O Milagre - Nicholas Sparks

Título Original: True Believer
Data de publicação: 2010
Número de páginas: 328
Editora: Agir



Vestido de preto da cabeça aos pés e com a aparência de alguém sempre pronto para ir a um velório, Jeremy Marsh reflete em seu estilo uma forte vocação para encarar a vida de uma forma racional. Badalado pela mídia, respeitado pela comunidade científica, aos 37 anos o jornalista assina uma coluna na prestigiosa revista Scientific American - sem, contudo, emplacar um relacionamento feliz. A saída que Jeremy encontra para exorcizar o fantasma de um casamento desfeito é negar a existência de outros tipos de fantasmas: aqueles que arrastam correntes e aparecem sob lençóis.
Seu trabalho como freelancer já o fez viajar pelo mundo à cata de lendas urbanas como a do monstro de Losh Ness. Por isso, não se surpreende ao receber a carta de Dori McClellan, uma senhora com poderes divinatórios que o convida a investigar as misteriosas luzes de Cedar Creek, um antigo cemitério de escravos que teria sido alvo de uma maldição.
Acionando seu agente e um cameraman tatuado e beberrão, Jeremy deixa Nova Iorque e parte em direção ao sul dos Estados Unidos. Essa é a terra da sofrida Lexie Darnell - alguém que longe de ser uma mocinha ingênua do interior, se mostra vacinada contra os avanços de qualquer conquistador da cidade grande. Mas será que um forte sentimento pode ultrapassar as fronteiras que separam a fé da descrença?


Esqueça as lindas e tristes histórias de amor que Nicholas Sparks costuma escrever, O Milagre é completamente diferente, ao terminar a leitura me senti com o coração leve e feliz, nada dos olhos inchados de chorar ou da angústia pelo final dramaticamente lindo e triste.

O Milagre é um romance água-com-açúcar que além de muito amor, promete deixar os leitores curiosos em relação as estranhas luzes que aparecem no cemitério da pequena cidade de Boone Creeck. Mas o mistério se arrasta até mais da metade do livro e quando é desvendado é tão sem graça que a história poderia passar bem sem ele, mas esse detalhe não tira a beleza e o encanto da história.

Então descartando o mistério que não deu muito certo vamos falar de amor, afinal Nicholas Sparks sabe falar como poucos sobre esse sentimento e nesse livro ele mostra mais uma vez porque é um autor de tanto sucesso.

O livro é lindo, doce, envolvente e delicado. Cada vez que eu iniciava a leitura, não queria mais largar. O fato de ser escrito em 3ª pessoa me fez sentir mais próxima aos personagens, porque eu sabia exatamente o que eles estavam pensando e sentindo. Eu me senti tão envolvida com toda a história que partilhei dos medos, da esperança, dos anceios, das decepções e dos momentos de realização de cada um deles.

Lexie e Jeremy amaram e tiveram seus corações despedaçados, depois disso eles preferiram ficar sozinhos, até se conhecerem. Assim que eles se viram pela primeira vez, sentiram algo de diferente, algo que parecia estar enterrado há muito tempo. Dois dias foi o tempo que eles levaram para perceberem que estavam apaixonados. Eu sei que isso é algo completamente absurdo e quase, eu digo quase, impossível de acontecer, mas esse pouquíssimo tempo que eles ficaram juntos foi tão intenso que eles pareciam se aconhecer a anos e só por isso eu perdoei o fato dele terem se apaixonado em tão pouco tempo.

E, sim, era verdade que eles não se conheciam muito bem, mas diante do pouco tempo que haviam estado juntos, ele havia descoberto o suficiente para saber que poderia amá-la para sempre. Tudo de que precisavam era uma chance.


O Milagre fala de amor, esperança, razão, emoção, e fé, mas não a fé ligada a religião que estamos acostumados a encontrar nos livros de Nicholas. Esse livro não tem nenhuma filha de pastor, garota que canta no coral ou que frenquenta a igreja todos os domingos. A fé da qual estou falando é aquela que nos permite continuar acreditando que tudo vai terminar bem, que as coisas darão certo mesmo que isso demore a acontecer ou pareça impossível, a fé que nos permite sempre tentar de novo.

O final é lindo e é só ai que vemos o verdadeiro milagre acontecer, eu já imaginava qual seria mesmo assim não deixou de ser muito fofo e um dos momentos mais "oin" do livro.

Depois de tantos elogios preciso dizer que amei o livro?
Ele é sim diferente dos outros livros do Nicholas, mas a forma como ele escolhe as palavras certas para falar de amor e tocar nosso coração continua presente.

Esse não é o meu livro preferido do Nicholas, Uma carta de amor ganha em disparada e por mais absurdo que seja para alguns leitores O Milagre fica pelo menos a frente de A última música.

Havia a ciência e havia o inexplicável, e Jeremy passara a vida tentando conciliar os dois. Ele lidava com a realidade, zombava da magia e sentia pena dos crédulos.
(...) Não, ele não conseguia explicar e, no futuro, jamais conseguiria. Desafiava as leis da biologia, derrubava as certezas sobre o homem que acreditava ser.
Era simplesmente impossível(...)

