Água Para Elefantes - Sara Gruen

Título Original: Water for Elephants
Data de Publicação: 2011
Número de Páginas: 272
Editora: Sextante
Classificação:




Desde que perdeu sua esposa, Jacob Jankowski vive numa casa de repouso, cercado por senhoras simpáticas, enfermeiras solícitas e fantasmas do passado. Por 70 anos Jacob guardou um segredo. Ele nunca falou a ninguém sobre os anos de sua juventude em que trabalhou no circo. Até agora.
Aos 23 anos, Jacob era um estudante de veterinária. Mas sua sorte muda quando seus pais morrem num acidente de carro. Órfão, sem dinheiro e sem ter para onde ir, ele deixa a faculdade antes de prestar os exames finais e acaba pulando em um trem em movimento - o Esquadrão Voador do circo Irmãos Benzini, o Maior Espetáculo da Terra.
Admitido para cuidar dos animais, Jacob sofrerá nas mãos do Tio Al, o empresário tirano do circo, e de August, o ora encantador, ora intratável chefe do setor dos animais.
É também sob as lonas dos Irmãos Benzini que Jacob vai se apaixonar duas vezes: primeiro por Marlena, a bela estrela do número dos cavalos e esposa de August, e depois por Rosie, a elefanta aparentemente estúpida que deveria ser a salvação do circo.

Cidades pequenas são extremamente pacatas o que significa dizer que qualquer "novidade" é uma forma de sair da mesmice e da rotina. Circos são comuns por aqui, alguns muitos simples outros com atrações mais interessantes e espetáculos mais convidativos. Não importa como eles sejam sempre fazem sucesso.

Há alguns dias um circo apareceu na cidade e apesar de ser pequeno e não ter grandes atrações resolvi assistir. É incrível como um livro pode mudar nossa visão sobre algumas coisas, foi exatamente isso que eu pensei assim que entrei na tenda e comecei a assistir ao espetáculo. Era como se estivesse vendo tudo aquilo através de outro olhar, sem tanta crítica por o circo não ser glamoroso, pelas atrações não serem surpreendentes e pelos palhaços não serem tão engraçados. Tudo em que eu conseguia pensar era em como por trás de toda aquela simplicidade a vida no circo é mágica. Divertir, entreter, fazer as pessoas rirem e se surpreenderem. Montar a tenda, apresentar o espetáculo, desmontar a tenda, partir para outra cidade e começar tudo de novo. E enquanto assistia ao espetáculo simples do circo, me senti transportada para o mundo criado por Sara Gruen em Água Para Elefantes e percebi que nunca mais assistiria a um espetáculo com os mesmos olhos.
A vida é o maior espetáculo da terra.



O circo é uma experiência maravilhosa, mágica e Sara Gruen não só conseguiu traduzir perfeitamente esses sentimentos para as páginas, como mostrou um lado do circo que não paramos para pensar que existe. O realismo da narrativa e a forma como eu me senti transportada para dentro das páginas do livro foi o que me conquistou. Através de sua história não vemos apenas a "diversão" e o lado colorido do circo, é como se tivéssemos acesso especial aos bastidores e pudéssemos ver de perto a vida extenuante e difícil dos trabalhadores e artistas circenses. As condições de trabalho eram horríveis e muitas vezes desumanas e os proprietários não eram cruéis apenas com os seus trabalhadores, mas principalmente com os animais que também eram parte do espetáculo.

Apesar de ter ficado completamente encantada e fascinada pela história criada por Sara Gruen, o romance entre Jacob e Marlena foi exatamente o ponto onde o livro não deu certo. Não consegui sentir uma conexão com os dois personagens, não consegui sentir o amor que eles sentiram desde que se viram a primeira vez, não fui envolvida pela paixão avassaladora que fez com que os dois enfrentassem o marido psicótico de Marlena. Desde o início considerei o romance uma história secundária, a verdadeira história sempre foi o circo e seus atores, mas de repente vi o triângulo amoroso Jacob-Marlena-August se transformando na história principal.
Acompanhar August tentando encontrar Jacob para que pudesse batê-lo, mutilá-lo ou matá-lo e perceber que Jacob estava disposto a enfrentar tudo para ficar com Marlena me fez pensar o quão profunda era realmente a conexão entre eles, tendo passado tão pouco tempo juntos. A verdade é que o romance entre eles foi incoerente e nem um pouco plausível, uma história de amor mal executada que fez o livro perder alguns pontos comigo.

O final do livro também entrou para a lista dos pontos negativos. Se a paixão avassaladora e instantânea entre Jacob e Marlena foi algo completamente incoerente, o desfecho para toda a trama foi quase absurda, eu gostaria muito mais que as coisas tivessem terminado como o prólogo me faz suspeitar.

