Nudez Mortal - J. D. Robb (In Death #1)

Título Original: Naked in Death
Data de publicação: 2004
Número de páginas: 350
Série: Mortal #1
Editora: Bertrand Brasil



Eve Dallas é tenente da polícia de Nova York e está caçando um assassino cruel. Em mais de dez anos na força policial ela já viu de tudo e sabe que a própria sobrevivência depende de seus instintos. Eve avança contra todos os avisos que lhe dão para não se envolver com Roarke, bilionário irlandês, o principal suspeito de um dos casos de assassinato que ela está investigando. A paixão e a sedução, porém, possuem regras próprias, e depende de Eve assumir um risco nos braços de um homem sobre o qual ela nada sabe, a não ser a necessidade de sentir o toque dele, que se transformou em um vício para ela.


Eve Dallas é uma tenente durona, meio marrenta, que vive para o trabalho e que evita se aproximar e se apegar a outras pessoas. Sua personalidade forte e seu jeito destemido e arredio conquistam nossa simpatia, ainda mais depois de descobrirmos todos os horrores que ela viveu na infância. Ela é uma ótima policial, com instintos afiadíssimos.

Depois da neta do governador de Nova York ser assassinada de forma brutal, Eve é designada para comandar as investigações e conhece Roarke (pausa para os suspiros) um dos principais suspeitos de ter cometido o crime.

Roarke é um dos homens mais ricos e poderosos do mundo, as vezes chego a desconfiar se ele não é O mais rico e mais poderoso do mundo (ele concerteza já se tornou o queridinho de muitas leitoras). Roarke é sedutor, misterioso, enigmático e perigosamente sexy. Sua personalidade forte e sua sensualidade atraem Eve e eles acabam se envolvendo em um relacionamento confuso e explosivo.

Enquanto Eve e Roarke tentam entender a intensidade dos seus sentimentos, o assassino faz mais uma vítima e deixa claro, assim como na primeira vez, que esse crime não será o último. Correndo contra o tempo, Eve chega cada vez mais perto de desvendar um crime sórdido e repugnante que pode trazer de volta os fantasmas do seu passado.

A respiração dele estava ficando mais acelerada. Deixava-o espantado notar o quanto ainda era capaz de desejá-la. Ficava desconcertado por ela ser tão cega e não notar o quanto ele estava se sentindo desamparado, dominado pela necessidade que tinha dela. E o enfurecia saber que ela podia, simplesmente por existir, ser a causa dessa fraqueza.

Nudez Mortal de J. D. Robb (Nora Roberts) é completamente viciante, de um jeito que você vai querer ler enquanto come e só dormir quando for vencido involuntariamente pelo sono. É um romance policial futurístico que tem de tudo um pouco: ação, suspense, mistério, um humor meio ácido e é claro romance, muito romance, da melhor qualidade e com um homem de fazer qualquer mulher suspirar.

A idéia de ambientar a história no ano de 2058 foi bastante interessante, uma vez que não estamos muito longe dessa data e a Nora conseguiu criar um mundo futurista convicente, onde encontrar alimentos naturais e locais arborizados é cada vez mais difícil, onde as máquinas fazem quase tudo para nós - por falar nisso o autochef é um item que eu adoraria ter na minha cozinha, mas nada daquelas comidas ruins da Eve, só o melhor como as de Roarke -, onde o uso de armas de fogo foram banidas depois de uma guerra urbana. Só achei que ela deveria ter abordado também os problemas com água potável que provavelmente estaremos enfrentando durante essa década ai (coisas de bióloga).

O romance entre Eve e Roarke foi de tirar o fôlego, os dois são meio durões - apesar do jeito mega sedutor de Rorke - e entre os beijos e amassos sempre rolavam algumas farpas que eram sempre resolvidas na cama, no chão, no chuveiro... enfim, Roarke é um super cavalheiro, que adora agradar e faz tudo que está a seu alcance para ver um sorriso de satisfação e um brilho de surpresa nos olhos de Eve, os dois formam um par perfeito e como a série tem muitos livros ainda teremos mais do romance entre os dois pela frente.

- Você está com a esperança de ficar bêbada o suficiente para dar alguns socos em alguém, sem se preocupar muito com as consequências. Comigo, você não precisa ficar bêbada, nem tem que se preocupar. Pode me dar quantos socos quiser.
- Por quê?
- Porque há algo de muito triste em seus olhos. E isso me incomoda. - Enquanto ela estava tentando lidar com a surpresa dessa declaração, ele a colocou de pé e já estava se encaminhando com ela para a porta.