P.S.: O livro tem uma continuação intitulada “At First Sight” que foi publicada em 2006. No Brasil o livro ainda não tem previsão de lançamento. Eu espero que alguma editora se interesse e lance logo o livro por aqui.

Avaliação (1 a 5):



14 comentários:

  1. Oi Caline,
    Os livros do Nicholas são realmente lindos e tristes, então me surpreendi por você dizer que esse não é... bom saber! ;D
    Andava fugindo dos livros dele por serem sempre tristes, agora já sei que não preciso fugir desse, hihihi
    Beijos

    Cacá
    *Meus Discos e Livros e Tudo o Mais*

    ResponderExcluir
  2. Já li! Gostei, achei bom e romântico. Mas não é um dos meus favoritos do Nicholas... prefiro os mais dramáticos, mesmo. ;)

    Bjoos!

    ResponderExcluir
  3. Ahh que legal, quero ler esse agua com açucar, principalmente por amar o Nicholas e considerar um dos melhores autores de drama/amor! XD

    ResponderExcluir
  4. Eu amo Nicholas Sparks, e este é o único livro (dos lançados no Brasil) que eu não tenho!
    Não sabia que este era um pouco diferente do habitual, fiquei ainda mais curiosa!
    Ótima resenha :)

    Beijos
    Livros e blablablá

    ResponderExcluir
  5. Ei Caline!
    Este livro do Sparks eu ainda não li.
    É bom saber que em pelo menos um livro dele não precisa vir acompanhado de uma caixinha de lenços.
    Quero ler!!!
    Tomara que a continuação seja publicado em breve.
    Bjins

    em pelo menos um livro dele não precisa vir acompanhado de uma caixinha de lenços.
    Quero ler!!!
    Tomara que a continuação seja publicado em breve.
    Bjins

    ResponderExcluir
  6. Ainda não li nenhum livro do Nicholas Sparks, só vi as versões em filme, mas morro de vontade de ler e espero que seja logo..hehehe...já tinha visto este livro e fiquei com mais vontade de ler.

    Beeeijos

    ResponderExcluir
  7. Nossa, primeira resenha positiva que li sobre esse livro. Esse mistério que não deu certo, segundo muitos, afundou totalmente o livro. Por isso fiquei bem com o pé atrás com essa obra, não sei se tenho mais vontade de ler, mesmo sendo de Nicholas Sparks!

    Beijos
    Conjunto da Obra.

    ResponderExcluir
  8. Como a Julia comentou acima, é a primeira resenha positiva que vejo desse livro. Eu li alguns livros do Sparks e vi os filmes, mas o único livro dele que me encantou foi Querido John. Então nem vou ler O Milagre, apesar da sua resenha ter me deixado curiosa rsrs
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  9. Eu não tinha lido nenhuma resenha deste livro ainda.
    Ele está aqui na minha estante.
    Só falta tempo.
    Preciso ler outro do Nicholas Sparks porque o primeiro que li dele me desencantou. =/
    Sua resenha me deixou curiosa.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. OI, Caline!
    Eu adoro tudo o que o Nicholas escreve! Sou a reenhista oficil deos livros dele no Leituras & Devaneios, rs.
    Eu gostei muito deste livro, mas não é o meu preferido dele (coincidentemente é um dos pouco que tem final feliz, né? Acho que gosto de Chorar, rs)

    Eu gostei muito do "clima" ue a história tem, dos encantos do interior, e de como um cidadão cosmopolitamos foi fisgado por estes encantos =)
    Concordo quanto a "At first Sight", também estou doida para continuar a ler!
    bjusssssssssssss

    Sabrina - Leituras & Devaneios

    PS: se eu fiz outro comentário anterior a este, queira, por favor, apagar? Creio que comentei aqui como se fosse em outro blog =(

    ResponderExcluir
  11. Oi Caline! Eu tb adorei o livro!
    Uma leitura super gostosa né?
    Apesar do fim super clichê, vale a pena!!
    Li em três dias apenas, fiquei grudada!
    Bjss!

    ResponderExcluir
  12. Resenha bem legal...
    Eu gosto do Nicholas, mas leio os livros dele um depois de mil anos do outro se não meio que cançsa.
    beem legal aqui xD
    Estou seguindo ^^
    beeeijos

    ResponderExcluir
  13. Oii!
    Eu gosto do Nicholas Sparks, mas eu meio que cansei das histórias dele... hahaha
    Pela sua resenha, tenho quase certeza de que tb não gostaria desse livro...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi Caline, acabei de conhecer teu blog, já tô seguindo. *-*
    Já amei tudo aqui, adoro livros e os blogs literários me encantam.Sempre que puder vou vir fazer uma visitinha, viu ?
    E Nicholas Sparks é tudo. s2 Ainda não li esse livro, mas os outros já me deixaram apaixonada. rs'
    Adorei tua resenha, Parabéns!

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.