Um livro maravilhoso, uma história fascinante e alguns pontos negativos que apesar de me incomodarem bastante foram deixados de lado pela forma única e emocionante como a história foi contada.

Água para elefantes não é uma história de amor (ou pelo menos não deveria ser), é uma história de vida, é um retrato rico de um importante momento na história dos Estados Unidos (a Grande Depressão) e uma perspectiva única sobre a vida no circo.


11 comentários:

  1. Ei Caline!

    Mesmo a história sendo bonita, eu não consigo me sentir atraída pelo livro.
    A temática circo não é meu forte.

    Não por fé e não ser convencida pelo romance definitivamente é um mega ponto negativo.

    Um dia eu assisto o filme, quem sabe, rs.

    Bjins

    ResponderExcluir
  2. Tenho interesse em ler o livro, já assisti o filme e é muito bom.
    Mas quero ver os detalhes que nem sempre o filme releva em conta.

    Lucas Borges
    Era uma vez..

    ResponderExcluir
  3. ei Caline,
    esse é um dos livro que não tenho muita vontade de ler, não me atrai e nem o filme.
    Talvez um dia leia, mas por enquanto vou passar, rsrs.
    beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Caline, adorei a sua resenha! Já li esse título e vou te dizer: concordo com você quanto ao livro ser uma história de vida! Me desapontei um pouco pela forma como autora explorou o romance, achei meio superficial, acredito que o charme do livro está exatamente na temática! Como você, depois de ler tive uma impressão diferente de toda essa atmosfera e como as vidas vão acontecendo além do palco! Achei muito bacana o final do post, pois pra mim o livro foi mesmo um rico retrato dos Estados Unidos, em um momento significativo além de uma visão peculiar do circo!

    até mais!

    Prólogo da Leitura

    ResponderExcluir
  5. Oie :D
    Tenho esse livro aqui e ainda não o li.
    Só li pessoas falam coisas boas sobre ele, comprei já que esta por 10 reais :)
    Assim, que o ler darei minha opinião, acho que as pessoas se sentem
    de forma diferente com o livro tem sua química particular.
    Depois te falo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Resenha maravilhosa e, convenhamos, essa sua introdução fez toda a diferença.
    Eu tinha alguma curiosidade de ler esse livro quando foi lançado, mas acabei desanimando, não por não ser bom, já que os elogios são muitos, mas por não saber se quero uma leitura desse tipo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Caline,

    Acho suas opiniões tão diferentes, sempre fico com medo de te indicar algum livro quando vc pergunta nos comentários hehe.

    Este livro quase todo mundo que resenha ama, eu fui uma que amei. Na verdade concordo com vc, o melhor é o circo e os animais. Mas eu não senti que o casal não combinava... no filme até achei isto, no livro não. Talvez por ser o senhor contando e vc já imaginar como vai terminar... sei lá, eu amei, acho que a autora tem uma sensibilidade única para escrever.

    bjos

    ResponderExcluir
  8. Eu não senti o romance de Jacob e Malena o ponto alto do livro, nem que Sara Gruen deixou essa menagem passar. Achei mais o amor de Jacob pela elefante (elefanta?), pelo Circo em si. O circo foi sem duvidas algo mágico, bem trabalhado. Não é mesmo uma história sobre amor, mas sobre a vida de Jacob. Sei lá, foi o que eu senti. Mas eu adorei sua resenha, a maneira como você descreveu o circo e começou narrando seu contato com o circo da sua cidade. :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oii!
    Eu ainda não li esse livro, mas não porque achava que seria ruim, mas com medo de ser muito triste! HAHA :)
    Tb não vi o filme...
    Gostei bastante da sua resenha, foi bem diferente das que eu já li!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi Caline!
    Que pena que você não gostou muito... Já vi várias opiniões sobre esse livro na internet. Alguns amaram, outros se decepcionaram.
    Eu pretendo lê-lo um dia, mas não tenho muita pressa. No momento, tenho outras prioridades.
    No Telecine está passando o filme, mas ainda não me animei a assistir. Não vou muito com a cara dos artistas principais... Acho que vou acabar esperando para ler o livro primeiro.
    Beijooo!

    ResponderExcluir
  11. Eu gostei muito deste livro porque além de mostrar os bastidores do circo, também mostra a vida de Jacob idoso na casa de repouso, como ele era tratado lá, quais eram as suas necessidades enfim, nunca tinha lido um livro com esse tipo de narrativa, acho que foi por isso que fui conquistada, me fez pensar em como vai ser a minha velhice.

    Beijinhos =)

    Flavinha - Chata dos Livros

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.