O mistério que envolve o culpado pelos assassinatos me fez duvidar de todo mundo e não chegar a conclusão alguma. A Nora conseguiu manter o segredo do início ao fim, eu só consegui descobrir perto das páginas finais. O enredo é ótimo e leva o leitor em algumas voltas e reviravoltas com um final surpreendente e até um pouco chocante - algumas pessoas acharam o livro meio pesado por causa disso.

Eu achei o livro fantástico! A trama o mistério são muito bem trabalhados; os personagens são bem desenvolvidos, com características marcantes, personalidades fortes; e a idéia de criar um série policial futurista com um romance hot para equilibrar foi uma idéia criativa e muito bem vinda.

A série é enorme com mais de 37 livros já lançados nos Estados Unidos, mas eu fiquei tão empolgada com esse livro e gostei tanto dele que estou louca para ler o resto da série.

Avaliação (1 a 5):



J. D. Robb é o pseudônimo usados pela autora Nora Roberts para escrever a Série Mortal, que tem como personagem principal a tenente Eve Dallas e que se passa no ano de 2058.

14 comentários:

  1. Eu queria muito ler essa série.... Deve ser muito bom!
    Bjus,
    Náh

    ResponderExcluir
  2. Morro de vontade de ler essa série. Mas tenho medo do tamanho. rsrs Se começar vou ter que dar um jeito de terminar e, no momento, estou sem tempo
    Mas só leio elogios do livro.
    BJs

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada da Nora, e sempre ouvi falar muito bem das obras dela. Essa semana quase comprei um livro da autora, por ter ficado tão curiosa.
    Esse livro parece ter tudo que eu gosto em uma história, fiquei louca para ler!

    Beijos
    Conjunto da Obra

    ResponderExcluir
  4. Ai, ai...
    Menina, como dá para piriguetar com o Roarke, né?
    Eu tenho o 2º e do 5º ao 11º se não me engano. Li os que eu tenho e não li o 1º ainda, acredita?
    Tô perdendo esta parte no chuveiro...kkk
    E eu não sabia que são 37 livro. Ohhh mulher que escreve. Acho que ela não dorme não.
    Quero todos!
    Bjins

    ResponderExcluir
  5. Essa é uma série que eu quero ler muito. Tenho os 2 primeiros livros e ainda não li. E a curiosidade de ler aumentou mais ainda após ler sua resenha, adoro livros que a gente só descobre o assassino nas últimas páginas e é sempre alguém que a gente nunca imagina.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. AI meu Deus. EU AMO, amo mesmo essa série. Eu tenho que voltar a lê-la. Não sei porque parei. :S Sua resenha me fez sentir saudades do Roarke e da Eve <3

    ResponderExcluir
  7. ainda nao conhecia a serie mas fique muito afim de ler ^^ adorei a capa

    ResponderExcluir
  8. É uma vergonha eu dizer isso, mas eu nunca li nada da Nora Roberts, entretanto, eu morro de curiosidade.
    Agora, 37 livros?? OMG, haja dinheiro para comprar isso tudo, haushuhasas.
    Adoreeei :)

    beeijos,
    Jéssica

    ResponderExcluir
  9. Eu me desanimo pelo tamanho da série, rs, é mtoooooo grande! :D

    Mas todo mundo elogia tanto...

    Um dia, quem sabe?

    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Só de falar de assassinos fico empolgada! hahaha! Adorei sua resenha e agora quero muito este livro *_* Adorei o layout novo o/


    Beijos, World of Carol Espilotro

    ResponderExcluir
  11. eu já li e amei. ^^
    quero muito continuar a série.
    Aff, quero o Roarke para mim. 0//
    beijos.

    ResponderExcluir
  12. Ei Caline,

    Eu comprei até o 5, mas só li o primeiro. Amei o Roarke, a história no futuro, as investigações tudo. Falta é tempo para continuar mesmo. :P

    P.S: Terminei Filha da tempestade, gostei bastante do livro. Me incomodou o fato de não ter nenhuma introdução, nem parece a mesma autora de Vampire Academy que eu amo. Mas achei a trama sobrenatural muito boa, gostei mais do Dorian do que do Kiyo, mas as cenas sexuais não me incomodaram não rs.

    bjos
    Nanda

    ResponderExcluir
  13. Oi Caline,
    Essa série é maravilhosa!!!
    Ainda estou longe de ter lido tudo mas essa série é uma das minhas preferidas. É um livro melhor que o outro. Continue lendo e não se assuste pelo tamanho, rs
    Beijos

    Cacá
    *Meus Discos e Livros e Tudo o Mais*

    ResponderExcluir
  14. Ahhh.. Quando vi Nora Roberts, e a resenha de Nudez Mortal, tive que vir ler.
    Eu simplesmente AMO a série, pena que só li os 4 primeiros (de muuuitos, rs).

    Beijos

    ResponderExcluir

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.