Orgulho e Preconceito - Jane Austen


A obra literária de Jane Austen deu ao romance inglês o primeiro impulso para a modernidade, ao tratar do cotidiano de pessoas comuns. De aguda percepção psicológica, seu estilo destila sempre uma ironia sutil, dissimulada pela leveza da narrativa. Orgulho e Preconceito (1797) é a obra mais conhecida da autora. Jane Austen mostrou como o amor entre os protagonistas era capaz de superar barreiras de orgulho e preconceito, a diferença social entre eles e o escasso poder de decisão concedido à mulher na sociedade da época.A crítica veio a considerá-la a primeira romancista moderna da literatura inglesa.

Nooosa esse livro é realmente tudo de bom. Todas as opiniões que eu li em blogs por aí fazem jus ao livro. Eu achei que ele fosse ser uma leitura massante e chata por ser bem antigo e pela forma de escrever da Jane Austen, folheando as páginas eu vi poucos diálogos, e geralmente livros que tem poucos diálogos são realmente massantes (pelo menos pra mim). Mas quando eu resolvi sentar e começar a lê-lo não me decepcionei. A mulher arrasa e eu estou louca para assitir a adaptação do livro e para ler as outras obras da autora. Mas, vamos ao livro...

ATENÇÃO SPOILERS EM ALGUNS TRECHOS!!!
O amor de Jane pelo Sr. Bingley, por exemplo, pense num négocio sem sal. E aquela personalidade dela de encontrar sempre um lado bom nas atitudes ruins das pessoas, já estava me dando nos nervos, rsrsrsrsrsrsrs... era bondade demais pro meu gosto. Mesmo quando sua "amiga e futura cunhada" deixou bem claro que não queria o relacionamento dela com o irmão, Jane ainda não se chateou de todo com a situação e viu algo não tão ruim nessa atitude. E o Sr. Bingley????... não tinha pulso firme na sua própria vida e deixou as irmãs e o amigo tomarem as rédias do seu destino. No final das contas ele e Jane só ficaram juntos porque o Sr. Darcy "permitiu"!!! Bom, eles dois se mereciam mesmo, tinham o coração puro demais....
Ahhh... e o Sr. Darcy que no início me provocou muita raiva por ser tão orgulhoso em relação a sua posição social impedindo até o relacionamento do seu amigo com a Jane, conquistou minha total simpatia quando foi arrebatado pelo amor da Lizzy e acabou deixando para trás todo preconceito e orgulho da família e dele mesmo, e resolveu assumir e viver o seu amor!!!!!

Jane Austen retrata tão bem os sentimentos dos personagens e as atitudes da sociedade daquela época, que eu me senti praticamente no século XVIII. Tudo bem que eu não concordo com aqueles casamentos arranjados e aquele tipo de amor meio apagado que é mais atraído pelos bens materiais do que pelo amor propriamente dito, mas era a sociedade da época e como excelente escritora que ela era conseguiu retratar isso muito bem.
O livro é ótimo e vale apena lê-lo!
Então, Boa Leitura!

1 comentários:

Participe do blog... Deixe seu comentário!!!
Sua opiniões, idéias, sugestões... são muito importantes para mim.
Um xero!
P.S: Comentários anônimos não serão aceitos!!!

 
Mundo de Papel © Tema base por So Kawaii. Tecnologia do Blogger.