Sessão Pipoca - O Clube dos Cinco (1985)


"E as crianças em que vocês cospem, enquanto tentam mudar seus mundos, são imunes aos seus conselhos. Elas sabem muito bem por aquilo que atravessam."
(David Bowie)


Essa review pode conter spoiler.

Um cérebro, um atleta, uma neurótica, uma princesa e um criminoso, eles formam O Clube dos Cinco. Cinco adolescentes que por terem se comportado mal são obrigados a ficar um sábado inteiro de detenção na escola. São jovens com personalidades diferentes e a princípio estereotipadas, temos apenas uma impressão inicial de quem é realmente cada um.
No decorrer do dia eles vão se conhecendo e descobrindo que apesar de aparentemente tão diferentes eles tem algo em comum, são adolescentes cheios de dúvidas e medos.
Como castigo por terem "aprontado" na escola eles terão que escrever uma redação dizendo quem acham que são e a partir daí começamos a conhecer de verdade cada um deles.

Claire Standish, a princesa.
Motivo da detenção: matar aula para ir ao shopping
História: é rica e mimada, parece fútil mas na verdade odeia ter que conviver e agir como seus amigos "populares". Tem problemas com os pais porque eles não se importam com ela e sempre tentam usá-la para atingir um ao outro.


Brian Johnson, o cérebro.
Motivo da detenção: um sinalizador que deveria ser um revolver, explodiu em seu armário.
História: sofre muita pressão por parte dos pais para ser sempre o melhor em tudo e tirar sempre as melhores notas. Pensou em cometer suicídio depois que zerou um trabalho. Ser tão inteligente e tentar ser sempre o melhor acaba se tornando um fardo que ele não quer mais carregar.


Andrew "Andy" Clark, o atleta.
Motivo da detenção: colou a bunda de um colega com fita adesiva
História: assim como Brian, também sofre pressão em casa. Seu pai quer que ele seja o melhor esportista, o número 1, não aceita ter um perdedor na família. Andy "aprontou" com o colega porque queria que o pai o achasse legal.


John Bender, o criminoso. 
Motivo da detenção: vandalismo e rebeldia
História: típico adolescente rebelde que adora zombar e fazer piadinhas com todos. Mas a verdade é que por trás da fachada de bad boy existe um adolescente confuso e inseguro. Suas atitudes nada mais são do que um reflexo da violência doméstica que presencia e sofre.


Allison Reynolds, uma neurótica.
Motivo da detenção: Nada. Não tinha nada melhor para fazer no sábado.
História: a mais estranha dos cinco. Enquanto os outros sofrem por pressão ou maus-tratos, para os pais de Allison ela nem mesmo existe. Tem uma bolsa cheia de todos os tipos de bugingangas e está sempre pronta para fugir. Ela parece ter dificuldade em se expressar e quando isso acontece suas ideias são meio confusas, tudo que ela precisa na verdade é de um pouco de atenção.


“Caro Sr. Vernon,

Aceitamos o fato de passarmos o Sábado no castigo por o que quer que seja que tenhamos feito errado. O que fizemos foi errado. Mas aceitamos que o Sr. é louco por nos passar uma redação descrevendo quem achamos ser. Desde quando se importa? O Sr. nos vê como quer ver. Nos termos mais simples, as definições mais convenientes. O Sr. nos vê como um cérebro, um atleta, uma neurótica, uma princesa e um criminoso. Certo?"

Com um roteiro simples de tiradas inteligentes e atuações marcantes O Clube dos Cinco conseguiu discutir todos os temas mais comuns entre os jovens: diferenças sociais, sexualidade, o medo de "crescer", as dificuldades do convívio familiar, a pressão para o sucesso, tudo isso sem ser clichê ou fora da realidade.

Todo o filme se desenrola dentro da escola, na biblioteca para ser mais exata. Essa "proximidade" acaba vencendo a resistência inicial de cada um por serem tão diferentes e eles acabam interagindo entre si. As verdades, os ressentimentos e os medos de cada um vão sendo revelados e eles percebem que apesar das diferenças de personalidade, de classe social, de sexo eles sofrem as mesmas dificuldades e sonham os mesmo sonhos.

John Hughes o gênio por trás dos maiores e mais incríveis filmes adolescentes de Hollywood, consegue retratar a realidade da vida escolar dos adolescentes e sua busca pela identidade, mostrando todas as inseguranças e experiências vividas quando ainda estamos "crescendo".

O Clube dos Cinco é atemporal. Um filme incrível, com uma profundidade ímpar que retrata com uma genialidade que não encontramos mais nos filmes de hoje, um dos momentos mais complicados e delicados pelo qual passamos antes de chegar a vida adulta, a adolescência.

Brian Johnson: "Caro Sr. Vernon, aceitamos o fato de que nós tivemos que sacrificar um sábado inteiro na detenção, pelo que fizemos de errado ... mas acho que você está louco por nos fazer escrever um texto dizendo o que nós pensamos de nós mesmos. Você nos enxerga como você deseja nos enxergar ... Em termos mais simples e com as definições mais convenientes. Mas o que descobrimos é que cada um de nós é um cérebro ..."

