa série, espero poder lê-la, afinal, você comprou por causa do preço, deve estar barato não?! ><

    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
  9. Ei Caline!

    É bom d+ comprar um livro num preço bacana e ele te surpreender, né?

    Eu já terminei a série e gostei bastante.
    Mas confesso que até agora VA ainda é minha série preferida dela.

    Eu também acho que esta história é boa pela personalidade da Georgina. As tiradas que ela dá são ótimas!

    Bjins

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.