Cerberus - Leonardo Montes (Entre Cobras e Ursos #1)

Título Original: Cerberus - Entre Cobras e Ursos
Data de Publicação: 2011
Número de Páginas: 464
Série: Entre Cobras e Ursos #1
Editora: Novos Talentos da Literatura Brasileira
Classificação:

O terror está instituído pela fome, pela doença e pela miséria humana... A esperança como uma vela de pavio curto... morrendo... aos poucos. Canibais, Calabans, Mordecais, Pashits, Ankh-o-rus, Beliahs, Banshees, licantropos e toda sorte de criaturas que antes só existiam em nossos mais terríveis pesadelos vagam pela Terra indiscriminadamente... destruindo, aterrorizando... e, às vezes, até convivendo conosco em uma relação de total dominância... Cidades viraram ruínas... As pessoas voltaram a viver em vilarejos e feudos, sem um poder central, servindo a governantes tiranos e sanguinários que as exploram cada vez mais e mais... O medievo voltou... A era das trevas flagela novamente a Terra... A humanidade está a ponto da extinção... Em um ato de desespero, o Vaticano decidiu criar em diversos lugares do mundo as Academias de Caçadores... No Brasil criou-se a Cerberus... Nesse sombrio lugar, dominado pela fé cega e padres ortodoxos, corredores escuros e úmidos, luz de velas e treinos sangrentos, calabouços e forcas, encontraremos alguns de nossos personagens: crianças doadas em suas primeiras semanas de vida para transformarem-se em caçadores de extraplanares... Passarão oito anos de duras provações até sagrarem-se dignos... ou perecerão no caminho? Os fracos não servem a Cerberus... Você está preparado?

Tenho costume de visitar vários blogs e comentar em resenhas e livros que despertam a minha atenção. Quando entrei no blog Contando Histórias e vi um post do livro Cerberus logo de cara pensei que o livro tinha algo haver com mitologia grega, afinal cérbero era o cão de múltiplas cabeças e cobras ao redor do pescoço que guardava a entrada do Hades.

Depois de ler a resenha percebi que se tratava de um assunto completamente diferente do que eu havia imaginado, mas ao mesmo tempo bastante recorrente no meio literário: livros sobrenaturais, com vampiros, lobisomens e tantos outros seres que vocês possam imaginar.
Deixei um comentário no post e acabei recebendo um convite do autor para que pudesse analisar o livro dele aqui no blog e tirar minhas próprias conclusões se a história criada por ele era apenas mais do mesmo.

Cerberus de Leonardo Monte é um livro sobrenatural que traz várias das criaturas que você já deve ter encontrado em outros livros do gênero, mas diferente do que eu imaginei a história criada por ele tem sua originalidade.

A história acontece no Brasil. O país está completamente devastado e boa parte da população foi dizimada. Os seres humanos que conseguiram resistir moram em pequenas vilas que tem seus muros protegidos em período integral contra o ataque de seres extraplanares, e é exatamente aqui que está o diferencial do livro.

Os seres extraplanares são seres sobrenaturais, mas não os que estamos acostumados a encontrar na maioria dos livros, esses seres são demônios de todas as classes, com poderes especiais e com uma capacidade destrutiva enorme. Também existem vampiros, fantasmas, lobos, bruxas e vários outros seres místicos, mas os grandes vilões e responsáveis pela ação, mistério e supense do livro são os demônios.

Achei esse ponto muito interessante porque nunca tinha lido nada com esses seres envolvidos, pelo menos não dessa forma tão significativa, e para falar a verdade eles dão muito medo. Os vampiros, os lobos, as bruxas e outros seres sobrenaturais não nos assustam porque os livros onde eles aparecem são em sua maioria romances adolescentes ou romances adultos mega hots, isso faz com que esqueçamos da natureza predadora e perigosa desses seres e de repente nos pegamos desejando um lobisomen, um vampiro, um anjo ou qualquer outra classe a que ele faça parte, desde que ele seja bonito, sensual, romântico e apaixonado.
Mas em Cerberus os seres extraplanares assumem seus verdadeiros papéis, são perigosos, tem sede de destruição e de morte.

Apesar da ideia central ser muito legal principalmente por usar como principais vilões seres sobrenaturais não tão recorrentes, o livro é cheio de altos e baixos. Em alguns momentos as situações são tão emocionantes e cheias de tensão e mistério que você não quer largar até descobrir tudo, mas existem momentos em que a história se arrasta e quase não sai do lugar, narrando situações desnecessárias e que tornam a leitura bem cansativa.

Outra coisa que me incomodou BASTANTE foi a narrativa detalhada de certas situações. Canibalismo, tortura e outras coisas do tipo. Parece frescura, mas a narração de algumas dessa situações chegou mesmo a me dar embrulho no estômago e me causou muito mal-estar. Acredito que a intenção do autor tenha sido dar mais veracidade e intensidade a história, mas ele poderia ter pego mais leve.