Andrew Clark: "... um atleta ..."
Allison Reynolds: "... um caso perdido ..."
Claire Standish: "... uma princesa ..."
John Bender: "... e um criminoso ..."
Brian Johnson: "Isso responde a sua pergunta? Sinceramente, o Clube dos Cinco."




Don't You (Forget About Me) do Simple Minds trilha sonora do filme, se tornou uma das canções que ajudaram a definir a década de 80.
No filme "A Mentira" que tem uma forte influência de John Hughes a música aparece nas cenas finais.

Curiosidades:
  • A cena em que os personagens sentam em círculo no chão da biblioteca e contam as razões de seu castigo, não tinha falas no roteiro e o diretor autorizou os atores que falasse o que quisessem.
  • O roteiro do filme foi escrito em apenas dois dias por John Hughes: 4 a 5 de julho de 1982.

Título: O Clube dos Cinco
Título Original: The Breakfast Club
Origem: EUA
Ano de produção: 1985
Gênero: Drama
Duração: 97 min
Direção: John Hughes
Classificação:

12 comentários:

  1. Não conhecia o filme, mas gostei da indicação.
    Não tenho muita paciência pra assistir filmes sem saber do que se tratam então, acho que o post é um motivo pra assistir ^^

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Ei, não conhecia o filme, mas adorei a sinopse! haha, a personagem que mais me chamou a atenção foi a neurótica, normalmente esses são mais divertidos! ;x
    O filme é antiguinho, né?

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Esse filme é quase um clássico entre os filmes para adolescentes! É incrível e muito bom de ser visto.
    Adorei a sua indicação, viu?

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  4. Oi Caline!!

    Eu adoro esse filmes dos anos 80!
    Este eu já assisti, mas não lembro direito...

    Agora fiquei com vontade de vê-lo novamente! :D

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. ahhh !! Adorei a dica!!! é com a mesma atriz de "A garota rosa-shoking"

    Já seguindo o blog!!!!!!!!!!
    Convido-a para seguir:
    eternamente-princesa.blogspot.com

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o filme e claro que me interessei, depois desse post, como não se interessar? Como a Luara comentou, parece ser um clássico filme de adolescentes para adolescentes, quero ver *O* A personagem que mais me interessou foi a neurótica, haha' Sempre fico mais interessada em personagens estranhos.

    Primeira vez em seu blog, gostei muito ><

    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
  7. Até que enfim uma resenha de filme que eu amo.
    Tenho um carinho especial pelos filmes adolescentes da decada de 80 por que eu cresci vendo eles, e sua resenha me fez lembrar bons tempos.
    Não que eu tenha vivido naquela época, mas esse filme e outros passavam sempre na tv e eu sempre amei assistir.
    Como você disse hoje em dia não tem mais filmes assim, o que é uma pena.
    Adorei, ficou muito bom o post!

    Beijos,
    Juliana.
    sobremimemeumundo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Nossa, ainda não assisti esse filme, mas já vi posts como o seu sobre ele e gostaria muito de assistir, como a Jen disse ai em cima, é um clássico filme de adolescentes mesmo.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  9. Oi Caline!!!

    Ahhh, eu adoro filmes assim! Sou do tipo que adora mesmo... sou fã de "Curtindo a Vida Adoidado", sabe... adoro! E se puder vou ver esse filme, achei a estória beeem legal! rs

    Beijos!

    Marcelle - http://bestherapy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Tenho um carinho muito grande pelos filmes do John Hughes, principalmente por Clube dos Cinco e Curtindo a vida Adoidado. Apesar de não passarem de comédias adolescentes, esses filmes tem o mínimo de conteúdo pro seu cérebro não escorrer pela orelha, e a produção é sempre ótima.
    A trilha sonora de Clube dos Cinco é adorável, principalmente a música do Simple Minds. E eu amo de paixão o modo como eles acabam conhecendo um ao outro, se respeitando, se apaixonando, virando amigos mesmo que depois daquele dia eles nunca mais se falem (o que é dito em uma das cenas do filme, inclusive).
    Infelizmente assisti esse filme muito tarde, quando na verdade ele deveria ter sido visto lá na infância, junto com Goonies e Conta Comigo. Provavelmente se eu tivesse assistido nessa época, meu carinho viraria amor platônico pra sempre hahaha.

    taiyounorakuen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Ei Caline!

    Será que eu acho este filme para baixar???
    Não tenho conta em locadora mais, rs.

    Lembrei d+ de um episódio de Dawson que todo mundo fica em detenção.

    Bjins

    ResponderExcluir
  12. Nossa, adorei a indicação! Eu já tinha ouvido falar do filme, mas ver o quando você é apaixonada por ele realmente me deu vontade de assistir! E se John Hughes influenciou Easy A, quero ver tudo que esse cara fez! SUAUSHHS
    Natália Maia - viciadasemlivros.wordpress.com

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.