A revisão do livro deixou muito a desejar. Encontrei a mesma palavra escrita com grafias diferentes, erros na pontuação, palavras repetidas, enfim, uma infinidade de erros que um bom revisor não teria deixado passar.

O que é a realidade? O que é ficção? São perguntas que você fará durante a leitura, o livro consegue mesclar muito bem esses dois pontos.

Batalhas, amizades verdadeiras, grandes aventuras e muito suspense, as portas da Cerberus estão abertas para receber você!

13 comentários:

  1. É interessante ver como os autores nacionais estão investindo nesse tipo de literatura. Não to no humor pra ler algo mais pesado, como esse livro, mas quem sabe algum dia?

    Beijos, Caline!

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Achei muito interessante a capa. E vejo que de uns tempos pra cá, autores nacionais estão investindo bastante em literatura fantástica. Não que eu tenha lido, só vejo em muitos lugares mesmo. Se conseguirem entrar no clima, porque não? Hehe.
    Enfim, não é uma leitura que me puxooou, então não sei se pretendo ler. Mas achei legal sua opinião :)

    Beijos,
    http://bestherapy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Antes de mais nada: morri de amores por essa capa. Tenho quase uma obcessão por capas de livros (eu compro livros pela capa bonita e as vezes nem leio eles) e essa é do tipo que eu levaria correndo.

    Enfim, curti saber que a narrativa é detalhada, principalmente com cenas que causam certo incômodo. Esse é meio que meu tipo de livro preferido (fora os livros de fantasia, e se esse aí tiver um pouquinho de cada coisa... <3), gosto da leitura mais pesada.
    A revisão é um troço complicado mesmo... E eu acho que é quase um dever do resenhista avisar que tem errinhos de digitação, grafia e etc no livro que incomodam durante a leitura. Principalmente se o autor for nacional. Senão ninguém fala e o livro continua mal revisado? Não dá, ne.

    Eu me interessei por Cerberus. Onde eu compro? Já necessito dele, com erros e tudo. <3

    taiyounorakuen.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc pode encomendar com o próprio autor pelo facebook,sai mais barato! : )

      Excluir
  4. Esse deu vontade de ler :), quero emprestado! rsrsrsr

    ResponderExcluir
  5. Oi Caline, eu morro de medo dessas leituras sombrias, ainda mais sabendo que tem as cenas fortes que você citou, definitivamente não tenho estômago para isso. Mas acho incrível quando um autor consegue criar uma história com várias mitologias juntas, desde que faça sentido. Particularmente, não teria coragem de ler, mas parece uma história boa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Nao conhecia este livro, mas até que me interessei. Obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  7. Hum... acho que eu também não vou gostar muito Caline.
    E como tenho muita coisa para ler, vou deixar esse para lá. :/

    Beijos!! :)

    ResponderExcluir
  8. Primeiramente deixe-me dizer que adoro o jeito que você escreve, é super gostoso de ler e em segundo dizer que nunca ouvi falar do livro mas que achei super interessante, ainda mais por se passar no Brasil.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  9. Olá Caline
    uma palavra para descrever tudo? Excelente!
    Tanto o livro quanto a resenha!
    Super Curioso! rsrs
    Quero ler e tirar minhas próprias conclusões, até pq gosto desse tipo de leitura.

    Lucas / Era uma vez...
    livrosecontos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Nunca tinha ouvido falar nesse livro, mas nossos escritores andam cheios de novidades ótimas! Fiquei um tantinho curiosa com o livro. Mas você escreve muuuito bem ;D

    Beijitos
    http://www.bookpetit.com/

    ResponderExcluir
  11. Nossa, muito boa a resenha! Achei a premissa do livro bem interessante, com esse ar distópico/paranormal. Essas questões de descrições de tortura e tudo mais também me incomodam, mas acredito que se o livro for bom, vale a pena! (:
    Natália Maia - vicidasemlivros.wordpress.com

    ResponderExcluir
  12. Caline, gostaria de lhe agradecer imensamente as críticas e sua resenha. Fiquei muito satisfeito que viste os erros do meu livro e que comentaste dos momentos que não gostou... Sobre as cenas de torturas e canibalismo, não adianta (risos) é a escola que eu sigo, sou um leitor assíduo de Bernard Cornwell e poucos descrevem tão bem cada cena como ele... mas fico satisfeito de você não ter gostado dessa parte, porque esse era o objetivo: tornar a descrição a mais real e palpável possível. Gostaria que se possível, a senhorita me add no facebook e poderemos sempre bater um papo...
    e falar do 2... Cerberus - livro 2 - O diabo pede carona
    beijos à todos, sucesso e espero que os que derem uma chance à Cerberus possam desfrutar da mesma experiencia de nossa bloggeira

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.